Foto: Alberto Maraux / SSP

Policiais cumprem mandados contra grupo que matou tio e sobrinho em Salvador

Na manhã desta quinta-feira (1º), traficantes que participaram das execuções de Bruno Barros e Yan Barros foram alvos de busca e apreensão, em casas utilizadas como esconderijos, no Complexo do Nordeste de Amaralina.

De acordo com a polícia, os criminosos integram uma organização criminosa, presente naquela localidade, envolvida com a venda de entorpecentes, homicídios, roubos, porte ilegal de arma de fogo e corrupção de menores.

“Estamos juntando as peças desse quebra-cabeça e, em cada ação, vamos elucidando toda a dinâmica dos fatos”, contou a diretora do DHPP, delegada Andréa Ribeiro, acrescentando que os cumprimentos realizados nesta quinta-feira, fazem parte da 2a fase da Operação Retomada, deflagrada, no dia de ontem.

Equipes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e da Polícia Militar (Rondesp Atlântico e 40a CIPM) cumpriram as ordens judiciais.