Foto: Natália Verena / Polícia Civil

Operação cumpre mandados contra empresas do setor supermercadista de Irecê

A Polícia Civil, Ministério Público Estadual (MP-BA) e Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia (Sefaz) em uma operação conjunta cumpriram na manhã desta quinta-feira (29), mandados de prisão e busca e apreensão contra empresas do setor supermercadista de Irecê, suspeito de sonegação de R$ 12 milhões.

A Operação Marca-Passo visa coletar provas para instruir investigação que apura a prática de sonegação fiscal. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), os investigados criaram empresas em nome de “laranjas”, com o objetivo de reduzir ou suprimir o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) devido.

“As empresas envolvidas vinham sendo monitoradas pelos órgãos fazendários desde o ano de 2017, sendo que, desde então, foram remetidas três notícias-crime relativas ao grupo”, ressaltou o diretor do Draco, delegado José Alves Bezerra Júnior.

Conforme o MP-BA, a operação cumpriu um mandado de prisão contra o proprietário de um hipermercado, e cinco mandados de busca.

O sequestro de ativos das empresas e de seus sócios e laranjas foram obtidos judicialmente, incluindo imóveis, veículos e contas bancárias, com a finalidade de assegurar a restituição dos valores devidos aos cofres públicos.