Foto: Bruno Concha / Secom

Elevador do Taboão volta a funcionar a partir desta sexta

Após mais de seis décadas de desativação, o Elevador do Taboão, responsável por fazer a ligação entre o Pelourinho e o Comércio, passou por obras de revitalização promovidas pela Prefeitura e voltou a funcionar.

Um dos equipamentos públicos históricos de Salvador se junta agora a outras opções de transporte disponíveis a soteropolitanos e turistas que se deslocam entre as cidades Baixa e Alta, como o Elevador Lacerda, planos inclinados Liberdade/Calçada, Gonçalves e Pilar.

A inauguração do equipamento ocorreu nesta quinta-feira (30), com as presenças do prefeito Bruno Reis e da vice, Ana Paula Matos. Também compareceram ao ato a presidente da Fundação Mário Leal Ferreira, Tânia Scofield; o secretário de Mobilidade (Semob), Fabrizzio Muller; o titular da Secretaria de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Luiz Carlos de Souza; e o superintendente do Iphan, Bruno Tavares, entre outras autoridades.

A intervenção contou com investimento de R$5,4 milhões, provenientes de recursos municipais. A expectativa é que, com a reativação, o ascensor se torne novo cartão postal da cidade, contribuindo não apenas para a mobilidade dos pedestres como, também, para impulsionar o turismo e economia local.

O projeto de recuperação do Elevador do Taboão foi cedido para a Prefeitura pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional na Bahia (Iphan-BA). Recentemente, o Executivo municipal concluiu outros dois projetos cedidos pela entidade federal, com recursos próprios: as obras de requalificação dos Arcos da Ladeira da Conceição e da Muralha do Frontispício de Salvador.

Além disso, o elevador ganhou áreas com mesas e sanitários. Já as duas cabines, com capacidade para 13 pessoas cada, foram climatizadas e tiveram aspecto completamente moderno com materiais e coloração que não desvirtuam da estética da estrutura original, integrando-se perfeitamente ao resgate do uso original do equipamento.

Funcionamento

O equipamento já começa a operar na sexta (1º), de segunda a sexta-feira e terá o funcionamento gratuito por período indeterminado. A capacidade do elevador é de até 14 pessoas por viagem, mas devido à pandemia, serão transportadas, no máximo, oito pessoas por viagem.

História

Inaugurado em 19 de janeiro de 1896 pela companhia Linha Circular de Carris da Bahia, o Elevador do Taboão, assim como o Lacerda, foi símbolo da modernização e marco da arquitetura em ferro na Bahia no final do século XIX. O equipamento foi inserido em um projeto de melhorias urbanas em Salvador durante o segundo mandato de Antônio Gonçalves Martins (entre 1868 a 1871), o Barão de São Lourenço.

Foto: Divulgação / Will Recarey

Aeroporto de Salvador terá novos destinos da Azul nesta alta temporada

O Aeroporto de Salvador terá três novos destinos nesta alta temporada com voos da Azul Linhas Aéreas. Os voos da capital irão para Montes Claros, em Minas Gerais; Porto Velho, capital de Rondônia, e São José do Rio Preto, município de São Paulo.

Entre as rotas, haverá também saídas para Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul; Cuiabá, a capital de Mato Grosso; Uberlândia, em Minas; Goiânia, capital do estado de Goiás, e depois de três anos, a Azul vai decolar novamente de Salvador para Foz do Iguaçu, no Paraná.

As operações começarão a partir de 17 de dezembro deste ano e as passagens já estão à venda.

Segundo a Salvador Bahia Airport, as decolagens para Montes Claros serão às terças, quintas e sábados, com saída de Salvador às 13h15 e de Minas Gerais às 10h25. As viagens para Porto Velho acontecerão aos sábados, com saída de Salvador às 22h20 e do município de Rondônia às 22h20. Para São José do Rio Preto, as saídas também serão aos sábados, com saída da capital baiana às 2h40 e de São Paulo às 12h25.

Já para Foz do Iguaçu, os voos saem de Salvador às terças e sextas-feiras, à 1h. No mesmo dia, eles partem da cidade paranaense com destino a Salvador às 13h45. Para Porto Alegre, as viagens serão aos domingos, saindo de Salvador às 2h50 e de POA às 7h. Para Cuiabá, as viagens acontecerão de segunda a sábado, com saída da capital baiana às 21h45 e saída de Mato Grosso às 17h. Haverá voos saindo de Salvador para Uberlândia aos sábados, às 19h20, e no sentido contrário aos domingos, às 7h45. As saídas para Goiânia estarão disponíveis às segundas, quartas, sextas e domingos, com saída da capital baiana às 2h45 e saída da capital goiana às terças, quintas, sábados e segundas-feiras às 23h55.

Agenda semanal da Azul a partir de dezembro:

– Montes Claros: 3 voos semanais (ter / qui / sáb)

– Foz do Iguaçu: 2 voos semanais (ter / sex)

– Porto Alegre: 1 voo semanal (dom)

– Cuiabá: 6 voos semanais (seg a sáb)

– Porto Velho: 1 voo semanal (sáb)

– São José do Rio Preto: 1 voo semanal (sáb)

– Uberlândia: 1 voo semanal (sáb)

– Goiânia: 4 voos semanais (seg, qua, sex e dom)

Foto: Divulgação / Setur

Mucugê terá evento de mountain bike neste fim de semana

A cidade de Mucugê recebe uma das principais provas do calendário nacional de mountain bike, neste fim de semana. O município, na zona turística da Chapada Diamantina, é um dos destinos mais procurados para a prática da modalidade.

Neste sábado (4), acontece a primeira etapa da competição; no domingo (5), a segunda etapa e cerimônia de premiação. Eles irão enfrentar circuitos de 50 e 140 quilômetros por trilhas da Chapada.

Na sexta-feira (3) foi aberto o 8° Desafio Mucugê de Mountain Bike, com a presença de aproximadamente 500 ciclistas, com os protocolos de segurança sanitária.

O evento conta com o apoio das secretarias estaduais de Turismo (Setur-BA) e do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre). As reservas nos hotéis e pousadas da cidade estão praticamente esgotadas, em uma demonstração do potencial da região para o turismo esportivo, como forma de impulsionar a economia.

Foto: Jefferson Peixoto / Secom

Chafariz volta a funcionar em ponto turístico de Salvador

O chafariz do Terreiro de Jesus situado em um dos pontos turísticos mais visitados de Salvador voltou a operar, após cerca de dois anos parado.

O equipamento teve o investimento de R$28,3 mil e obra com duração de dois meses, executadas pela Secretaria Municipal de Manutenção (Seman), através de recursos disponibilizados pela Secretaria de Cultura e Turismo (Secult).

Segundo a Seman, para que o chafariz voltasse a funcionar, em estilo neoclássico, foram necessários a reposição dos mármores danificados e o fechamento de buracos nas paredes e pisos que ocasionavam fuga d`água. Além disso, foi promovida a substituição de todo rejunte entre as pedras, limpeza da fonte com antifúngico e impermeabilização das paredes e dos pisos.

História

O chafariz foi inaugurado no Terreiro de Jesus, em 8 de dezembro de 1856, dia de Nossa Senhora da Conceição da Praia. Fazia parte do ousado sistema de águas do Queimado, o primeiro de água encanada do Brasil. A entrega do equipamento ocorreu em conjunto com outros chafarizes, como o da Água de Meninos, o da Praça do Comércio, o do Largo do Theatro e o da Piedade.

Suas alegorias representam riquezas e características da Bahia. É encimado por uma escultura de Ceres, deusa da fertilidade e da abundância agrícola. A base de seus pés é adornada com taboas, planta da família das tifáceas, comum no Brasil. Embaixo da primeira bacia de ferro fundido estão quatro meninas de mãos dadas.

Mais embaixo, está uma bacia poligonal ornada com delfins, guirlandas e conchas marinhas. As esculturas da base (duas de entidades femininas e duas masculinas) representam os quatro principais rios da Bahia: Jequitinhonha, Paraguaçu, Pardo e São Francisco. Essas esculturas são do artista francês Mathurin Moreau, que chegou a dirigir, por algum tempo, a fundição Val d’Osne.

Foto: Divulgação / Setur

Salvador inicia primeira temporada turística de observação de baleias

A Rede Mar Brasil, através do Projeto Baleias Soteropolitanas (PBS), promove a primeira temporada de Turismo de Observação de Baleia Embarcado – Tobe, a partir do início de agosto. 

Cerca de 25 mil baleias visitarão o litoral da Bahia nos próximos meses. Muitas delas já passam pelas águas mornas do estado, onde encontram as condições necessárias para parir e amamentar seus filhotes. Além de Salvador, esses animais são vistos no Arquipélago de Abrolhos, Porto Seguro e Litoral Norte.

Para assistir às acrobacias e ouvir os sons emitidos pelas jubartes, a equipe do projeto realizou, nos dias 28 e 29 de julho, saídas de barco a fim de mapear pontos de avistagem de baleias e coletar informações relevantes para fortalecer a luta pela sua preservação, através do turismo educativo e ciência.

O projeto defende ainda que a função de preservação da espécie tem que estar alinhada com a educação e demandas da comunidade, sendo necessário incluir a cidade na discussão do tema e promover a cidadania oceânica a partir desta atividade que movimenta, segundo a Rede Mar, um mercado de US$2 bilhões ao ano.

Por ser um produto relativamente novo, poderá gerar renda para os pescadores das colônias de pescas da capital, por exemplo, que conhecem como ninguém o deslocamento das baleias na cidade e serão capacitados pelo projeto para oferecer o serviço de observação e, assim, impulsionar as microeconomias do bairro.

Passeio

Cativante e encantadora como os soteropolitanos, a Megaptera novaeangliae, popularmente chamada de baleia-jubarte ou baleia-cantora, apresenta um longo repertório musical e é conhecida por suas acrobacias nos diversos comportamentos realizados fora d’água. Fazendo jus à cidade da música que agora se prepara, segundo William, para ser a capital das baleias jubartes no Brasil.

Os pesquisadores do @redemarbrasil, através do Coordenador do Projeto, o biólogo e mestre em Ecologia, Victor Bandeira, aponta que será uma temporada com muitos animais. Após uma hora de barco mar adentro, saindo da capital, já é possível observar as primeiras baleias.

Além do passeio de avistagem, o cruzeiro é uma excelente oportunidade para o turista conhecer Salvador da perspectiva que a fez ser a primeira capital do Brasil, a vista do mar para a terra, e conhecer um pouco da sua história e fundação, para entender a relação das baleias jubartes com a cidade que antes as caçava e, agora, as protege e abriga.

Foto: Jota Freitas / Setur-BA

Morro de São Paulo e Boipeba poderão ter eventos de réveillon; anuncia prefeitura de Cairu

A prefeitura de Cairu, através de uma publicação nas redes sociais nesta quarta-feira (28) anunciou que as ilhas de Morro de São Paulo e Boipeba, tradicionais destinos turísticos da Bahia que pertencem ao município, estão liberadas para realização de festas de réveillon na virada de 2021 para 2022.

Em nota divulgada pela gestão municipal diz que apenas duas festas estão autorizadas, uma em Morro e a outra em Boipeba. Além disso, a liberação é em caráter condicional ao controle da pandemia da Covid-19 e protocolo da Vigilância Sanitária.

De acordo com a prefeitura, qualquer anúncio de festa sem autorização municipal será considerada clandestina e estará passível de punições e multas. Eventos de grande porte estão suspensos na cidade por causa da pandemia.

Os moradores das ilhas questionaram nas redes sociais sobre os eventos e pedem consulta pública para a realização das festas.

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
Foto: Tatiana Azeviche / Setur

Setur promove qualificação de serviços turísticos em Valença e Candeias

A equipe da Secretaria de Turismo da Bahia (Setur) promoveu visita técnica ao município de Valença, na Costa do Dendê, e também um seminário, na noite da quinta-feira (15), com a presença de empresários para reforçar a importância de integrar o Sistema Nacional de Cadastro dos Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur). Atualmente, o estado conta com mais de 5,2 mil empresas cadastradas.

O Cadastur é um mecanismo importante para dar segurança ao visitante que contrata serviços turísticos em todo o Brasil, mantido na Bahia pela parceria da Setur com o Ministério do Turismo. O cadastro é obrigatório para meios de hospedagem, agências de turismo, transportadoras, guias e condutores de visitantes, organizadores de eventos, parques temáticos e acampamentos dedicados a turistas.

Entre as vantagens de estar em situação regular no Cadastur estão o acesso a financiamento em bancos oficiais, participação em cursos de qualificação e concorrência em licitações públicas.

Também participaram do seminário o diretor de Regulação e Certificação de Serviços Turísticos, Divaldo Borges, e as coordenadoras do Cadastur na Bahia e de Regionalização, Jessyana Cintra e Maria Isabel Bulcão. Durante o dia, a equipe visitou pontos turísticos da cidade, além do aeroporto, na companhia do secretário municipal de Turismo, Fred Rehem.

A Setur conclui a atualização do levantamento da oferta turística em Valença. Na próxima semana, de segunda (19) a quarta-feira (21), serão oferecidos cursos de quatro temáticas, voltados para trabalhadores do segmento: “Qualidade no atendimento”, “Conceitos básicos do turismo”, “Produção associada ao turismo” e “Turismo e Cidadania”.

Candeias

Já na quarta-feira (14), visitas foram realizadas em pontos turísticos de Candeias, na zona turística Baía de Todos-os-Santos. O roteiro incluiu o Santuário Nossa Senhora das Candeias, Fonte dos Milagres, cine-teatro Vanda Cruz, biblioteca pública Dalila Baptista, localidade de Caboto e Museu do Recôncavo Wanderley Pinho, que está sendo requalificado por meio do Prodetur Nacional Bahia, com gestão da Setur e financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Os técnicos da Setur também participaram da apresentação do Plano Diretor Municipal de Turismo pelo secretário Joseval da Silva e darão apoio institucional à execução das diretrizes contidas no planejamento.

Foto: Divulgação / ITA

Salvador e Porto Seguro estão inclusos em voos inaugurais da companhia ITA

A ITA Transportes Aéreos, companhia do Grupo Itapemirim estreia no mercado doméstico no dia 1º de julho, com voos em oito cidades brasileiras, no início das operações e incluem Salvador e Porto Seguro.

Nesta data, a capital baiana receberá voo de Guarulhos (SP), rota que também abrange a cidade de Porto Seguro (Costa do Descobrimento) como escala.

O voo inaugural para Salvador foi discutido em reunião virtual entre a coordenadora de Parcerias da companhia, Patrícia Gomes, e o secretário de Turismo da Bahia, Maurício Bacelar, para projetos da ITA e possíveis parcerias na divulgação dos destinos baianos.

“Como contrapartida poderíamos planejar voos regionais para destinos como Paulo Afonso, Valença, Teixeira de Freitas e Bom Jesus da Lapa, fazendo reuniões com prefeitos para conscientizar sobre a importância disto no turismo e na economia da região como forma de estabelecer parcerias”, sugeriu Bacelar.

O secretário lembrou ainda que o Governo do Estado concede incentivos fiscais, com redução do ICMS para o querosene de aviação, para estimular o crescimento de voos para a Bahia pelas companhias.

Um receptivo do Governo do Estado, com mulheres caracterizadas de baianas distribuindo fitinhas do Senhor do Bonfim e cocadas, aguardará os convidados do primeiro voo no portão de desembarque do aeroporto de Salvador.

O Grupo Itapemirim atua há 67 anos no mercado de transporte brasileiro, sobretudo no ramo rodoviário, com a Viação Itapemirim, além de investir no segmento ferroviário e em transporte urbano. A regularização da entrada no setor aéreo, com a Itapemirim Transportes Aéreos (ITA), aconteceu em 2020.

Foto: Reprodução / Vinci Airports

Companhia aérea retoma voos a partir de segunda no Aeroporto de Salvador

Os voos da companhia aérea Gol serão retomados no Aeroporto de Salvador a partir de segunda-feira (24). A informação foi dada pela empresa responsável pelo Aeroporto Internacional de Salvador, Vinci Airports, na sexta (21).

A reativação do hub na capital baiana pela companhia aérea terá início com a retomada dos voos para seis destinos: São Luís (MA), Vitória (ES), Goiânia (GO), Natal (RN), Campinas (SP) e Maceió (AL), com quatro partidas semanais às segundas, quartas, sextas e domingos.

Em 18 de junho, serão retomados os voos para Teresina (PI) e João Pessoa (PB) serem retomados. Já no dia 19, será a vez dos voos para Palmas (TO) e Porto Alegre (RS).

Com isso, o Aeroporto Internacional de Salvador terá mais uma vez ligação direta com todas as cinco regiões do país. No dia 2 de julho, ainda de acordo com a Vinci Airports, Curitiba (PB) e Petrolina (PE) passam a integrar a lista.

A Vinci Airports informou que a retomada das viagens irá respeitar os protocolos de segurança sanitária estabelecidos pelas autoridades da Saúde.

Veja os destinos retomados:

A partir de 24 de maio:

Campinas – 4x por semana em maio; diário a partir de 18 de junho; 2x por dia a partir de 01 de agosto;

Goiânia – 4x por semana em maio; 5x por semana a partir de 18 de junho; 9x por semana a partir de 29 de junho; pico de 12x por semana a partir de 12 de julho;

Maceió – 4x por semana em maio; diário a partir de 18 de junho;

Natal – 4x por semana em maio; diário a partir de 18 de junho;

São Luís – 4x por semana em maio; 5x por semana em julho;

Vitória – 4x por semana em maio; diário a partir de 18 de junho.

A partir de 18 de junho:

Teresina – 3x por semana; 4x a partir de julho;

João Pessoa – 4x por semana.

A partir de 19 de junho:

Palmas – 3x por semana; 4x por semana a partir de julho;

Porto Alegre – 5x por semana.

A partir de 2 de julho:

Curitiba – 6x por semana;

Petrolina – 6x por semana.

Foto: Paula Fróes / GOVBA

Azul vai começar a operar voos para Ilha de Comandatuba

A Azul Linhas Aéreas Brasileiras começará a operar voos para a ilha de Comandatuba, no município baiano de Una, a partir de 26 de junho, com partidas dos aeroportos de Confins (Belo Horizonte) e Congonhas (São Paulo). As rotas serão feitas sempre aos sábados e as passagens já podem ser obtidas nos canais de vendas da companhia.

As partidas de Confins serão às 15h, com chegada a Comandatuba às 16h25. O voo de volta tem decolagem prevista para as 17h25, chegando a Belo Horizonte às 18h50. Já o voo de Congonhas, que sai mais cedo (13h), aterrissa em Una às 15h. O retorno é previsto para 16h, com chegada a São Paulo às 18h05.

Para Fausto Franco, secretário da Secretaria de Turismo da Bahia (Setur), “a atuação tanto na apresentação de destinos viáveis para as companhias aéreas, quanto na liberação de aeródromos junto à Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), tem a finalidade de potencializar destinos e regionalizar o turismo no nosso estado”.

O aeródromo do Hotel Transamérica, na ilha de Comandatuba, ganhou autorização da Anac para receber voos comerciais no último mês de fevereiro, com a mudança de classificação do equipamento de privado para público. O processo de avaliação e inscrição do equipamento no cadastro da agência reguladora teve intermediação do secretário Fausto Franco, que também conseguiu a mudança de categoria do aeródromo da cidade de Cocos, na divisa da Bahia com os estados de Minas Gerais e Goiás.

Foto: Jefferson Peixoto / Secom

Após dois anos parada, fonte luminosa da Praça da Sé é recuperada

A fonte luminosa da Praça da Sé está recuperada e voltou a funcionar, depois de quase dois anos parada para reparo, devido ao furto de equipamentos eletrônicos, projetores e bicos injetores. Por causa dos movimentos computadorizados com focos de luz coloridos, o equipamento é conhecido como fonte cibernética, e com 171 metros quadrados atrai turistas no Centro Histórico de Salvador.

O equipamento teve investimento de R$247 mil em serviços como troca de bicos d’água, reposição da fiação e pintura. Além da recuperação é necessário de manutenção diária das fontes da capital baiana, tratando a água e lubrificando os bicos e demais sistemas, realizada pela Diretoria de Iluminação Pública (Dsip), vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop).

Inaugurada em 2002, e fabricada por uma empresa espanhola, a fonte da Praça da Sé possui focos de luz com 64 cores diferentes e é considerada uma das mais sofisticadas do gênero no país.

Vandalismo

A fonte da Praça da Sé já havia sido alvo de vandalismo em 2019, também com o furto de material. À época, a Dsip realizou um investimento de R$1,6 milhão para recuperar essa e outras cinco fontes: a da Praça da Piedade, duas no Campo Grande, a da Praça Nossa Senhora da Luz e a do Terreiro de Jesus.

Para evitar que novos furtos ocorram, a Dsip pretende manter o funcionamento durante 24h, o que diminui as chances de depredação. Além disso, profissionais do órgão estudam implantar um sistema de alarme e de monitoramento por câmeras.

Foto: Jefferson Peixoto / Secom

Anuário do Turismo aponta que Salvador é o destino nacional mais vendido em 2020

A divulgação do anuário da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (BRAZTOA) aponta que a capital baiana foi o destino mais vendido nacionalmente em 2020, seguido de Maceió e Natal (2º) e Rio de Janeiro e São Paulo (3º). Somente o Nordeste recebeu cerca de 2 milhões de turistas através das operadoras da Braztoa, representando 70% das vendas nacionais.

De acordo com a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), ações foram realizadas para Salvador voltar a ser escolhida pelo turista, como mostrar ao visitante a importância de conhecer ou voltar à cidade. Tudo isso foi possível devido à adoção da estratégia de marketing turístico na promoção do destino, que inclui as campanhas digitais em formato de webseries que conquistaram milhões de visualizações.

Na lista, também integram iniciativas de atração de visitantes as obras de requalificação da orla. Como a criação do Selo Verificado e certificação do Safe Travel, a revitalização do Centro ao Atendimento ao Turista (CAT), o Capacita – programa de capacitação dos trabalhadores formais e informais do segmento turístico, e a promoção de press trips com jornalistas internacionais.

Além disso, os equipamentos culturais administrados pela Secult foram reabertos, seguindo todos os protocolos de segurança e sanitários: Casa do Carnaval, no Centro Histórico; Casa do Rio Vermelho – Jorge Amado e Zélia Gatta; e espaços Carybé das Artes, no Forte São Diogo, e Pierre Verger da Fotografia Baiana, no Forte de Santa Maria.

Foto: Divulgação / Abaeté

Salvador poderá ter voos comerciais para Mucugê

A partir de meados de junho, a região de Mucugê, na Chapada Diamantina, deve contar com voos comerciais operados pela Abaeté Aviação, entre o município e Salvador, segundo informações da Secretaria de Turismo da Bahia.

Na última sexta-feira (23), o secretário de Turismo, Fausto Franco, e técnicos da empresa aérea estiveram na região para avaliar a pista e o hangar do aeródromo da fazenda progresso.

O projeto está sendo articulado e a ideia é começar com dois voos semanais contribuindo para tornar o acesso à Chapada Diamantina mais confortável.

De acordo com a secretaria, a ampliação do acesso aéreo às diversas zonas turísticas da Bahia tem sido uma das estratégias da pasta, desde o final de 2020.

Também estão sendo articulados com a Abaeté, voos regulares para a região de morro de São Paulo e para localidades como Boipeba e Maraú.

Foto: Divulgação / Setur

Bahia tem desempenho do turismo acima da média do país

A Bahia tem registrado desempenho acima da média nacional nas atividades turísticas, apesar do cenário de retração econômica, iniciado no ano passado, devido à pandemia da Covid-19, de acordo com índices do mês de janeiro da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS).

Segundo dados, em relação a dezembro de 2020, a Bahia teve crescimento de 3,2%, frente ao índice de apenas 0,7% no país, sendo a sexta alta seguida do turismo baiano no comparativo mês a mês.

Neste quesito, o estado fica na sexta posição, atrás apenas do Rio Grande do Sul (11,4%), Distrito Federal (10,4%), Rio de Janeiro (4,4%), Santa Catarina (4,3%) e Espírito Santo (3,8%). O sétimo colocado é o Ceará, com praticamente metade do crescimento notado na Bahia (1,8%). Já o último é Goiás (-7,4%).

Quando analisados os dados de janeiro nos anos de 2021 e 2020 (antes da pandemia), dentre os estados pesquisados, a Bahia teve menor queda no volume das atividades turísticas: -14%. O valor equivale a menos da metade do índice brasileiro (-29,1%). O Espírito Santo foi o segundo com menor queda no desempenho (-17,7%), enquanto São Paulo foi o estado com maior perda (-37,7%). Já as perdas acumuladas no volume do turismo baiano nos últimos 12 meses são de -38,8%, já a média nacional foi -39,5%.

“A pandemia desacelerou toda a economia do Brasil, bem como de outros países, e o turismo é uma das atividades mais atingidas neste processo. No entanto, além de o setor ter características que permitem uma rápida recuperação, a Bahia é um estado que se diferencia de outros destinos turísticos do país, o que proporciona a retomada”, comenta o secretário de Turismo da Bahia, Fausto Franco.

Pesquisa Mensal de Serviços

Realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Pesquisa Mensal de Serviços contempla o desempenho do setor turístico na Bahia e em outros 11 estados (Ceará, Pernambuco, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Goiás e Distrito Federal), considerando dados de 10 segmentos, a exemplo de alojamento e alimentação; transporte aéreo; agências de viagem e operadoras turísticas; locação de automóveis; e atividades culturais e de recreação e lazer.

Foto: Ascom / Setur

Malha aérea da Bahia é superior a 80% em janeiro de 2021

A Bahia registrou uma surpreendente recuperação da malha aérea neste mês de janeiro de 2021, após um ano em que as companhias de aviação chegaram a reduzir a oferta de voos a praticamente o essencial, por causa da pandemia.

A recomposição, no aeroporto de Salvador, chega a cerca de 85% em relação ao período anterior à crise do Covid-19. Em outras grandes cidades turísticas, como Porto Seguro, o número de frequências também é próximo ao do mesmo período de 2020, enquanto em Ilhéus chega a ser superior.

De acordo com informações da Agência Nacional de Aviação Civil – Anac, a previsão é que cheguem ao aeroporto de Salvador este mês 2.536 voos domésticos e 26 internacionais. A concessionária Vinci Airports informa que o equipamento vem recuperando de maneira gradual e progressiva o número de assentos e destinos suspensos por conta da pandemia. 

A oferta prevista para janeiro de 2021 é de 813.107 assentos, equivalente a aproximadamente 85% do que foi ofertado no mesmo mês do ano anterior, quando chegou a 956.942.  Em comparação ao auge da pandemia, em abril, quando o número de assentos ofertados foi de 36.428, o crescimento previsto para este mês de janeiro é superior a 2.000%. 

Segundo ainda dados da Vinci Airport, a recuperação se dá de maneira mais acelerada na malha doméstica, que em janeiro de 2021 está ofertando 799.848 assentos, enquanto que no mesmo período de 2020 o volume foi de 898.421. A reposição mais expressiva é da Gol Linhas Aéreas, que, além de repor a malha disponível em janeiro de 2021, aumentou em 25% a sua oferta de assentos no Salvador Bahia Airport.  

Os voos internacionais, que chegaram a ser totalmente suspensos nos primeiros meses da pandemia, vêm voltando gradativamente. A primeira companhia a retomar as frequências, já em setembro, foi a portuguesa TAP, que interliga Salvador a Lisboa. Em dezembro, Salvador voltou a receber voos de Buenos Aires, pela Aerolíneas Argentinas; de Madri, pela Air Europa, e de Santiago do Chile, pela JetSmart.

Para o secretário estadual do Turismo, Fausto Franco, os números demonstram uma retomada expressiva da conectividade aérea e confirmam que a Bahia permanece como grande aposta para os turistas. “A pandemia fez com que o brasileiro optasse por viagens internas, priorizando as regiões de natureza, e nosso estado oferece uma diversidade de atrativos nesse segmento, que vão do sol e praia ao turismo de aventuras, o ecoturismo e o enoturismo, entre outras modalidades”, afirma.

Interior do estado

No aeroporto de Porto Seguro, a recuperação dos voos também vem superando as expectativas. Segundo o gerente de operações Marcos Correia (Sinart), a média de desembarques passou de 539 em dezembro para 941 este mês, número muito próximo ao de janeiro de 2020, quando chegou a 983. A maioria é procedente de cidades como São Paulo, Brasília, Salvador e Belo Horizonte, além de Porto Alegre, Rio de Janeiro, Vitória e cidades do interior de São Paulo. 

As operações são feitas pelas companhias Gol, Latam e Passaredo. A média em cada voo é de 140 passageiros.  “Está havendo ainda muita flutuação na malha aérea, mas para nós tem sido uma surpresa, pois não esperávamos esta boa quantidade de voos para janeiro”, afirma Correia.

Em Ilhéus, os voos começaram a retornar em junho, depois do período crítico da pandemia. A concessionária Socicam informa que, no total, estão previstos 399 voos para este mês. No mesmo período do ano passado, foram realizados 333 pousos e decolagens. São voos procedentes de lugares como São Paulo (aeroportos de Guarulhos, Congonhas e Viracopos), Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Vitória, Brasília e Salvador. As operações são da Gol, Azul, Latam e VoePass. 

No aeroporto de Vitória da Conquista, município da zona turística Caminhos do Oeste e importante acesso para cidades da Chapada Diamantina, estão previstos 228 voos em janeiro, operados pela Azul, Gol e VoePass, interligando destinos como Confins (MG), Guarulhos (SP) e Salvador (BA). O número é igual à malha aérea atendida no mesmo período do ano passado, de acordo com a administradora Socicam.

Foto: Jota Freitas / Setur

Trabalhadores da Ilha de Itaparica serão qualificados para o turismo

Uma série de cursos oferecidos pela Secretaria de Turismo do Estado (Setur) para profissionais que atuam em diversos segmentos ligados ao turismo na Ilha de Itaparica, na Bahia, vão começar no próximo mês de fevereiro. Com 40 horas de aulas, a iniciativa visa qualificar a mão de obra local e proporcionar melhor atendimento aos visitantes.

Na segunda-feira (11), durante visita do secretário do Turismo e Cultura de Itaparica, J. Velloso, ao chefe de Gabinete da Setur, Benedito Braga, a proposta dos cursos foi apresentada. Na oportunidade, as ações do Prodetur Nacional Bahia na ilha de Itaparica foram apresentadas ao novo secretário municipal.

Segundo a Setur, as equipes estão programando uma visita técnica e reunião com o prefeito Jose Elias das Virgens Oliveira, para apresentar a proposta da Marina de Itaparica, cujo projeto tem investimentos em torno de R$ 11 milhões e contempla 36 vagas secas, 126 vagas molhadas e um posto de combustível, além de lojas e espaço para vendas de alimentos e bebidas.

O programa, que tem recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Governo da Bahia, vai beneficiar o turismo nos 18 municípios da Baía de Todos-os-Santos nos segmentos náutico e cultural. “Qualificação é um aspecto fundamental a contribuir para o fomento do turismo local, ajudando a conquistar os visitantes com bom atendimento e serviço de excelência”, explica Braga.

Ao todo, estão previstas a implantação de quatro bases náuticas (Penha, em Salvador; Itaparica; Salinas da Margarida; e Cacha Pregos, em Vera Cruz), seis terminais turísticos (Botelho e Bom Jesus dos Passos, em Salvador; Maragojipe; Cachoeira; Jaguaripe; e Mutá, em Salinas da Margarida). Também os atracadouros do Museu do Recôncavo Wanderley Pinho, em Candeias, junto com a grande restauração do equipamento cultural, e do Solar do Unhão (Museu de Arte Moderna), na capital, que inclui ainda a reforma do restaurante.

Qualificação

Turismo Religioso, Qualidade no Atendimento Turístico, Noções Conceituais no Turismo, Produção Associada ao Turismo e Turismo e Cidadania são os temas a serem trabalhados durante os cursos, realizados nos municípios de Vera Cruz e Itaparica, que compõem o território da ilha. A mobilização dos profissionais e a realização das inscrições ficarão a cargo das prefeituras locais.

Também participaram da reunião de segunda-feira (11) o diretor de Regulação e Certificação de Serviços Turísticos da Setur, Divaldo Borges, e o coordenador do Prodetur Bahia, Jaime Salgado.

Foto: Divulgação / Prefeitura de Porto Seguro

Justiça proíbe prefeitura de Porto Seguro realizar festas no fim de ano

Após um pedido do Governo da Bahia, através da Procuradoria Geral do Estado, a Justiça baiana proibiu o município de Porto Seguro, no Sul da Bahia, e o prefeito eleito, Jânio Natal (PL), de permitir a realização de shows e festas na cidade, sejam elas públicas ou privadas. A liminar foi concedida na sexta-feira (25) pela juíza substituta de 2º Grau, Zandra Anunciação Alvarez Parada, no Plantão Judiciário do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA).

Segundo a liminar, o governo estadual pode utilizar de reforço policial, caso necessário, para o cumprimento da decisão. No descumprimento de cada ato da medida, a multa pessoal para cada réu está fixada no valor de R$ 300 mil.

De acordo com a prefeitura, a gestão municipal já tinha criado um protocolo especial para as festas de fim de ano, que poderiam ter capacidade de até 4 mil pessoas. Entretanto, já havia um entendimento entre os produtores dos eventos que não deveriam fazer e as festas já tinham sido canceladas.

A estimativa do município, mesmo sem festa, é que receba cerca de 50 mil turistas na cidade. Não haverá queima de fogos na noite da virada e o horário de funcionamento dos estabelecimentos comerciais, como bares e restaurantes, é sem limitação de horário, seguindo os protocolos sanitários. 

Foto: Divulgação / Aerolíneas Argentinas

Voos entre Salvador e Argentina que estavam suspensos são retomados

Os voos regulares que estavam suspensos desde março desde ano, foram retomados neste sábado (19) entre Salvador e Buenos Aires. A rota foi interrompida por causa da pandemia do novo coronavírus.

Segundo a Salvador Bahia Airport, concessionária que administra o aeroporto de Salvador, a Aerolíneas Argentinas, os voos diretos entre Salvador e Buenos Aires, terá viagens com partidas de Salvador as quintas e domingos, às 10h15 e chegada à capital baiana às 9h25. A aeronave utilizada no trajeto será um Boeing B738 com 170 assentos disponíveis.

Em 30 de outubro, o governo argentino vizinho liberou a entrada de brasileiros em seu território. Entretanto, é preciso atender a alguns protocolos. O passageiro pode ter informações, no site oficial de turismo da Argentina, junto à Embaixada do país ou ao seu agente de viagens.

Nesta primeira etapa de flexibilização, só será permitido voar para a argentina e permanecer na área metropolitana de Buenos Aires, capital argentina.

Os voos internacionais que foram suspensos ainda em março no aeroporto de Salvador, começaram a ser retomados em setembro e as viagens voltam a ser feitas gradativamente.

Foto: Max Haack / Secom

Centro de Atendimento ao Turista no Elevador Lacerda é requalificado e fica mais moderno

O Centro de Atendimento ao Turista (CAT) foi entregue nesta sexta-feira (27) totalmente requalificado em um dos principais pontos turísticos da cidade, no Elevador Lacerda, em frente à Praça Municipal. O espaço amplo e moderno em um dos principais pontos turísticos da cidade para recepcionar os visitantes de todo o mundo.

Na entrega do CAT estiveram presentes o prefeito ACM Neto e o vice, Bruno Reis, além do secretário municipal de Cultura e Turismo (Secult), Pablo Barrozo, e do presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington.

O CAT funciona todos os dias, das 10h às 18h. No local, além da recepção para atendimento ao público, com 12 profissionais atuando em esquema de revezamento, estão disponíveis itens como banheiro adaptado para pessoas com deficiência, acesso à internet.

Segundo a prefeitura, em breve, será instalada uma mesa sensível ao toque (touch screen) com orientações às pessoas sobre o que fazer e roteiros que podem seguir. O investimento municipal foi de, aproximadamente, R$280 mil.

Para o prefeito, não havia lugar mais apropriado para esta estrutura, por estar situada em um local de maior profusão de turistas, por onde passam milhares de pessoas toda a semana. “O Centro de Atendimento ao Turista é fundamental para que o visitante esteja bem orientado ao chegar à cidade. Um espaço interativo com um conjunto de informações sobre Salvador para que o turista, principalmente aquele que chega pela primeira vez, tenha apoio da Prefeitura para acessar serviços e conhecer os principais pontos da cidade”, avaliou ACM Neto.

Imagem: Reprodução / Expo Retomada

Expo Retomada reúne grandes nomes que avaliam a realização do evento em Salvador

A Expo Retomada Salvador reuniu no último dia 11 de novembro, no Centro de Convenções Salvador (CCS), palestrantes de todo o Brasil e do mundo, com o objetivo de difundir protocolos para a realização de eventos com segurança e apresentar tendências para o setor. Além disso, foram discutidas estratégias também para impulsionar Salvador para o mundo. 

O diretor-presidente do Salvador Bahia Airport Ribas destacou a relevância do evento para a sinergia do segmento. “O evento mostrou o clima de cooperação e otimismo que o trade de turismo e eventos precisa para seguir com confiança”.

Durante o painel, foram apresentadas diversas ideias para impulsionar e fazer com que Salvador ganhe mais projeção não apenas no Brasil, mas também no cenário internacional. O prefeito de Salvador pontuou que para que isso seja possível é importante que a capital baiana não se posicione apenas pelo calendário de festa.  

“Por muito tempo, Salvador só pôde se vender pelo calendário de festas, hoje não. A gente pode chamar o Brasil para revisitar o Centro Histórico de Salvador. Temos que buscar esse apelo do turismo natural, ao céu aberto. E, mesmo para aqueles que vêm para congressos e feiras, vim para cidade onde sabe que vai encontrar um ambiente seguro, tudo isso pode, somado e bem pensando, nos dar perspectiva de buscar novos nichos”, destacou ACM Neto.

O Turismo, seja ele de lazer ou negócio, foi um segmento fortemente impactado pela pandemia. Por isso, o tema permeou as discussões da Expo Retomada Salvador e foi tema de dois painéis do evento. 

Para Sueli Fernandes, gerente Comercial do Hotel Deville Prime, “a Expo Retomada representa uma esperança para o segmento de eventos, já que precisamos retomar o quanto antes, para movimentar o setor, já que é um dos que mais empregam, trazem negócios e rentabilizam as empresas”. 

Na mesma linha, Letícia Alcazar, gerente geral do Hotel Fasano Salvador, ressaltou a importância do evento-teste para ditar como todos devem se comportar. “O vírus está aí e precisamos aprender a conviver com ele. Salvador foi a segunda cidade a promover este tipo de evento e tem um potencial enorme para a realização de eventos”.

O publicitário Nizan Guanaes afirmou que o momento agora é de olhar para coisas que nós não tínhamos costume de olhar. “Salvador precisa se posicionar no Home Office. Essa transformação do mundo online vai favorecer os lugares com mais qualidade de vida”, disse o publicitário.  Ele afirmou que o momento agora é de mirar em coisas diferentes, que envolve desde o nicho da saúde até ao mercado de noivas, diante da quantidade de igrejas que a capital baiana tem. 

A Expo Retomada Salvador é um evento promovido pela GL events que visa demonstrar na prática a aplicação de protocolos para a realização de eventos seguros, além de apresentar tendências para o setor.   

Imagem: Reprodução / GOVBA

Atividades de mergulho já são realizadas após afundamento assistido do ferry-boat Agenor Gordilho

Após o afundamento assistido do ferry-boat Agenor Gordilho e do rebocador Vega, no sábado (21), atividades de mergulho já são realizadas nas águas da capital baiana. Segundo a Secretaria do Turismo do Estado (Setur), o objetivo é de promover e dinamizar o turismo náutico na Baía de Todos-os-Santos.

A expectativa dos centros de mergulho de Salvador e que comecem a receber reservas para o novo passeio subaquático. “Os afundamentos causaram um alvoroço muito grande entre os mergulhadores mundo afora. Com certeza uma infinidade de turistas vai começar a vir pra cá”, disse o presidente da Associação de Mergulhadores da Bahia, Igor Carneiro.

O ferry Agenor Gordilho, com 71 metros de comprimento e 19 metros de altura, fez a viagem inaugural no Sistema Ferry-Boat no dia 5 de dezembro de 1972. A embarcação realizou a travessia Salvador-Itaparica durante 45 anos, até o fim de 2017.

Confira o vídeo de mergulho pelo ferry-boat Agenor Gordilho:

Foto: Camila Souza / GOVBA

Governo investe no turismo subaquático e realiza o primeiro afundamento assistido de ferry-boat

Com o objetivo de promover e dinamizar o turismo náutico na Baía de Todos-os-Santos, o Governo da Bahia realizou o afundamento assistido do ferry-boat Agenor Gordilho e do rebocador Vega, no fim da manhã deste sábado (21).

Segundo a Secretaria do Turismo do Estado (Setur) as duas embarcações submergiram a uma profundidade de 36 metros, em frente ao Yacht Clube da Bahia. A expectativa é de que na próxima semana já sejam realizadas atividades de mergulho no local. O ponto de afundamento fica exatamente a 1,5 quilômetro da costa.

O secretário do Turismo do Estado, Fausto Franco, disse que esta é a primeira vez que uma embarcação do tipo é afundada de forma proposital e com finalidade turística. “Este é um grande marco, pois é a primeira vez na história do Brasil que há um afundamento de um ferry-boat desta magnitude. Nós temos a Baía de Todos-os-Santos, que é esse privilégio, com águas quentes o ano inteiro, dentro da cidade, e que não é explorado na sua intensidade”.

Fausto disse ainda que “o turismo subaquático existe no mundo inteiro. Normalmente, as pessoas ficam mais dias na cidade que o de costume, gerando emprego e renda. Nós, que temos tantas diversidades e somos tão privilegiados, agora criamos um outro tentáculo, chancelando essa perspectiva de turismo subaquático”.

O ferry Agenor Gordilho, com 71 metros de comprimento e 19 metros de altura, fez a viagem inaugural no Sistema Ferry-Boat no dia 5 de dezembro de 1972. A embarcação realizou a travessia Salvador-Itaparica durante 45 anos, até o fim de 2017.

“Hoje é um dia de grande emoção para a Bahia e para nossa família. Vovô era um empresário, um visionário, um homem fantástico. Ele deu nome ao primeiro ferry-boat, que agora está se eternizando no fundo do mar. Meu avô está se eternizando num momento em que estamos alavancando um projeto de turismo no estado da Bahia”, afirmou Claudia Gordilho.

Conforme a Setur, o naufrágio assistido de embarcações propicia a formação de recifes artificiais, que favorecem o habitat marinho e se convertem em atrativo para visitantes. A expectativa é de que a embarcação esteja repleta de vida marinha em 12 meses.

“Meu sentimento hoje é de profunda alegria, porque estou vendo que a memória do meu avô vai permanecer viva. Apesar de o ferry-boat ser afundado, ele vai ser lembrado, porque vai se constituir em uma atração turística para mergulhadores. Então, até no fundo do mar, ele passará a ser lembrado e ficará para a história”, acrescentou Agenor Gordilho Neto.

O afundamento do ferry-boat, com abertura das comportas para entrada da água, começou por volta das 12h e teve uma hora de duração. Em seguida foi afundado o rebocador Vega. Estiveram envolvidas na ação a Marinha e as secretarias do Meio Ambiente (Inema), Infraestrutura (Agerba) e Administração (Patrimônio), além da Setur.

Para viabilizar o afundamento, foram feitos estudos prévios de localização e de impactos ambientais. Óleos e combustíveis da embarcação foram removidos para atender às especificações ambientais, assim como peças que oferecessem riscos aos futuros mergulhadores.

Foto: Ronaldo Silva / GOVBA

Lençóis entra na 2ª fase de reabertura; segundo decreto, não é necessário o exame prévio de covid

Um dos destinos turísticos mais visitados na Bahia, a cidade de Lençóis, na Chapada Diamantina, entrará na segunda fase de reabertura a partir da próxima terça-feira (3). Conforme decreto municipal publicado nesta quinta-feira (29) não é mais necessário a apresentação de exames de Covid-19 para entrar na cidade.

Segundo a publicação, os protocolos de saúde devem ser mantidos. Contudo, turistas e também moradores de cidades vizinhas poderão circular sem ter realizado o exame de comprovação do novo coronavírus.

Os estabelecimentos, hotéis, pousadas, hostels, deverão registrar os clientes pela internet por um documento criado pela gestão municipal, até as 17h do dia anterior ao check-in. Caso não seja cumprido o protocolo, o hóspede não terá permissão ao acesso à cidade.

Em relação a excursões, é necessário que a empresa responsável entregue com 10 dias de antecedência as informações relativas ao nome dos visitantes, data de chegada e partida, nome dos guias e identificação da empresa, além de outras informações a serem fornecidas a prefeitura.

Ainda de acordo com o decreto, eventos artísticos poderão ser realizados, desde que sejam individuais e respeitem o distanciamento de 3,5 metros entre o público e o responsável pela apresentação, além das normas de distanciamento entre os clientes no estabelecimento.

Lençóis teve início da primeira fase da reabertura em 1º de setembro. Naquele período, os visitantes deveriam ter em mãos o resultado do teste negativo do novo Coronavírus e apresentar o comprovante de reserva em um estabelecimento autorizado pelo Município.

Foto: Divulgação

Centro Histórico de Salvador terá passeio com carro elétrico para visitantes

Será inaugurado na próxima segunda-feira (21), um tour guiado pelos principais pontos turísticos do Centro Histórico de Salvador, através de carros elétricos.  A iniciativa visa encurtar distâncias e permitir que o visitante não tenha longas caminhadas para conhecer o Centro Histórico.

No “Tour Elétrico Casarão 17”, os usuários poderão partir do Largo do Carmo até a Praça Castro Alves, e conhecer todos os encantos do local. O carro elétrico utilizado no serviço possui acessibilidade para cadeirante.

O funcionamento será de segunda a domingo, com agendamento de horários. O tour atende até cinco pessoas e terá 60 minutos de duração, com guia turístico. Para reservas e consulta de preços, os interessados deverão entrar em contato por telefone ou Whatsapp, através do número (71) 9 8802-4362, das 10h às 18h.

O lançamento do evento terá um café da manhã para 85 convidados no Casarão 17, localizado no Terreiro de Jesus, 100, dia 21 de Setembro, às 09h30.

Foto: Gabriel Carvalho / SETUR

Prefeitura de Itacaré anuncia reabertura gradual do turismo

Após cinco meses de suspensão das atividades, o turismo na cidade de Itacaré, no sul da Bahia, começou a ser retomado nesta sexta-feira (14), de forma gradual. O decreto foi publicado pela prefeitura na quinta (13).

Neste início de retomada, o acesso a Itacaré continua sendo fiscalizado, com barreira sanitária na entrada da cidade. O município também está com toque de recolher, das 0h até às 5h, segundo a prefeitura.

Para entrar na cidade os turistas devem ter plano de saúde ou seguro viagem, aferir a temperatura e assinar um termo de responsabilidade, caso venha a apresentar à Covid-19. Ainda é preciso mostrar o voucher do meio de hospedagem, que precisa atender a todos os protocolos de segurança.

A prefeitura tem normas estabelecidas para hotéis e pousadas reabrirem. O estabelecimento precisa ter o Selo Turismo Seguro Itacaré, que visa certificar os estabelecimentos do setor turístico do município de acordo com os cumprimentos de critérios para atender protocolos sanitários, de segurança e qualidade no atendimento.

Os hotéis e pousadas só poderão funcionar com 30% da capacidade, já as cabanas de praia poderão abrir com 50% da capacidade. Restaurantes e bares precisam optar se funcionam no horário de almoço ou no horário do jantar.

Segundo a gestão municipal o acesso as praias só é permitido com comprovação de reserva de hospedagem cadastrada ou com selo, e o período de permanência no local é limitado.