Foto: Felipe Oliveira / E.C. Bahia

Na volta da torcida na Arena Fonte Nova, o Bahia fica no empate com o Palmeiras

Mesmo com uma boa atuação e a volta da torcida na Arena Fonte Nova, o Bahia ficou no empate em 0 a 0 contra o Palmeiras, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Vestindo o padrão vermelho, o Tricolor até tentou sair com o triunfo, mas o goleiro Jailson fez boas defesas e o jogo terminou no empate.

Com o resultado, o Bahia vai aos 27 pontos e permanece no 17º lugar. A próxima partida do Esquadrão de Aço é no sábado (16), às 21h, contra o América-MG na Arena Independência, em Belo Horizonte.

FICHA TÉCNICA:
Bahia 0 x 0 Palmeiras
Campeonato Brasileiro – 26ª rodada

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador.
Data: 12/10/2021 (terça-feira)
Horário: 21h30
Árbitro: Ramon Abatti Abel (SC)
Assistentes: Henrique Neu Ribeiro e Éder Alexandre (ambos de SC)
VAR: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)

Cartões amarelos: Mugni, Daniel, Ronaldo, Ramírez (Bahia) / Rony, Kuscevic (Palmeiras)

Cartões vermelhos: Wesley (Palmeiras)

Bahia: Danilo Fernandes; Nino Paraíba, Conti, Luiz Otávio e Matheus Bahia; Patrick (Renan Guedes), Daniel (Rodriguinho), Raí (Rodallega), Mugni e Juninho Capixaba; Gilberto (Ronaldo). Técnico: Guto Ferreira.

Palmeiras: Jailson, Gabriel Menino (Wesley), Kuscevic (Renan), Luan e Jorge; Felipe Melo, Patrick de Paula (Danilo Barbosa), Raphael Veiga e Dudu (Matheus Fernandes); Rony e Luiz Adriano (Deyverson). Técnico: Abel Ferreira.

Foto: Cesar Greco / Palmeiras

Bahia até vira a partida, mas perde para o Palmeiras no Allianz Parque

O Bahia tentou o triunfo contra o Palmeiras no Allianz Parque e até esteve na frente no placar, por 2 a 1, mas foi derrotado pelo Verdão por 3 a 2. Ambos os times tiveram chances criadas na partida do domingo (27), válida pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro.

O Tricolor marcou com Luiz Otávio e Maycon Douglas. Já para o Verdão mararam Gustavo Scarpa, Raphael Veiga e Breno Lopes.

O próximo compromisso do Bahia é contra o América-MG, na próxima quarta-feira (30), pela oitava rodada do Brasileirão.

FICHA TÉCNICA:

Palmeiras x Bahia
Campeonato Brasileiro – 7ª rodada
Local:
 Allianz Parque, em São Paulo
Data: 27/06/2021 (domingo) 
Horário: 20h
Árbitro: Dênis da Silva Ribeiro (AL)
Assistentes: Esdras Mariano de Lima Albuquerque e Brígida Cirilo Ferreira (ambos de AL)
VAR: Igor Junio Benevenuto (MG)

Gols: Gustavo Scarpa e Raphael Veiga (Palmeiras) / Luiz Otávio e Maycon Douglas (Bahia)

Cartões amarelos: Danilo, Kuscevic e Breno Lopes (Palmeiras) / Rossi, Matheus Bahia, Patrick de Lucca e Thaciano (Bahia)

Palmeiras: Jailson; Marcos Rocha (Gabriel Menino), Luan, Kuscevic e Victor Luis; Danilo (Patrick de Paula), Danilo Barbosa (Zé Rafael) e Gustavo Scarpa; Breno Lopes, Rony (Deyverson) e Luiz Adriano (Raphael Veiga)

Bahia: Matheus Teixeira; Nino Paraíba, Luiz Otávio, Juninho e Matheus Bahia (Juninho Capixaba); Patrick de Lucca (Jonas), Thaciano (Pablo) e Daniel; Rodriguinho (Maycon Douglas), Rossi (Óscar Ruiz) e Gilberto 

Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Fla bate o Palmeiras nos pênaltis e leva o bi da Supercopa

Em uma partida bastante disputada entre as equipes consideradas as melhores do Brasil na atualidade, o flamengo venceu o Palmeiras e sagrou-se bicampeão da Supercopa do Brasil no estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF). No tempo normal, o jogo terminou em 2 a 2, mas o Rubro-Negro levou a melhor nos pênaltis e ganhou por 6 a 5.

Marcaram para o Mengo, Gabigol e Arrascaeta, enquanto Raphael Veiga fez dois para o Porco. Já o meia do time carioca, Giorgian De Arrascaeta foi eleito o melhor em campo por votação do público e ganhou um Kia Sportage zero km, avaliado em R$ 200 mil.

A Supercopa do Brasil reúne os vencedores do Brasileiro e da Copa do Brasil. O flamengo já havia sido campeão na temporada anterior, quando venceu o Athletico-PR por 3 a 0.

O próximo compromisso do Fla é no Campeonato Carioca no clássico com o Vasco, na quarta-feira (14), no mesmo dia em que o Palmeiras decide a Recopa Sul-Americana contra o Defensa y Justicia (ARG).

FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO 2 (6) X (5) 2 PALMEIRAS

Competição: Supercopa do Brasil

Horário: 11h00 (de Brasília)
Local: Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Arbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Auxiliares: Rafael da Silva Alves (RS) e Jorge Eduardo Bernardi (RS)
VAR: Wagner Reway (PB)
Cartões amarelos: Márcio Puglia Souza, Isla, Rodrigo Caio, Willian Arão, Rogério Ceni (FLA); Felipe Melo, Wesley, Victor Castanheira, Abel Ferreira, Luan, Mayke (PAL);
Cartões vermelhos: Abel Ferreira, João Martins (PAL)
Gols: Raphael Veiga, do Palmeiras, aos 1’/1T (0-1); Gabigol, do Flamengo, aos 22’/1T (1-1); De Arrascaeta, do Flamengo, aos 48’/1T (2-1); Raphael Veiga, aos 28’/2T (2-2)

Flamengo: Diego Alves; Isla (Matheuzinho, aos 17’/2T), Rodrigo Caio, Willian Arão e Filipe Luís; Diego (João Gomes, 17’/2T), Gerson (Pepê, aos 42’/2T), Everton Ribeiro (Vitinho, aos 33’/2T) e De Arrascaeta; Bruno Henrique (Michael, aos 43’/2T) e Gabigol. Técnico: Rogério Ceni.

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha (Mayke, aos 14’/2T), Luan, Gustavo Gómez, e Matías Viña; Felipe Melo (Danilo, intervalo), Zé Rafael (Gabriel Menino, intervalo) e Raphael Veiga; Breno Lopes, Rony (Gustavo Scarpa, aos 44’/T) e Wesley (Gabriel Veron, aos 15’/2T). Técnico: Abel Ferreira.

Pênaltis
Flamengo:
 De Arrascaeta (acertou); Filipe Luís (errou); Matheuzinho (errou); Vitinho (acertou); Gabigol (acertou); João Gomes (acertou); Pepê (errou); Michael (acertou); Rodrigo Caio (acertou)

Palmeiras: Raphael Veiga (acertou); Gustavo Gómez (acertou); Gustavo Scarpa (acertou); Luan (errou); Danilo (errou); Matías Viña (acertou); Gabriel Menino (errou); Gabriel Veron (acertou); Mayke (errou)

Foto: Cesar Greco / Palmeiras

Palmeiras vence o Grêmio também no jogo de volta, e é campeão da Copa do Brasil

O Palmeiras venceu a segunda partida da final da Copa do Brasil contra o Grêmio por 2 a 0, no Allianz Parque, e conquistou mais uma vez a competição, ficando com o placar agregado de 3 a 0. Wesley e Gabriel Menino fizeram os gols na arena.

A equipe de Abel Ferreira já havia vencido o Tricolor na Arena Grêmio, com gol de Gustavo Gómez, e por isso, tinha a vantagem de jogar pelo empate.

O Verdão chegou neste domingo ao quarto título na história da Copa do Brasil. Os outros foram em 1998, 2012 e 2015.

O Palmeiras encerra a temporada com três títulos. Além da Copa do Brasil, conquistou o Paulista e a Libertadores.

Confira o ranking dos campeões:

Cruzeiro: 6 (1993, 1996, 2000, 2003, 2017 e 2018)

Grêmio: 5 (1989, 1994, 1997, 2001 e 2016)

Palmeiras: 4 (1998, 2012, 2015 e 2020)

Corinthians: 3 (1995, 2002 e 2009)

Flamengo: 3 (1990, 2006 e 2013)

Atlético-MG: 1 (2014)

Criciúma: 1 (1991)

Fluminense: 1 (2007)

Inter: 1 (1992)

Juventude: 1 (1999)

Paulista: 1 (2005)

Santo André: 1 (2004)

Santos: 1 (2010)

Sport: 1 (2008)

Vasco: 1 (2011)

Athletico: 1 (2019)

Foto: Cesar Greco / Palmeiras

Palmeiras conquista o bi da Libertadores no Maracanã com gol nos acréscimos

O histórico título da Libertadores de 2020 foi conquistado pelo Palmeiras, no sábado (30), no Maracanã, contra o Santos por 1 a 0. O time de Abel Ferreira recuperou a convicção em um novo projeto, com algumas mudanças, como contratar menos, não gastar tanto e dar chances aos garotos. Breno Lopes que veio como aposta de futuro decidiu a partida.

Não se permitiu ao erro de anos anteriores, quando apostou em jovens vindos de outros clubes que de certa forma tiraram espaços das revelações. Dos cinco contratados em 2020, todos tiveram algum tipo de importância na gestão de Anderson Barros.

Jogadores caseiros foram importantes para o título, como Gabriel Menino, Wesley, Danilo, Patrick de Paula e Gabriel Veron. Também foram protagonistas, Matías Viña, Rony e Breno Lopes que vieram como aposta do clube. Benjamín Kuscevic e Alan Empereur fortaleceram um elenco.

Além de contratar menos, o time fez uma venda questionada pela torcida, a saída de Dudu, emprestado ao Al Duhail, do Catar. A referência da equipe, rendeu ao clube, R$ 43 milhões.

Além da Libertadores, o Palmeiras vai disputar o Mundial de Clubes da Fifa, competição que terá início para o Verdão no dia 7 de fevereiro. A equipe também já está garantida nas finais da Copa do Brasil e da Recopa Sul-Americana.

Ficha técnica:

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Matías Viña; Danilo, Zé Rafael (Patrick de Paula), Gabriel Menino (Breno Lopes) e Raphael Veiga (Empereur); Rony (Felipe Melo) e Luiz Adriano.
Técnico: Abel Ferreira

Santos: John, Pará (Bruno Marques), Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan (Wellington Tim); Alison, Diego Pituca e Sandry (Lucas Braga); Marinho, Soteldo e Kaio Jorge (Madson)
Técnico: Cuca

Local: Maracanã, Rio de Janeiro, RJ
Data: 30/01/2021, sábado
Hora: 17h00 (de Brasília)
Árbitro: Patricio Loustau (ARG)
Assistentes: Ezequiel Brailovsky (ARG) e Diego Bonfa (ARG)
Público: (portões fechados)
Renda: –
Cartões amarelos: Gustavo Gómez, Viña e Marcos Rocha (PAL); Lucas Veríssimo, Diego Pituca, Soteldo e Alison (SAN)
Gol: Breno Lopes, aos 53 minutos do segundo tempo

Foto: Felipe Oliveira / E.C. Bahia

Bahia arranca empate com o Palmeiras aos 49 do segundo tempo no Pituaçu

Aos 49 minutos do segundo tempo, nos acréscimos, o Bahia fez o gol de empate por 1 a 1 contra o Palmeiras na noite deste sábado (29), em Pituaçu. Os gols foram marcados por reservas de ambos os times.

No primeiro tempo, apesar dos espaços em campo para os dois times os goleiros não tiveram trabalho. Já no segundo, foi à vez dos reservas decidirem a partida.

Nino Paraíba na saída de bola, aos 31, tocou errado e Luiz Adriano acionou Scarpa que só rolou a bola para Zé Rafael fazer 1×0.

Nos acréscimos, aos 49, Juninho Capixaba lançou na área e Weverton saiu do gol, dando um soco, e na sobra, com o gol vazio, Marco Antônio chutou para o empate. Final, 1×1.

O tricolor chegou a sua terceira partida consecutiva sem vencer no Brasileirão. Com o resultado, o tricolor vai para oito pontos, e fica na sétima posição na tabela, e o Palmeiras está uma casa acima, com nove pontos.

FICHA TÉCNICA:
BAHIA 1 x 1 PALMEIRAS

Data: 29 de agosto de 2010, sábado
Local: Estádio Pituaçu, em Salvador-BA
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo
Assistentes: Rodrigo Correa e Michael Correia
VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda
Cartão amarelo: Gregore (BAH); Luan, Ramires, e Wesley (PAL)
Gol:
BAHIA:
 Marco Antônio, aos 49 minutos do 2º Tempo
PALMEIRAS: Zé Rafael, aos 31 minutos do 2º Tempo

BAHIA: Anderson; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Juninho Capixaba; Gregore, Daniel (Marco Antônio) e Rodriguinho (Clayson); Élber, Rossi (Ronaldo) e Gilberto (Saldanha)
Técnico: Roger Machado

PALMEIRAS: Weverton; Mayke, Luan, Gustavo Gomez e Diogo Barbosa; Bruno Henrique (Ramires), Patrick de Paula, Gabriel Menino (Gustavo Scarpa) e Lucas Lima (Zé Rafael); Rony (Wesley) e Willian (Luiz Adriano)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo