Foto: Tatiana Azeviche / Setur-BA

Bahia tem crescimento do turismo de 11,2% em relação ao mesmo mês de 2019

Os números dos indicadores de desempenho das atividades turísticas na Bahia, no mês passado, referentes ao fluxo de turistas e taxa de permanência teve aumento de 11,2%, em relação ao ano de 2019, segundo dados da Secretaria de Turismo do Estado (Setur-BA).

Os resultados apurados pela pasta estão interligados ao plano estratégico de retomada Viva Turismo Bahia, desenvolvido pelo Governo do Estado, que atua na biossegurança, infraestrutura, capacitação/qualificação e promoção dos destinos.

Em maio de 2019, quando ainda não havia a pandemia da Covid-19, o movimento de desembarques nos principais aeroportos baianos foi de 197.949 passageiros. No mesmo período de 2022, foram 220.233 desembarques, o que representa um aumento de 11,2%.

Repetindo o comparativo de maio, nos dois anos, a taxa média de permanência do turista no estado subiu de 4,9 para 5,6 dias, um incremento de 14%. Já no estudo sobre ocupação hoteleira, levando em conta somente Salvador, o índice aumentou de 46,8% para 54%, comparando os meses de maio de 2019 e 2022, respectivamente.

O levantamento da Setur-BA mostrou crescimento também no fluxo de turistas domésticos na Bahia, procedentes do próprio estado e de outras regiões do país. No mês passado, houve um aumento de aproximadamente 40% no número de visitantes domésticos, em comparação com o mesmo período de 2019.

“O turismo nacional não é restrito ao desembarque nos aeroportos baianos. Ele acontece também nas rodoviárias, pedágios, terminais náuticos e atracadouros, espalhados pela grande extensão do nosso território. O turismo da Bahia está em crescimento contínuo. Nossos índices estão em sintonia com as pesquisas do IBGE [Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística] e das entidades de classe. O Estado se preparou para a retomada, que apresenta números positivos e animadores”, declarou o titular da Setur-BA, Maurício Bacelar.

Foto: Tatiana Azeviche / Setur-BA

Receptivo junino anima turistas que chegam para o São João da Bahia

Turistas que desembarcam no aeroporto de Salvador, para curtir o São João, estão recebendo as boas-vindas de um tradicional trio de forró, do receptivo junino montado pela Secretaria de Turismo do Estado (Setur-BA).

A turista catarinense Lana Nicholson que optou pela festa na capital, para também passear pela zona turística Baía de Todos-os-Santos, elogiou a iniciativa. “Desembarcar e encontrar toda essa característica do São João sendo apresentada dentro do aeroporto é realmente encantador”.

O mineiro Francisco Renato entrou no clima e fez questão de posar para fotos ao lado dos tocadores de sanfona, zabumba e triângulo. Ele já aproveitou os festejos no interior da Bahia outras vezes e este ano escolheu a cidade de Itaberaba, na Chapada Diamantina. “Aqui é o melhor São João do Brasil, pois encontramos tudo que está relacionado à cultura nordestina, com boa música, gente hospitaleira e clima agradável”.

Dividir o tempo entre as praias e o forró é a programação do goiano Juliano Acreúna, que vai ficar em Imbassaí, na Costa dos Coqueiros. “Vim com um casal de amigos e ficaremos até sábado, para visitar pontos turísticos do litoral norte e conhecer o São João”.

O receptivo junino da Setur-BA está também na rodoviária de Salvador, de onde partiu a soteropolitana Gislaine Eveli, para curtir a festa com a família em Cruz das Almas, na região do Recôncavo. “Essa é a primeira oportunidade que a gente tem de reunir a família no São João, após a crise da pandemia, e vamos aproveitar. Para mim essa é a melhor época do ano”.

No aeroporto, na rodoviária e no Pelourinho, a Setur-BA dispõe de postos do Serviço de Atendimento ao Turista (SAT), que oferece informações sobre as 13 zonas turísticas da Bahia e o guia das festas de São João, na capital e no interior. A estimativa é que 1,5 milhão de visitantes participem dos festejos juninos no estado.

Foto; Divulgação / Setur-BA

Feira Origem Week impulsiona turismo baiano; evento registra R$ 1,5 milhão em negócios

A Feira Origem Week movimentou R$ 1,5 milhão na comercialização de produtos gourmet e artesanato originários das zonas turísticas da Bahia, em quatro dias de evento no Centro de Convenções de Salvador, com a participação de investidores do Brasil, Portugal, Canadá, Líbano e Argentina.

Aproximadamente 12 mil pessoas circularam pelo espaço, onde foram divulgadas marcas de chocolate, café, queijo, licor, carne e mais uma variedade de produtos. Aconteceram também seminários, workshops e apresentações culturais.

“Estão de parabéns os produtores que acreditaram na proposta; os patrocinadores, que ajudaram na viabilização do projeto; e o público, que prestigiou o evento. Superamos a expectativa de negócios e promoção do turismo, o que nos motiva a planejar a próxima edição”, comemorou o organizador da Origem Week, Marco Lessa.

A feira teve o patrocínio do Governo do Estado, por meio das secretarias de Turismo (Setur-BA), de Desenvolvimento Rural (SDR), da Agricultura (Seagri) e do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre). A Setur-BA aproveitou para fazer a divulgação dos atrativos das 13 zonas turísticas baianas, durante o evento, com ênfase no turismo gastronômico e rural.

“Ficamos muito satisfeitos com o resultado dessa grande vitrine para a nossa diversidade agropecuária, associada ao turismo. Os investidores estrangeiros não se limitaram aos negócios e foram às ruas para conhecer as atrações de Salvador, em uma demonstração do interesse que a Bahia provoca no exterior. Abrimos novas possibilidades para impulsionar as atividades turísticas no estado”, declarou o titular da Setur-BA, Maurício Bacelar.

Foto: Jefferson Peixoto / Secom

Secretaria promove turismo ecológico no Parque São Bartolomeu e Pirajá neste domingo

Uma trilha ecológica para explorar as belezas naturais do Parque São Bartolomeu e de Pirajá acontecerá neste domingo (5), das 9h às 13h. O passeio turístico faz parte da Semana do Meio Ambiente, promovido pela Secretaria de Sustentabilidade e Resiliência (Secis).

A atividade tem como parceiros os grupos Trilha das Flores, Colaborativa Startup, Rede Brasileira de Trilhas de Longo Curso, Climate Reality Project Brazil e Um Dia no Parque.

Segundo a Secis, a atividade é gratuita ao público em geral, porém, algumas atrações possuem uma tarifa social, como rapel e tirolesa, massagem terapêutica, yoga, zumba e outros. A trilha terá início no Centro de Referência e Assistência Social (Cras) São Bartolomeu, com acesso pela Avenida Afrânio Peixoto, na Suburbana, onde alguns voluntários orientam sobre o passeio. Com pouco mais de dois quilômetros, o trajeto é finalizado na Barragem do Cobre, local que, no passado, era responsável por distribuir água para os bairros do subúrbio de Salvador.

No caminho, o visitante pode conferir uma das vistas mais bonitas do passeio, que é a queda d’água do Rio do Cobre, onde os mais corajosos arriscam uma descida de rapel. Ao final, o participante é contemplado com a visão do rio, que se estende até a Lagoa da Paixão, entre Fazenda Coutos e Nova Brasília de Valéria.

Considerado uma das maiores reservas de Mata Atlântica em área urbana do Brasil, o parque São Bartolomeu integra a Área de Proteção Ambiental (APA) Bacia do Cobre e é tem características urbanas e rurais. Historicamente, a localidade é considerada sagrada para as religiões de matriz africana. Por causa da memória ancestral, os principais pontos foram batizados com nomes de orixás: praça e cachoeira de Oxum, cachoeira de Oxumaré, escada dos Escravos e a cascata de Nanã.

Atividades:

– Rapel e tirolesa: O grupo Favela Vertical é responsável pela atividade de Rapel e Tirolesa. Atividade com Tarifa Social de R$10.

– Massagem terapêutica: Taís Massoterapia, microempreendedora responsável pelas massagens terapêuticas. Atividade com Tarifa Social de R$10.

– Yoga: O grupo Perifayoga é responsável pela atividade. Atividade gratuita.

– Zumba: Atividade gratuita.

– Práticas de Educação Ambiental: A Trilha das Flores é responsável pela condução da Trilha Ambien

– Feirinha Agroflorestal: Iniciativa popular da Trilha das Flores.

Foto: Daniel Meira / Setur-BA

Bahia promove turismo religioso católico em feira internacional

A maior feira de produtos e serviços voltados para o catolicismo, na América Latina, a Expocatólica, terá exposição de atrações do turismo religioso católico da Bahia, divulgadas pela Secretaria de Turismo do Estado (Setur-BA). O evento acontece da sexta-feira (27) até a próxima segunda-feira (30), no Expocenter Norte, em São Paulo. São esperados mais de 30 mil participantes.

O estande da Setur-BA vai oferecer aos visitantes informações e material promocional sobre destinos, roteiros, tradições e monumentos relacionados à igreja católica, em território baiano.

No espaço da Bahia, os santuários Senhor do Bonfim, Nossa Senhora da Conceição da Praia, Bom Jesus da Lapa, Nossa Senhora das Candeias e Santa Dulce dos Pobres irão divulgar seus atrativos, com imagens de santos, terços e outros artigos religiosos.

Foto: João Ramos / Bahiatursa

Setur apresenta atrativos turísticos baianos entre agentes de viagens do país

No Roadshow “Viva a Bahia” realizado em Brasília, na segunda-feira (16), foram apresentados os atrativos das 13 zonas turísticas baianas e as oportunidades de negócios nos destinos. Na plateia do evento itinerante, estavam 115 agentes de viagens que atuam na capital federal e região. Os profissionais participaram também de uma atualização em vendas no setor.

Evento foi promovido pela Secretaria de Turismo do Estado (Setur-BA). “Nossa equipe tem desenvolvido ações contínuas para promover o turismo baiano, em todas as regiões do país. Dessa vez, escolhemos cinco dos mais importantes polos emissores de turistas para a Bahia, localizados no Sul, Sudeste e Centro-Oeste”, explicou a diretora de Promoções da Setur-BA, Regina Ahmed.

Nesta terça-feira (17), o Roadshow “Viva a Bahia” estará em Belo Horizonte; na quarta (18), será a vez de Curitiba; e, fechando o circuito, São Paulo e Campinas, quinta (19) e sexta-feira (20), respectivamente. As quatro apresentações deverão reunir mais de 500 agentes de viagens.

“Além desse giro promocional, a Setur-BA estará presente na Expocatólica, a maior feira de produtos e serviços católicos da América Latina, que acontece entre os dias 27 e 30 de maio, em São Paulo. Vamos levar as principais atrações do turismo religioso baiano, neste segmento, com destaque para a devoção à Santa Dulce dos Pobres”, completou a diretora.

Foto: Divulgação / Setur-BA

Turismo é incentivado na ação “Viva Turismo Bahia” na Costa dos Coqueiros

As ações do plano de retomada “Viva Turismo Bahia”, desenvolvido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Turismo (Setur-BA) foram iniciadas na terça-feira (5), na Costa dos Coqueiros, no litoral norte da Bahia.

A zona turística que começa na Região Metropolitana de Salvador (RMS) e vai até as proximidades da divisa com Sergipe tem praias muito procuradas, como Guarajuba, Praia do Forte e Baixio. Artesanato, gastronomia, manifestações culturais populares e construções do período colonial são atrativos também na extensão Atlântica.

O Hotel Vila Galé Marés, em Guarajuba, no litoral de Camaçari, sediou o evento. As ações da Setur-BA contam com o apoio da Desenbahia, Sebrae, Banco do Nordeste e UFBA.

A primeira atividade foi um workshop de gestão pública no turismo, com a participação de representantes das prefeituras da região e do trade. Eles receberam orientações sobre empreendedorismo, atendimento e linhas de crédito. O plano prevê quatro eixos de atuação: segurança sanitária, capacitação/qualificação, infraestrutura e promoção dos destinos.

Durante o evento, as prefeituras foram convidadas a se cadastrar no projeto Bahia Estado Locação, uma iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado (Secult) e da Setur-BA, para oferecer destinos baianos como cenários em produções audiovisuais. A zona turística Costa dos Coqueiros é formada pelos municípios de Camaçari, Conde, Dias D’Ávila, Entre Rios, Esplanada, Lauro de Freitas, Mata de São João e Pojuca.