Foto: Reprodução / Transalvador

Após ser abordado em blitz, homem destrói o próprio carro na Amaralina

Um homem após ter sido abordado por agentes de trânsito durante uma blitz no bairro de Amaralina, foi flagrado destruindo o próprio carro. Ele teve um ataque de fúria e gritava: “não vou deixar o meu bem para o estado”.

O caso ocorreu no sábado (18) e as imagens do ataque de fúria viralizaram nas redes sociais. Ele pulou sobre o teto, quebrou vidros, portas e para-choque. O veículo ficou totalmente danificado. Em seguida, ele fugiu do local, deixando o automóvel para trás.

Segundo a Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador), equipes realizavam a operação “Respeite a Vida”, no Largo das Baianas, quando avistaram um homem ao volante, em atitude suspeita.

A Transalvador informou que ele estacionou o veículo, ao notar o piquete montado pelo órgão. Depois, ele jogou a chave na areia da praia e saiu andando. Quando abordado pelos agentes, inicialmente, o homem negou que conduzia o veículo, mas quando os guardas encontram a chave na areia da praia, ele admitiu estar com o veículo.

O homem apresentou apenas a documentação do carro, e disse que não possui Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Dirigir sem licença é uma infração prevista pelo Código de Trânsito Brasileiro, cuja pena é detenção, de seis meses a um ano, ou pagamento de multa.

Ao ser notificado, ele alegou não ter condições de apresentar uma pessoa habilitada para retirar o veículo, evitando que ele fosse levado para o pátio do órgão, nem ter dinheiro para pagar pelo valor da infração.

O nome do homem não foi divulgado. O veículo segue no pátio do órgão, desde o domingo (19).