Foto: Reprodução / Ferrari

Ferrari SF90 Spider desembarca no Brasil com impressionante potência de 1.000 cv

A Ferrari SF90 Spider desembarca oficialmente no Brasil, pouco mais de um ano depois de estrear na Europa. A máquina se destaca pela entrega de potência combinada de impressionantes 1.000 cv. Segundo a Via Itália, importadora da marca, a unidade já está disponível para pronta-entrega e outra chegará ao longo do ano, no preço de R$ 8,4 milhões.

Essa é a primeira versão spider híbrida plug-in de produção da marca. Os números são extraídos do conjunto formado pelo motor 3.0 V8 biturbo de 780 cv associado a três propulsores elétricos de 220 cv somados.

Com eles, a Ferrari SF90 Spider consegue andar em quatro modos de condução: eDrive, Hybrid, Performance e Qualify. Dados de fábrica indicam aceleração de 0 a 100 km/h em 2,5 segundos e 7 segundos para alcançar 200 km/h (nada ruim para 1.670 kg). O câmbio é de dupla embreagem e 8 marchas.

O design tem mudanças implementadas em relação a SF90 Stradale. A diferente fica no desenho das colunas traseiras, vidro traseiro e carroceria logo atrás dos bancos. O teto rígido retrátil foi desenhado para garantir bom isolamento acústico e ausência de deformação mesmo na velocidade máxima. Leva 14 segundos para ser aberto ou fechado pelo sistema eletrônico e tem uma linha muito parecida com a da versão convencional do esportivo.

Assim como na SF90 Stradale, a SF90 Spider está disponível com especificações próprias voltadas para pista. O pacote Assetto Fiorano inclui atualizações exclusivas como amortecedores Multimatic e materiais de alto desempenho (como fibra de carbono e titânio) que reduzem em 21 kg o peso do carro.

No pacote, também faz parte o spoiler traseiro de fibra de carbono e os pneus Michelin Pilot Sport Cup 2 homologados para pista e projetados para melhorar o desempenho do esportivo em pista seca. Para completar, a fabricante italiana também oferece a exclusiva pintura opcional em dois tons.

De acordo com o fabricante, a  garantia é de 7 anos e a manutenção regular é realizada com intervalos de 20.000 km ou uma vez por ano sem restrições de quilometragem.