Foto: Divulgação / SSP

Operação resgata mais de 380 animais silvestres em feira irregular

Uma operação resgatou trezentos e oitenta e três animais silvestres, na manhã desta segunda-feira, em uma feira irregular, em Feira de Santana. Os responsáveis pelos bichos fugiram deixando diversas gaiolas para trás.

Denúncias sobre a venda e compra irregular desses animais levaram as guarnições para aquele mercado. “Já possuíamos um levantamento baseado nessas denúncias e, quando chegamos, eles perceberam a nossa presença e correram”, disse o comandante da 64ª CIPM, major Lilian Conceição Nascimento.

No local foram apreendidos 155 Papa-capins, 90 Canários da terra, 30 azulões, 26 pássaros pretos, 20 Trinca ferros, 13 Garibaldis, 10 Cardeais, nove Jabutis além de aves das espécies Pintassilgo, Saíra, Tico, Brejal, Cuiubinha, Tizil, Sabiá, Cancan, Papa-arroz, Pombo e Canário Belga.

Comandante da Coppa, unidade ambiental da PM, o major Amílton Teixeira, contou que nenhum animal silvestre pode ser criado sem autorização prévia de órgãos ambientais. “Isso é crime e o nosso trabalho é combater esse comércio ilegal. A criação desses animais só é possível com esse aval de representantes do meio ambiente”, contou.

Os bichos e as gaiolas foram encaminhados para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), onde passarão por um período de quarentena e serão devolvidos à natureza.

A ação conjunta foi realizada entre a Companhia de Polícia de Proteção Ambiental (Coppa), 64ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Feira de Santana) e Esquadrão de Motociclistas Asa Branca.

Foto: Ascom / CBM

Bombeiros resgatam coruja presa em linha de pipa em Jequié

O Corpo de Bombeiros de Jequié resgatou uma coruja de grande porte que ficou presa em uma linha de pipa. A ocorrência aconteceu na manhã desta terça-feira (4) no bairro Joaquim Romão (Coim).

Um morador da localidade entrou em contato com a corporação, após perceber que o animal estava preso pela linha numa árvore. Para o resgate a equipe de busca utilizou uma escada para acessar o local onde a coruja estava, que foi resgatada um pouco machucada. Ela foi entregue ao Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) para avaliação adequada e maiores cuidados. 

Segundo o Inema, esses animais devem ser resgatados de forma apropriada e com as técnicas adequadas. Dessa forma evitam-se ferimentos e o estresse ainda maior do animal. O cuidado com as linhas de pipa, assim como os locais adequados a soltar esses materiais também deve ser redobrado. Estes cuidados são essenciais para evitar acidentes.

Foto: Divulgação / Corpo de Bombeiros

Iguana é resgatada por bombeiros em garagem de casa em Barreiras

O Corpo de Bombeiros resgatou uma iguana que foi encontrada na garagem de uma casa, em Barreiras, na segunda-feira (19). Os moradores da casa encontraram o animal e acionaram as equipes para o resgate.

O caso ocorreu no bairro Sandra Regina. No fim da tarde, assim que os moradores da residência perceberam a iguana, acionaram as equipes do 17º Grupamento de Bombeiros Militar (17ºGBM/Barreiras) pela central de emergência.

De acordo com os bombeiros, eles utilizaram um puçá, equipamento próprio para captura de animais deste tipo. Com isso, a guarnição alcançou o animal.

O réptil não tinha sinais de ferimentos. Após o resgate, a iguana foi devolvida à natureza.

Foto: Arquivo Pessoal

Incêndio é controlado no Parque Nacional da Chapada Diamantina

Um incêndio foi controlado na madrugada desta quinta-feira (25), em um trecho do Parque Nacional da Chapada Diamantina, próximo da cidade de Lençóis, de acordo com o coordenador estadual da Defesa Civil.

Segundo o Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio), o fogo começou em um trecho chamado de Barro Branco, na terça-feira (23). Durante a madrugada, ao menos nove brigadistas conseguiram conter as chamas, mas o trabalho de rescaldo deve continuar nesta quinta-feira (25).

Imagens registradas por moradores mostram que as chamas podiam ser vistas de uma longa distância. Ainda não há informações da extensão do fogo, e como está o combate às chamas.

Foto: Ascom / CBM

Bombeiros resgatam Jiboia de quase 2 metros em Luís Eduardo Magalhães

O Corpo de Bombeiros resgatou uma jiboia que apareceu no loteamento Jardim Alvorada, em Luís Eduardo Magalhães, na manhã desta quarta-feira (24).

Após moradores do local perceberam a cobra atravessando uma avenida, os bombeiros foram acionados. “Recebemos a ligação e deslocamos até o local, onde os solicitantes já aguardavam, para realizar a captura. Lá, utilizamos um pinção e um gancho, sem oferecer riscos ao animal”, disse o comandante da guarnição, sargento BM Jadson Medrado.

Segundo os militares, a jiboia tinha aproximadamente 2 metros e não apresentava sinais de ferimentos. Logo após o resgate, ela foi solta em uma área de preservação, distante da zona urbana.

Foto: Divulgação / PRF

PRF encontra mais de100 pássaros silvestres dentro de carro na BR-116

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) resgatou cento e trinta pássaros silvestres encontrados no porta-malas de um carro neste sábado (27), na BR-116, no trecho de Poções.

Durante a abordagem ao veículo, numa fiscalização rotineira na rodovia, foram solicitados os documentos do motorista. Segundo a PRF, após revista no porta-malas do carro, foram encontrados os 130 cardeais, todos aprisionados em gaiolas pequenas e em condições precárias de falta de higiene, sem água e ventilação.

O motorista, de 48 anos, disse ter comprado os pássaros em São Paulo e seriam comercializados em Cícero Dantas, no interior da Bahia. Ele não tinha autorização do órgão ambiental para criação e nem a guia de transporte.

Logo depois, foi lavrado o Termo Circunstanciado de Ocorrência e o ele responderá na Justiça por crime contra o meio ambiente.

Os pássaros foram encaminhados aos cuidados do CETAS de Vitória da Conquista, onde passarão por um processo de reabilitação para voltarem à liberdade.

Foto: Divulgação / PRF

Operação resgata mais de 450 aves em situação de maus-tratos no município de Mascote

Mais de 455 aves que estavam em situação de maus -tratos, em imóveis da localidade de São João do Paraíso, cidade de Mascote, no sul da Bahia, foram resgatadas em uma operação policial.

Entre as espécies encontradas, tinha cardeal, pássaro preto, papa capim, coleira, azulão, sofrê, canário da terra, trinca ferro, tico tico e sabiá. Além disso, no local havia uma grande quantidade de filhotes de papagaios e periquitos com apenas algumas penugens sobre o corpo.

Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), na sexta-feira (19), eles foram acionados pelo Inema, em Itabuna, para averiguar uma denúncia de crime ambiental. O Instituto do Meio Ambiente tinha informações de que centenas de pássaros silvestres eram mantidos aprisionados em um imóvel.

Chegando ao local, equipes da PRF e do Inema constataram os animais dentro do imóvel. As aves estavam amontoadas em caixas de papelão, gaiolas e viveiros, e em condições precárias de falta de higiene, cobertas com fezes e urina.

Os animais também estavam desidratados e debilitados, sendo que alguns já foram encontrados mortos. As aves não tinham água, estavam com restrição de movimento, privação de luz e sem circulação de ar.

Na abordagem, foram encontrados em um imóvel vizinho 42 galos de rinha, utilizados em competições ilegais, para duelarem entre si, muitas vezes até a morte. No total da operação, foram resgatadas 413 aves silvestres, sendo que oito morreram, além dos 42 galos.

Os agentes identificaram o responsável pelo aprisionamento ilegal dos animais e a ocorrência foi apresentada na Delegacia de Polícia Civil, em Mascote. Em seguida, será aberta uma instauração do inquérito policial e demais procedimentos cabíveis.

Foto: Endagerex

Menor réptil da Terra é descoberto por cientistas, mas espécie já está ameaçada de extinção

Em uma expedição conjunta de pesquisadores locais e da Alemanha, descobriram dois minúsculos lagartos em Madagascar, na África, batizado de nanocamaleão. Cientistas acreditam ter descoberto o menor réptil da Terra.

De acordo com a Coleção de Zoologia do Estado da Baviera, na Alemanha, o corpo de um macho da subespécie Brookesia nana mede apenas 13,5 mm. Por isso, o torna o menor de cerca de 11,5 mil espécies conhecidas de répteis.

Ainda de acordo com o instituto, o comprimento do macho do topo à cauda é de 22 mm, mas a fêmea é muito maior, com cerca de 29 mm.  Os pesquisadores acrescentam que outros espécimes ainda não foram localizados, apesar do “grande esforço”.

Ameaça de extinção

O jornal Scientific Reports, classificou o novo camaleão, como ameaçado de extinção. Ele é encontrado apenas em uma floresta tropical montanhosa degradada no norte de Madagascar.

Conforme o relatório, o habitat do nanocamaleão foi desmatado, mas a área foi colocada sob proteção recentemente, para que a espécie sobreviva.

Cientistas recomendam que o camaleão seja listado como criticamente ameaçado de extinção na Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) para ajudar a protegê-lo e ao seu habitat.

Foto: Arquivo pessoal

Jacaré é encontrado por moradores na praia de Coutos, em Salvador

No início da manhã desta quarta-feira (3) um jacaré foi encontrado por moradores na praia de Coutos, em Salvador. O animal foi resgatado após os agentes do Grupo Especial de Proteção Ambiental (Gepa), da Guarda Civil Municipal, serem acionados. Ele não atacou ninguém.

O jacaré apareceu na praia por volta das 5h e foi encontrado por um morador que acordou e deu de cara com ele. O animal tem cerca de um metro, e moradores supõem que ele tenha vindo nadando do rio Paraguari, em Periperi.

Moradores isolaram o animal, próximo a uma barraca de praia, com tapumes de madeira, para evitar que alguém o pegasse.

O animal que não teve ferimentos será examinado e depois deve ser devolvido à natureza.

Foto: Divulgação / PRF

PRF apreende pássaros silvestres e carvão vegetal na região da Chapada Diamantina

Durante operação de combate a crimes ambientais realizada entres os dias 30 e 31 de janeiro, em cidades da região da Chapada Diamantina, foram apreendidas 89 aves silvestres e 2,5 toneladas de carvão vegetal irregular. A ação, que ocorreu em Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim e Andaraí, foi divulgada nesta terça (2).

Em trabalho conjunto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Ministério Público da Bahia (MPE-BA), foram apreendidos em estabelecimentos comerciais 800 sacos de carvão vegetal, totalizando 2,5 toneladas, prontos para a venda.

Segundo a PRF, o material não tinha documentos fiscais e licenças ambientais necessárias para comercialização. Os pacotes de carvão permanecerão retidos à disposição dos órgãos ambientais.

Já as aves silvestres foram encontradas aprisionadas em gaiolas pequenas sem água, luz e sem circulação de ar, em condições precárias de higiene, e não podiam se movimentar dentro da gaiola. Conforme a PRF, essa situação se configura como maus-tratos.

Entre as espécies resgatadas, estão os pássaros conhecidos popularmente como periquito, sabiá, pássaro preto, canário da terra, baiano, coleira, chorão, bigode, trinca ferro, cardeal, papa capim, entre outros.

Foto: Projeto (A)mar

35 animais marinhos são achados mortos neste mês de janeiro no sul da Bahia

No mês de janeiro, 35 animais marinhos foram encontrados mortos e encalhados em diferentes praias do sul da Bahia. Só na quinta-feira (22), três tartarugas foram encontradas sem vida, além de duas aves bobo.

Os animais encontrados mortos foram: tartaruga oliva, na praia de Serra Grande, em Uruçuca; tartaruga verde, na praia do Cururupe, em Ilhéus; tartaruga de pente, na Praia dos Milionários, em Ilhéus; bobo pequeno, na praia de São Domingos, em Ilhéus e bobo grande, na praia do São Domingos, em Ilhéus.

De acordo com o Projeto (A)mar, as tartarugas verde e de pente morreram após interação com materiais de pesca, e que houve um aumento recorde de 100% das mortes, em comparação à mesma época do ano passado.

No total, 35 animais marinhos já foram encontrados mortos em janeiro, sendo eles: 30 tartarugas, quatro aves marinhas e um boto cinza.

Foto: Divulgação / Prefeitura de Riachão do Jacuípe

Operação apreende 39 aves silvestres em Riachão do Jacuípe

Aves silvestres e animais ameaçados de extinção foram apreendidos numa operação policial em Riachão do Jacuípe, na sexta-feira (15). Segundo os agentes, 39 aves estavam sendo criadas irregularmente.

Após denúncias colhidas por servidores da Delegacia de Criação de Animais Silvestres em Cativeiro, a justiça autorizou os mandados de busca e apreensão nos locais.

Em seguida, equipes da Secretaria de Meio Ambiente do município, com posse dos mandados, foram até o local, acompanhados dos investigadores, que realizaram a apreensão das aves silvestres.

Uma pessoa que estava no local foi conduzida à delegacia, onde foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência.

De acordo com a prefeitura informou que, no total, foram apreendidos 1 jacú, 3 perdizes, 4 pombas verdadeiras, 4 juriti, 2 soldadinhos, 1 canário da terra, 1 culeiro, 3 cardeais, 10 trocás, 1 fogo-pagou, 4 rolas brancas, 4 rolas de caldo de feijão e 1 aracuã.

As aves foram entregues à Secretaria de Meio Ambiente e foram encaminhadas para um viveiro, enquanto as providências legais são tomadas. O Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hidrícos (Inema) será acionado para definir o procedimento adequado de soltura dos animais.

Foto: Mateus Pereira / GOVBA

Inema apresenta balanço de praias impróprias para banho na Bahia

O Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) apresentou um balanço que aponta que sete praias estão impróprias para banho neste fim de semana, no litoral da Bahia. Além da capital baiana, também foram consideradas impróprias pelo órgão, praias do Litoral Norte.

De acordo com o Inema, a balneabilidade é considerada imprópria quando a densidade de escherichia coli for superior a 800 UFC/100 ml, em duas ou mais amostras, de um conjunto de cinco semanas, coletadas no mesmo local.

A escherichia coli é uma bactéria abundante em fezes humanas e de animais, tendo somente, sido encontrada em esgotos, efluentes, águas naturais e solos que tenham recebido contaminação fecal recente.

Quando o valor obtido na última amostragem for superior a 2000UFC/100ml, o local também é considerado impróprio.

Além disso, outros fatores podem determinar se uma praia é imprópria, mesmo apresentando baixas densidades de bactérias fecais. Por exemplo, quando ocorrerem circunstâncias que desaconselhem a recreação de contato primário.

A exemplo disso podem ser: derramamento de óleo, extravasamento de esgoto, ocorrência de maré vermelha, floração de algas potencialmente tóxicas ou outros organismos e surtos de doenças de veiculação hídrica.

No período de chuvas, as praias podem ser contaminadas por arraste de detritos diversos, carregados das ruas através das galerias pluviais, podendo causar doenças.

Vejam as praias impróprias:

Salvador

Penha – em frente à barraca do Valença;

Pedra Furada – atrás do Hospital Sagrada Família, em frente à ladeira que dá acesso à praia;

Rio Vermelho – próximo à escada de acesso à praia, em frente à igreja Nossa Senhora de Santana;

Armação – em frente ao Hotel Alah Mar e a Rua João Mendes da Costa;

Boca do Rio – em frente ao posto Salva Vidas;

Corsário – em frente ao posto Salva Vidas;

Patamares – em frente ao posto Salva Vidas Patamares. Próximo ao Coliseu do Forró e Caranguejo de Sergipe.

Litoral Norte                    

Buraquinho – a cerca de 200 m da foz do Rio Joanes;

Imbassaí – em frente às barracas de praias da localidade, próximo à foz do Rio Imbassaí.

Foto: Guarda Civil Municipal / Divulgação

Cobra de mais de dois metros é resgatada em condomínio de Salvador

Moradores encontraram uma jiboia medindo cerca de 2,5 metros, em um condomínio no bairro de Luiz Anselmo, em Salvador, na manhã de segunda-feira (4). A Guarda Civil Municipal (GCM) foi acionada e se deslocou até o edifício.

Na chegada da equipe do Grupo Especial de Proteção Ambiental (Gepa), os agentes encontraram o animal na área de lazer do condomínio. A cobra foi retirada do local e levada para o Centro de Triagem para Animai Silvestres do Instituto Nacional do Meio Ambiente (Inema) para ser avaliada e devolvida à natureza.

Outros três jabutis e dois gaviões foram resgatados pelas equipes do Gepa na segunda (4). Segundo a GCM, somente no ano passado foram resgatados 1.254 animais silvestres.

Foto: Guarda Civil de Salvador

Jacaré de quase um metro é encontrado pelo Grupo de Proteção Ambiental na Av. Paralela

Um jacaré foi encontrado na tarde desta segunda-feira (21), na Avenida Paralela, em Salvador. O animal da espécie Paleoosuchus, tem cerca de um metro e 5kg.  

O Grupo Especial de Proteção Ambiental (GEPA) foi acionado e efetuou o resgate do animal.

Segundo o Gepa, o jacaré será encaminhado para o Centro de Tratamento do Inema, onde ele será avaliado e passará por quarentena até ser devolvido à natureza.

Foto: Divulgação / SSP

Polícia ambiental encontra explosivos em barco e impedem pesca predatória

Policiais apreenderam materiais explosivos utilizados para pesca irregular, encontradas em uma embarcação, na manhã da terça-feira (15), através de um levantamento de informações e denúncias anônimas. A ação foi realizada pelas equipes da Companhia de Polícia e Proteção Ambiental (Coppa) da PM, através do 4º Pelotão de Ações de Repressão a Pesca Predatória (PARPP).

Os agentes deram início ao patrulhamento aquático na região próxima ao Estaleiro, no bairro do Bonfim, e utilizando jetskis, identificaram a embarcação ‘Nohas Arca I’. “Assim que realizamos a revista encontramos três explosivos, do tipo emulsão bombeada em gel, escondidos em um balde”, confirmou o comandante da Coppa, major Amílton Teixeira.

Após a apreensão, o material foi encaminhado, com cautela, para a sede do Batalhão de Operações Polícias Especiais (Bope) da PM especializado em ocorrências com bombas e explosivos, para que pudessem ser analisadas e desarmadas.

“Seguimos com o patrulhamento constante nas áreas de grande incidência de pesca irregular e pedimos que a população denuncie este crime ambiental para os números do Disque Denúncia da SSP (71 3235-0000) ou para o Whatsapp da unidade (71 9 9982-6817)”, concluiu o oficial.

Foto: Divulgação / SSP

Foto: Divulgação / Defesa Civil de Itamaraju

Filhote de jacaré é resgatado em bairro de Itamaraju e devolvido a reserva ambiental

Um filhote de jacaré foi resgatado pelo Grupo de Apoio ao Desenvolvimento Social (GADS), que atua de forma voluntária na região de Itamaraju, sul da Bahia, nesta segunda-feira (30).

Segundo a Defesa Civil da cidade, o animal foi achado no bairro Liberdade, aproximadamente a 300 metros do Rio Jucuruçu, o que favorece o aparecimento dos animais.

O jacaré foi solto numa região próxima ao município numa área de reserva ambiental.

Foto: Divulgação / Defesa Civil de Itamaraju
Foto: Divulgação / Corpo de Bombeiros

Bombeiros resgatam filhote de jacaré em sítio em Itaberaba

O Corpo de Bombeiros resgatou um filhote de jacaré na quarta-feira (25), no tanque de terra de um sítio em Itaberaba, na região da Chapada Diamantina.

Segundo os agentes, o jacaré estava no tanque de terra quando foi localizado pelo proprietário do sítio, que acionou os militares do 11º Grupamento de Bombeiros Militar (11ºGBM/Itaberaba).

No resgate, os bombeiros explicaram que utilizaram equipamentos para não estressar o animal. Após a captura, o jacaré foi colocado em um local seguro e posteriormente entregue aos representantes da Polícia Ambiental de Lençóis, para que possa ser avaliado e devolvido à natureza.

O Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA) alerta para que as pessoas não tentem capturar esse tipo de animal caso não seja capacitado. O ideal é solicitar a ajuda especializada dos militares através da central 193.

Foto: Manuel da Cruz Albaladejo / Instituto Argonauta

Pesquisadores flagram grupo de orcas em Ilhabela, litoral norte de São Paulo

Pesquisadores avistaram um grupo de dez orcas na quinta-feira (12) na região da Ponta do Boi, em Ilhabela, no litoral norte de São Paulo.

Segundo o Instituto Argonauta, as orcas estavam espalhadas no mar, no local que foram avistadas e apareceram aos poucos na superfície.

A equipe do instituto identificou cinco machos e quatro fêmeas, além de um filhote que também estava com o grupo.

A Orca é o membro da família dos golfinhos de maior porte e é um superpredador. Alimenta-se de peixes, moluscos, aves, tartarugas, focas e tubarões. Quando estão em grupo podem caçar animais maiores, como baleias. O animal é encontrado em todos os oceanos e pode chegar a pesar nove toneladas.

Grupo de orcas em Ilhabela. Foto: Manuel da Cruz Albaladejo / Instituto Argonauta
Foto: Divulgação / (A)mar

Morre tartaruga gigante em extinção que encalhou em praias do sul da Bahia

A tartaruga-de-couro que tinha sido levada para a sede do Projeto Tamar, em Mata de São João, no sábado (24), para receber os cuidados para a sua reabilitação, não resistiu e morreu.

O animal encalhou em uma praia de Ilhéus no último dia 15 e segundo o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), estava bastante debilitado, inclusive, com uma das nadadeiras amputadas, mas foi tomada uma série de medidas para tentar salvá-lo.

A espécie, também conhecida como tartaruga gigante, está ameaçada de extinção, era uma fêmea adulta com cerca de 2 metros e 300 kg, e tinha recebido o apelido de “Esperança” pelos ambientalistas.

Foto: Divulgação / Inema

Tartaruga gigante ameaçada de extinção que encalhou em praia de Ilhéus é levada para Projeto Tamar

A tartaruga gigante que encalhou em uma praia do sul da Bahia, foi levada para a sede do Projeto Tamar, em Mata de São João, região metropolitana de Salvador. O animal da espécie Tartaruga-de-couro é uma fêmea adulta com cerca de 2 metros, e está ameaçado de extinção.

De acordo com o Projeto Tamar, a tartaruga foi transferida no sábado (24) durante trabalho conjunto do Inema com especialistas da ONG Coração de Tartaruga. Ela está em reabilitação e ainda não há previsão de retorno dela ao mar, por causa do quadro de saúde.

O animal já havia sido encontrado encalhado pela primeira vez no dia 15 de outubro, em ilhéus, debilitado e com uma das nadadeiras amputadas. Depois de tratada pelos ambientalistas, ela foi devolvida em uma praia onde o mar é mais calmo, sem ondas. 

Segundo os ambientalistas, tartarugas-de-couro conseguem sobreviver em vida livre mesmo com uma só nadadeira dianteira.

Foto: Divulgação / (A)mar
Foto: Divulgação / Projeto (A)-Mar

Boto-cinza é encontrado morto em praia de Ilhéus

Um boto-cinza foi encontrado morto em uma praia de Ilhéus, no sul da Bahia, na sexta-feira (23). De acordo com o projeto (A)-Mar, que monitora e trabalha na preservação dos animais marinhos na região, o animal morreu por afogamento após se enrolar em uma rede de espera, que é usada para pesca.

O boto era uma fêmea adulta, com cerca de 1,70 metro. Segundo especialistas do projeto (A)-Mar, esse foi o décimo boto encontrado morto na região este ano.

Imagem: Vídeo / CBMBA

Bombeiros resgatam jacaré no município de Paulo Afonso e soltam em manancial; confira o vídeo

Uma equipe do Corpo de Bombeiros da Bahia (CBMBA) foi acionada por moradores do bairro Fazenda Chesf, em Paulo Afonso, para a captura de um filhote de jacaré, na noite desta quinta-feira (22).  

Os agentes realizaram a soltura do animal em um manancial próximo do local da captura.

Foto: Divulgação / Fishermen and Friends of the Sea - FFOS

Navio corre risco de afundar na Venezuela e derramar no mar mais de 1 milhão de barris de petróleo

Um navio da estatal venezuelana de petróleo pode causar um desastre ambiental. O petroleiro Nabarima corre o risco de afundar com mais de 1 milhão de barris de óleo cru no Golfo de Paria, que separa a Venezuela de Trinidad e Tobago.  

A embarcação que é operada por uma joint venture entre PDVSA e a italiana Eni, está inclinada e emborcada em alto mar. Fotos foram tiradas na sexta-feira (16).

De acordo com a agência de notícias Reuters, outra embarcação foi enviada ao local. O plano da PDVSA é tirar parte do 1,3 milhão de barris de petróleo a bordo do Nabarima e passar para outro navio.

Em comunicado, a Marinha do Brasil afirmou que o petroleiro está a 1,3 mil quilômetros das águas brasileiras e a situação é acompanhada por um grupo que inclui o Ibama e a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis).

A Marinha disse ainda que apesar da corrente marítima do local, seguir em direção ao Mar do Caribe, vai continuar monitorando “o comportamento das correntes marítimas e condições meteorológicas da região, além dos fatores de segurança da navegação, de forma a antecipar qualquer ação necessária”.

Grupos ambientalistas demonstraram preocupação com a situação. O secretário-executivo da pescadores e amigos do mar, em tradução livre (FFOS), Gary Aboud, divulgou as imagens do Nabarima em uma rede social e afirmou que, “com base nas fotos, parece que as correntes das âncoras estão esticadas e sob extrema pressão”.

“Se as correntes da âncora quebrarem ou a âncora mudar, o navio vai virar e derramar cerca de 1,4 milhão de barris no ecossistema. É necessária a instalação de um equipamento de contenção de derramamento ao redor da embarcação, em preparação para o pior”, afirmou Aboud.

Foto: Sec. de Meio Ambiente / Rio de Contas

Incêndio atinge área de vegetação na Chapada Diamantina

Um incêndio que começou no último fim de semana e se alastrou rapidamente, atingiu parte de uma área de vegetação do município de Rio de Contas, que fica na Chapada Diamantina, na Bahia. A área fica próxima do Pico do Itobira, um dos pontos turísticos da região.

A Secretaria do Meio Ambiente da cidade acionou brigadistas voluntários que tentaram controlar o fogo. Já na quarta-feira (26), ainda no município, perto do povoado Caiambola, os voluntários combateram as chamas numa linha de cerca de 2 km de fogo.  

Segundo a Secretaria, o tempo está mais propício para o aumento dos incêndios florestais, por causa da diminuição das chuvas.

Áreas importantes do ponto de vista hídrico e ecológico foram preservadas. A ação dos brigadistas evitou que os incêndios tomassem proporções maiores e consequências ao meio ambiente.