Foto: SUUMA Voluntarios / Twitter

Viaduto de metrô da Cidade do México desaba e deixa dezenas de mortos e feridos

Após um viaduto desabar na noite desta segunda-feira na Cidade do México, vagões do metrô descarrilaram e despencaram. Ao menos 23 pessoas morreram e 65 ficaram feridas.

De acordo com a prefeita da capital mexicana, Claudia Sheinbaum, crianças estão entre as vítimas e 7 feridos estão em estado grave. Além do viaduto e dois vagões desabarem, a estrutura caiu sobre veículos que circulavam na avenida Tláhuac.

O viaduto da linha 12 do Metrô da cidade, que vai de Mixcoac a Tláhuac, ruiu entre as estações Los Olivos e Tezonco por volta das 22h30 (horário local).

Foto: Adam Schultz / Official White House

Joe Biden apresenta plano de educação financiado por impostos dos ricos de US$ 1,8 trilhão

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, revelou nesta quarta-feira (28) um plano de investimento em programas de educação e apoio a famílias que têm crianças pequenas, de US$ 1,8 trilhão, cerca de R$ 9,82 trilhões.  

De acordo com o plano, a proposta é financiar a maior parte dos gastos com uma alta de impostos dos mais ricos, o que representaria US$ 1,5 trilhão, R$ 8,18 trilhões para os próximos dez anos.

A proposta precisa ser aprovada ainda pelo Congresso dos EUA. As medidas são uma expansão das políticas públicas contra a pobreza que já foram adotadas durante a pandemia de Covid-19.

Conforme o governo dos EUA, esse foi um programa implementado por causa do coronavírus. Com o fechamento das escolas, as famílias precisaram começar a dar mais refeições às crianças. Biden quer tornar permanente um benefício que dá dinheiro a famílias pobres para comprar comida.

Foto: Hennepin County Sheriff's Office

Justiça declara ex-policial Derek Chauvin culpado pela morte de George Floyd

A justiça de Mineápolis, nos Estados Unidos decidiu nesta terça-feira (20) que o ex-policial Derek Chauvin é culpado pela morte de George Floyd, homem negro asfixiado durante uma abordagem policial em maio de 2020.

Os 12 jurados se reuniram na segunda-feira (19) para discutir o caso e chegar a uma decisão unânime. Antes da sentença, o júri ouviu os depoimentos de testemunhas, defesa e acusação no processo. O acusado, Chauvin se recusou a depor no tribunal.

Derek Chauvin foi considerado culpado em todas as três acusações de homicídio contra Floyd.

– causar a morte, sem intenção, por meio de um ato perigoso, sem consideração pela vida humana

– negligência ao assumir o risco consciente de causar a morte de Floyd

– homicídio culposo

O juiz ainda vai anunciar a pena em até dois meses. Nos EUA, é normal que o condenado saiba de quanto tempo passará preso dias depois da sentença. Após a condenação, Chauvin deixou a sala de audiências algemado.

O caso

Em maio do ano passado, em uma ação policial, Derek Chauvin apoiou o seu joelho contra o pescoço da vítima durante 8 minutos e 46 segundos em maio de 2020. Durante o sufocamento, Floyd afirmou várias vezes “I can’t breathe” (“Eu não consigo respirar”). Após a morte de Floyd, a frase virou lema, e várias manifestações se espalharam pelo país e por várias cidades ao redor do mundo, inclusive no Brasil, que gerou o movimento “Black Lives Matter” (“Vidas Negras Importam”).

De acordo com a acusação estadual, George Floyd já não respondia mais nos últimos 2 minutos e 53 segundos do sufocamento e morreu em um hospital logo depois. Chauvin vai a julgamento por homicídio culposo e assassinato em terceiro grau.

Foto: Reprodução / Twitter

Motorista alemão perde controle e bate sua BMW M2 de meio milhão de reais

Um homem de 23 anos, da cidade de Munique, na Alemanha, perdeu o controle de seu BMW M2 em uma saída de semáforo e colidiu em uma coluna de concreto. O veículo ficou totalmente destruído.

O capô, o teto e a dianteira do carro ficaram completamente comprometidos. Por sorte, o jovem conseguiu sair do acidente sem nenhum ferimento grave. Os bombeiros isolaram a área, retiraram o concreto e o veículo foi rebocado.

Na versão Competion, aqui no Brasil, o modelo esportivo com motor 3.0 de 410 cv é vendido por R$ 499.950, quase meio milhão de reais.

Foto: Reprodução / Twitter
Foto: Reprodução / Kremlin

Vladimir Putin sanciona lei que o autoriza disputar mais dois mandatos na Rússia

Um documento foi publicado em um site do governo nesta segunda-feira (5), onde o presidente da Rússia, Vladimir Putin, sanciona uma lei que permite que ele concorra a mais dois mandatos depois do fim de sua atual gestão, em 2024.

No ano passado, mudanças radicais foram introduzidas na Constituição e, com isso, pode abrir caminho para que Putin permaneça no poder até 2036, caso ele deseje concorrer e ganhe a reeleição.

Há cerca de um ano, o Parlamento russo aprovou lei que dá permissão a Putin disputar mais dois mandatos.  

Putin está no poder no país há mais de 20 anos. O presidente de 68 anos é um ex-agente da KGB, o antigo serviço de inteligência soviético.

Foto: Reprodução / Suez Canal Authority

Engarrafamento no Canal de Suez é normalizado e todos os navios atravessam a via

O tráfego marítimo do Canal de Suez ficou interrompido de 23 a 29 de março, após o cargueiro gigante Ever Given encalhar e bloquear a via. Neste sábado (3), depois de cinco dias o navio ser desencalhado, todas as embarcações paradas puderam atravessar a ligação marítima.  

Em comunicado, a Autoridade do Canal de Suez (SCA), disse que o fim do engarrafamento levou um pouco mais de tempo que o previsto inicialmente. Inicialmente, o presidente da SCA, almirante Ossama Rabie, havia dito que levaria “cerca de três dias e meio para resolver tudo”.

Em 29 de março, após uma longa e complexa operação, o Ever Given, com mais de 400 metros de comprimento, foi desencalhado. Ele foi rebocado para o Grande Lago Amargo, no meio do Canal de Suez, pelo navio de bandeira panamenha, operado pelo armador taiwanês Evergreen Marine Corporation. Com o desencalhe, o tráfego foi retomado entre o Mar Vermelho e o Mediterrâneo.

Canal de Suez

A passagem é uma via navegável artificial ao nível do mar, localizada no Egito, entre o mar Mediterrâneo e o mar Vermelho, que permite que navios viajem entre a Europa e a Ásia Meridional sem ter de navegar em torno de África, reduzindo assim a distância da viagem marítima entre o continente europeu e a Índia em cerca de 7 mil quilômetros.  O canal é uma das principais rotas comerciais do planeta, tendo 12% do comércio global passando por ele.

Foto: Ministério para Situações de Emergência da Rússia

Médicos continuam a operar paciente mesmo com incêndio em hospital da Rússia

Enquanto bombeiros tentavam controlar um incêndio no telhado de um hospital na Rússia, nesta sexta-feira (2), os médicos continuaram a operar um paciente internado na unidade.

Segundo os profissionais da saúde, eles não poderiam interromper o procedimento, uma cirurgia cardíaca, que começou antes do foco de incêndio ter sido identificado.

Durante a cirurgia, que durou cerca de duas horas, os médicos precisaram usar um ventilador para poder espantar a fumaça e cabos de extensão para garantir o fornecimento de energia na sala de operações.

Em entrevista à televisão russa, o cirurgião Valentin Filatov disse que “não havia nada que poderíamos fazer, a não ser salvar o paciente”.

Logo após o procedimento cirúrgico ser finalizado, o paciente foi levado para outro centro de saúde da região. O fogo foi controlado, e não há registro de feridos.

Em nota, o Ministério para Situações de Emergência da Rússia disse que 128 pessoas foram retiradas imediatamente do hospital, mas que a equipe de médicos e enfermeiros continuou no local.

O hospital fica na cidade de Blagoveschensk, na fronteira leste com a China e tem uma construção da era czarista com mais de 100 anos.

Foto: Ministério para Situações de Emergência da Rússia
Foto: Reprodução / Police Department Orange

Tiroteio deixa 4 mortos e 2 feridos na Califórnia

Um tiroteio em um prédio comercial ao sul de Los Angeles, na Califórnia, deixou quatro mortos e dois feridos na quarta-feira (31), por volta de 17h30 (21h30 em Brasília), na costa oeste nos Estados Unidos, segundo a polícia do distrito de Orange.

Uma criança é uma das vítimas. Entre os feridos, estão uma mulher em estado muito grave e o suspeito de efetuar os disparos, cuja condição também é grave.

O tiroteio ocorreu em um prédio comercial que abriga empresas como uma seguradora, uma empresa de consultoria financeira, uma empresa de serviços jurídicos e uma loja de conserto de telefones.

A cidade de Orange fica a cerca de 50 km de Los Angeles e tem cerca de 140 mil habitantes. O Departamento de Polícia de Orange não informou a identidade das vítimas e do suspeito e a causa do tiroteio.

De acordo com a porta-voz da polícia local, tenente Jennifer Amat, disse que os tiros estavam sendo disparados quando os policiais chegaram, e os agentes revidaram e atingiu o suspeito. Ele foi levado ao hospital e seu estado é crítico.

Este é o pior tiroteio da cidade desde dezembro de 1997, quando um atirador armado com um rifle atacou um pátio de manutenção do Departamento de Transportes da Califórnia.

Foto: Reprodução / U.S. Department of State

Relatório dos EUA aponta desrespeito do governo brasileiro à liberdade de expressão

Um relatório sobre os direitos humanos de 2020 foi divulgado nesta terça-feira (30), pelo Departamento de Estado americano, e aponta desrespeito do governo brasileiro à liberdade de expressão, que é garantida pela Constituição.

Segundo documento, a Constituição e a lei preveem liberdade de expressão, mas o governo nem sempre respeita esse direito.

Um levantamento da organização Repórteres Sem Fronteiras, afirma que o governo dos Estados Unidos menciona que o presidente Jair Bolsonaro criticou verbalmente ou pelas redes sociais a imprensa por 53 vezes. O documento sobre o Brasil tem 49 páginas.

Em um dos momentos, o Departamento de Estado cita assédio aos jornalistas em episódio do ano passado, em que Bolsonaro xingou um repórter do jornal “O Globo”. O profissional questionou o presidente sobre depósitos feitos por Fabricio Queiroz à primeira-dama Michelle Bolsonaro.

Na época, o presidente respondeu ao repórter. “Minha vontade era de encher a sua boca de porrada”.

Ainda no documento, cita agressões a jornalistas que cobrem a pandemia do coronavírus. “Vários jornalistas sofreram assédio verbal, incluindo quando pessoas sem máscaras gritaram em seus rostos no início da Covid-19”.

Foto: Isac Nóbrega / PR

Argentina suspende voos do Brasil, Chile e México por tempo indeterminado

Os voos de chegada e partida do Brasil, Chile e México foram suspensos pelo governo argentino nesta sexta-feira (26). As novas restrições valem por tempo indeterminado e entram em vigor à 0h de sábado (27).

De acordo com o governo, a medida visa conter o avanço de uma segunda onda de Covid-19 no país e a proliferação de novas variantes que já fazem estragos nos vizinhos.

Para o Reino Unido, os voos também seguem suspensos e as fronteiras terrestres e marítimas continuarão fechadas. Turistas estrangeiros estão proibidos de entrar no país desde 25 de dezembro.

Ainda segundo a medida, a fronteira aérea só está aberta a argentinos e moradores que estão voltando do exterior. Estes viajantes deverão pagar por três testes de Covid-19 para entrar na Argentina. Um antes de embarcar, outro ao chegar ao país e mais um depois de 7 dias.

Caso o resultado do teste seja positivo, o passageiro deverá fazer um sequenciamento genômico para saber qual é a cepa do coronavirus. No caso de negativo, ainda assim a pessoa deverá cumprir dez dias de isolamento.

Foto: Reprodução / Airbus Space

Navio de 400 metros encalha no Canal de Suez e bloqueia passagem

O navio Ever Given, de 400 metros de comprimento encalhou na manhã da última terça-feira (23), enquanto tentava cruzar o Canal de Suez. Por estar parada de lado, a embarcação impede a passagem de outros navios. O trabalho de desencalhe já começou, mas o bloqueio pode durar semanas.  

As equipes de dragagem e salvamento já foram enviadas para o local, mas por se tratar de um navio de mais de 220 toneladas, mesmo com o trabalho sendo intenso, o desencalhe do Ever Given pode durar semanas.

Canal de Suez

A passagem é uma via navegável artificial ao nível do mar, localizada no Egito, entre o mar Mediterrâneo e o mar Vermelho, que permite que navios viajem entre a Europa e a Ásia Meridional sem ter de navegar em torno de África, reduzindo assim a distância da viagem marítima entre o continente europeu e a Índia em cerca de 7 mil quilômetros.  O canal é uma das principais rotas comerciais do planeta, tendo 12% do comércio global passando por ele.

Foto: Reprodução / Tokio 2020

Japão proíbe a entrada de turistas estrangeiros na Olimpíada de Tóquio

O Japão proibiu neste sábado (20), a entrada de turistas estrangeiros no país durante as competições da Olimpíada de Tóquio, para evitar um aumento no número de contágios pelo coronavírus. A informação foi do Comitê Olímpico Internacional (COI).

Segundo o governo de Tóquio, a decisão era inevitável. No ano passado, a Olimpíada foi adiada por conta da pandemia de Covid-19, e está prevista para acontecer entre os dias 23 de julho e 8 de agosto deste ano.

Em entrevista coletiva, a governadora Yuriko Koike disse para jornalistas, que a prioridade dos organizadores é garantir a realização dos jogos com segurança para os atletas e os espectadores japoneses.

Ainda de acordo com o comitê, cerca de 600 mil ingressos comprados no exterior serão devolvidos, mas que cancelamentos de passagens e hospedagens não serão ressarcidos.

Na medida, os jogos Paralímpicos também foram adiados e devem acontecer entre os dias 24 de agosto e 5 de setembro deste ano.

Presidente Sebastián Piñera, de 71 anos. Foto: Marcelo Segura / Presidencia Chile

Chile dá exemplo e vacina 30% da população contra a Covid-19

O governo chileno começou a negociar a compra de vacinas com muita antecedência e foi o primeiro país da América do Sul a começar uma campanha de vacinação contra a Covid-19, ainda no fim do ano passado. O país teve até agora 30% da população vacinada, com pelo menos a primeira dose.  

O Chile encomendou até agora, cerca de 36 milhões de doses, o bastante para imunizar duas vezes a população do país.

De acordo com o plano do governo de Sebastián Piñera, a expectativa é que até o mês de julho, 80% dos chilenos estejam vacinados. O próprio presidente, de 71 anos, recebeu as duas doses da vacina, o que garante a imunização.

Para chegar a essa meta, o país de 19 milhões de habitantes teve a compra antecipada e garantia de doses, um calendário claro e organizado, coordenação do governo federal e doses contratadas.

A campanha de vacinação no Chile, até sexta (19), teve 5.475.578 das primeiras doses aplicadas, já receberam as duas doses, 2.641.738, e foram vacinados nas últimas 24h, 41.321.

O Ministério da Saúde chileno teve o uso emergencial das vacinas da Pfizer/BioNTech e Sinovac autorizadas pelas autoridades sanitárias. A campanha de vacinação no país é gratuita e voluntária.  

Foto: Divulgação

Famílias se reúnem para celebrar morte de Cristo

Uma celebração da Morte de Cristo será realizada por videoconferência, no dia 27 de março (sábado), para milhões de pessoas na congregação Testemunhas de Jeová. O objetivo é reunir famílias de diversos países ao mesmo tempo.  Para a comunidade religiosa, o evento é um dos mais importantes do ano.  

Logo após o início da pandemia, em março de 2020, as Testemunhas de Jeová têm realizado todas as suas reuniões virtualmente, por isso a Celebração ocorrerá mais uma vez por videoconferência. No ano passado, mais de 17 milhões de pessoas assistiram a Celebração.

No dia do evento virtual, será realizada uma palestra bíblica que vai explicar sobre a Morte de Jesus e como essa morte pode beneficiar as pessoas.

Já uma semana antes, no sábado (20), conforme a programação será feito um discurso especial com o tema: Você encontrou “uma pérola de grande valor”? Para assistir aos eventos, acesse o site jw.org. Não é necessário se cadastrar!

Medidas restritivas

As Testemunhas de Jeová continuam seguindo as orientações dos órgãos de saúde e contribuindo para a segurança de todos até que a pandemia da covid-19 tenha passado.

Imagem: Reprodução / BandNews TV

Beyoncé se torna a mulher com maior número de premiações do Grammy

A cantora Beyoncé, na noite de domingo (14), se tornou a mulher com maior número de premiações do Grammy, cerimônia mais importante no mundo da música. Ela ganhou quatro troféus, incluindo de Melhor Performance, e agora acumula 28 prêmios no evento.

Até então, esse título era da cantora country Alison Krauss. Além de Beyoncé, a filha dela com Jay-Z, Blue Ivy, que tem apenas 9 anos, também ganhou um prêmio de Melhor Clipe.

Além disso, a cantora também entra para a história como a primeira mulher a ganhar três vezes um Grammy de Melhor Álbum.

Um dos destaques da noite foi Taylor Swift, que venceu como Melhor Álbum do Ano, o “Folklore”.

A Melhor Canção ficou com “I Can’t Breathe”, de H.E.R, que faz menção à história de George Floyd, que foi morto asfixiado nos Estados Unidos e gerou uma onda de protestos contra o racismo em 2020.

Foto: Reprodução / Rede social

Ex-presidente da Bolívia é presa acusada de Golpe de Estado

A ex-presidente interina da Bolívia, Jeanine Áñez, foi presa na manhã de sábado (13) pela polícia boliviana. Autoridades revelam que ela é acusada de terrorismo, sedição e conspiração pela saída antecipada de Evo Morales da Presidência, em novembro de 2019.

Em mensagens nas redes sociais, o ministro de Governo da Bolívia, Eduardo Del Castillo Del Carpio, disse que “a senhora Jeanine Áñez já foi detida e está atualmente nas mãos da Polícia”.

Logo após a prisão, Áñez afirmou estar sofrendo “abuso” e “perseguição politica”. “Sou acusada de ter participado de um golpe que nunca aconteceu. Minhas orações pela Bolívia e por todos os bolvianos”, revelou.

Ela ainda descreveu sua prisão como um “ultraje absoluto” e reiterou que se tratava de uma “intimidação política” preparada pelo Ministério Público de La Paz, capital do país.

A ex-presidente foi achada em sua casa dentro de uma cama box, para tentar escapar da polícia. Além dela, houve mandado de prisão para cinco de seus ex-ministros e quatro militares por sua suposta responsabilidade no chamado “caso golpe de Estado”.

Jeanine Áñez assumiu o governo da Bolivia, após Morales deixar a Presidência, e permaneceu até o final de 2020.

Jeanine Áñez foi encontrada pela polícia numa cama box. Imagem: Reprodução / TV Band

Fotomontagem / Imagens divulgação

Família de George Floyd ganha indenização de US$ 27 milhões

A família de George Floyd vai receber uma indenização em um acordo civil com Minneapolis de US$ 27 milhões, o equivalente a pouco mais de R$ 150 milhões. Floyd, de 46 anos, foi morto brutalmente por um policial, nos EUA.

Aconteceram protestos em várias cidades dos Estados Unidos. O ex-policial Derek Chauvin vai ser julgado criminalmente pelo assassinato. Nesta semana, começou o processo de escolha dos jurados.

Em um comunicado sobre o acordo, os advogados da família declararam que não encerra o processo penal contra o agente Derek Chauvin e três colegas pela morte de Floyd. “Este é o maior acordo extrajudicial por um caso de morte injusta de um homem negro e envia uma mensagem poderosa de que a vida dos negros importa e de que a brutalidade policial contra pessoas de cor deve acabar”.

O caso

Em maio do ano passado, em uma ação policial, Derek Chauvin apoiou o seu joelho contra o pescoço da vítima durante 8 minutos e 46 segundos em maio de 2020. Durante o sufocamento, Floyd afirmou várias vezes “I can’t breathe” (“Eu não consigo respirar”). Após a morte de Floyd, a frase virou lema, e várias manifestações se espalharam pelo país e por várias cidades ao redor do mundo, inclusive no Brasil, que gerou o movimento “Black Lives Matter” (“Vidas Negras Importam”).

De acordo com a acusação estadual, George Floyd já não respondia mais nos últimos 2 minutos e 53 segundos do sufocamento e morreu em um hospital logo depois. Chauvin vai a julgamento por homicídio culposo e assassinato em terceiro grau.

Foto: Official White House / Adam Schultz

Senado aprova pacote trilionário para enfrentar a pandemia nos EUA

Após um Senado profundamente dividido foi aprovado neste sábado (6), o projeto de estímulo de US$ 1,9 trilhão apresentado pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. Todos os senadores democratas votaram a favor do trilionário plano de assistência contra a pobreza.

Já os republicanos foram unânimes na oposição. O pacote é a primeira grande iniciativa legislativa da presidência de Biden, mas ainda deve ser aprovado pela Câmara antes de seguir para a sanção do presidente.

Pacote contra a pandemia nos EUA

No pacote, estão previstos pagamentos diretos de até US$ 1.400, para centenas de milhões de americanos e auxílio-desemprego de US$ 300 por semana, até o verão.

Ainda está no plano um abono por família de até US$ 3.600 por um ano, assistência de US$ 350 bilhões aos estados e municípios, expansão de US$ 34 bilhões nos subsídios do Affordable Care Act e US$ 14 bilhões para distribuição de vacinas.

A medida, que é intitulada de American Rescue Plan, também teria um grande efeito no combate à pobreza nos Estados Unidos.

Foto: Kyodo

Mulher mais velha do mundo vai carregar a tocha olímpica nos jogos do Japão

Kane Tanaka, considerada a pessoa viva mais velha do mundo pelo Guinness World Records, o livro dos recordes, desde 2019 foi convidada para participar dos jogos olímpicos e percorrerá parte dos 100 metros com a tocha olímpica em uma cadeira de rodas.

Talvez, a japonesa possa dar os últimos passos a pé antes de passar o símbolo das olimpíadas ao próximo corredor. Takana vive em um asilo em Fukuoka, e completou 118 anos em 5 de janeiro.

Ela é quase tão antiga quanto os Jogos Olímpicos da Era Moderna, e já passou por duas pandemias globais, a da gripe espanhola e a do novo coronavírus, superou dois cânceres e passou por duas guerras mundiais.

As Olimpíadas foram adiadas no dia 24 de março do ano passado, e remarcada para o dia 23 de julho a 8 de agosto de 2021.

Fotomontagem / imagens divulgação

Lei de reforma policial “George Floyd” é aprovada pela câmara dos EUA

Um projeto de lei que proíbe táticas policiais controversas e facilita processos contra policiais que violarem os direitos de suspeitos foi aprovado nesta quarta-feira (3), pela Câmara dos Representantes dos Estados Unidos.  

Com maioria na Câmara, os democratas conseguiram aprovar a “Lei George Floyd de Justiça no Policiamento” por 220 votos a 212. Apenas um republicano votou a favor do projeto. O texto agora segue para o Senado.

A aprovação ocorreu a poucos dias do julgamento de Derek Chauvin, ex-policial de Mineápolis que assassinou George Floyd.

Entenda o caso

Em uma ação policial, Chauvin apoiou o seu joelho contra o pescoço da vítima durante 8 minutos e 46 segundos em maio de 2020. Durante o sufocamento, Floyd afirmou várias vezes “I can’t breathe” (“Eu não consigo respirar”).

Após a morte de Floyd, a frase virou lema, e várias manifestações se espalharam pelo país e por várias cidades ao redor do mundo, inclusive no Brasil, que gerou o movimento “Black Lives Matter” (“Vidas Negras Importam”).

De acordo com a acusação estadual, George Floyd já não respondia mais nos últimos 2 minutos e 53 segundos do sufocamento e morreu em um hospital logo depois. Chauvin vai a julgamento por homicídio culposo e assassinato em terceiro grau.

Foto: Official White House / Adam Schultz

Joe Biden visita o estado do Texas após onda de frio

Depois que uma tempestade de inverno severa atingiu o Texas, levando a rede elétrica do estado à beira do colapso, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, visitou nesta sexta-feira (26) centros de ajuda humanitária em Houston.

O presidente elogiou ao citar a equipe do Centro de Operações de Emergência em Houston. “Há uma operação incrível aqui. É provavelmente a melhor do país. Eles estão salvando a vida das pessoas. Como minha mãe disse, eles estão fazendo a obra de Deus”.

Acostumados ao calor do que o frio, milhões de pessoas no Texas ficaram sem eletricidade e água potável.

Joe Biden e a primeira dama também visitaram o centro de distribuição de alimentos sem fins lucrativos, o gigante Houston Food Bank, que atende mais de um milhão de pessoas no sudeste do Texas.

Foto: Official White House / Adam Schultz

EUA ultrapassam 500 mil mortes pela Covid-19 e lidera em casos confirmados

Os EUA lideram a lista de casos confirmados e óbitos da Covid-19 e ultrapassa as 500 mil mortes pela Covid-19, segundo levantamento da universidade Johns Hopkins, nesta segunda-feira (22).

No começo da noite, o site da instituição registrava 500.071 óbitos, número que deixa o país como o mais afetado pela doença.

Após ordenar que todas as bandeiras estejam hasteadas a meio mastro nos prédios federais, para homenagear o meio milhão de mortos, o presidente Joe Biden participou de um minuto de silêncio, e depois, fez seu pronunciamento.

“Peço aos americanos que lembrem dos que perdemos e dos que ficaram para trás. Como nação, não podemos e não devemos permitir que isso continue. Temos que acabar com as políticas e a desinformação que dividiu famílias e comunidades”, disse o presidente.

“Devemos lutar contra isso juntos, como se fôssemos um, como os Estados Unidos da América”, concluiu Biden.

A vacinação nos EUA começou em dezembro, mas curva começa a frear com os primeiros efeitos do programa de vacinação em massa, com as vacinas produzidas pelas farmacêuticas Pfizer/BioNTech e Moderna.

Segundo dados do governo norte-americano, mais de 61 milhões de pessoas foram vacinadas no país.

Até o momento, o Brasil vacinou 5,8 milhões de pessoas (2,7% da população) e ainda não teve efeitos claros na redução de curvas.

Foto: Reprodução / Johns Hopkins
Foto: Reprodução / Redes sociais

Príncipe Harry e Meghan Markle não serão mais membros da realeza britânica

O príncipe Harry e sua mulher, Meghan Markle, não serão mais membros da família real. Informação foi divulgada nesta sexta-feira (19), pelo Palácio de Buckingham.  

O casal não retornará às funções reais e perderá apoio financeiro da família real britânica. Harry também abre mão dos títulos militares.

Foto: Sophia Germer / The Times-Picayune

Três pessoas morrem em tiroteio em loja de armas em Louisiana, nos EUA

Um homem começou a disparar dentro de uma loja de armas em Metairie, Louisiana (EUA), na tarde deste sábado (20) e provocou a morte de três pessoas, entre eles, o próprio atirador.

Segundo o xerife Joseph Lopinto, o caso ocorreu dentro e fora da loja Jefferson Gun Outlet, na cidade próxima a Nova Orleans. Após uma pessoa começar a atirar, outras revidaram. Em reação aos disparos, clientes e funcionários da loja teriam se envolvido no tiroteio e acabaram atingindo e matando o atirador.

Outras duas pessoas ficaram feridas e foram hospitalizadas, ambas em situação estável. A polícia não deu detalhes sobre as vítimas.

A polícia ainda está investigando para entender melhor o ocorrido. “Estamos tentando reconstruir tudo como aconteceu”, disse o xerife.

Foto: Reprodução / Agência Lusa

Frio nos EUA deixa ao menos um morto e 4 milhões sem luz no Texas

O presidente Joe Biden declarou estado de emergência na segunda-feira (15) e liberou assistência federal para o Texas, após queda das temperaturas no estado americano, que deixou ao menos um morto e mais de 4 milhões de pessoas sem luz, devido à sobrecarga da rede elétrica em meio ao aumento da demanda por aquecimento.

O site PowerOutage.us registrou na madrugada desta terça-feira (16), 4.113.701 pessoas com cortes de luz no Texas. As temperaturas previstas vão de -2º C a -22º C.

Segundo a polícia da cidade de Houston, a vítima deve ter morrido devido à exposição a temperaturas extremamente baixas. Aeroportos de Houston também foram fechados devido ao frio e à neve.

O frio também gerou cortes de luz, além de bloqueios de estradas, no estado da Louisiana. Na segunda à noite, cerca de 110 mil casas e estabelecimentos comerciais no estado ficaram sem luz.

As baixas temperaturas registradas nos EUA se devem a uma massa de ar vinda do Ártico. De acordo com o Serviço Nacional de Meteorologia (NWS) o frio deve continuar nos próximos dias, e uma tempestade de neve está prevista para chegar na quarta-feira (17).