Foto: Valter Campanato / Agência Brasil

Ex-ministro da Educação Milton Ribeiro é preso pela Polícia Federal  

O ex-ministro da Educação Milton Ribeiro foi preso na manhã desta quarta-feira (22), pela Polícia Federal, em investigação por corrupção passiva, prevaricação, advocacia administrativa e tráfico de influência por suposto envolvimento em um esquema para liberação de verbas do MEC.

A operação deflagrada nesta quarta, tem também outros alvos. Segundo a PF, os pastores Gilmar Santos e Arilton Moura são investigados por atuar informalmente junto a prefeitos para a liberação de recursos do Ministério da Educação.

Em áudio divulgado no mês de março, o ex-ministro afirma que o presidente Jair Bolsonaro pediu a ele que os municípios indicados pelos dois pastores recebessem prioridade na liberação de recursos. Nas investigações, os prefeitos disseram em depoimento que eles exigiram propina.

Fontes da PF afirmam que Milton Ribeiro foi preso em Santos, por volta das 7h, e que ele deve ser levado para Brasília.

O presidente Jair Bolsonaro, nesta quarta, quando questionado sobre a prisão de Milton Ribeiro, disse que ex-ministro é quem deve responder por eventuais irregularidades à frente do MEC.