Foto: Carlos Reinis / Band

Engenheiro de produção conquista o 14º troféu do MasterChef Brasil

Nessa terça-feira (13), Lucas, de 30 anos, desbancou sete concorrentes e foi eleito o 14º campeão do MasterChef Brasil depois de vencer as duas provas da noite. Em entrevista ao Portal da Band, o engenheiro de produção revelou que até os 18 anos, quando foi morar sozinho em Joinville (SC) para cursar faculdade, não tinha ideia de como fritar um ovo. “Na época, minha mãe fez um livro de receitas à mão com o que eu precisava saber. Tinha mais dicas do que receitas. Ela deixou orientações como, por exemplo, não colocar uma colher molhada em uma panela cheia óleo porque explode. Eu não tinha noção e aquilo foi um passo a passo para eu não me matar”, brincou. 

Paulista de Limeira, ele começou a avançar na cozinha aos poucos. Muitas vezes, passava horas na internet estudando receitas e empratamento até que resolveu criar a página @cozinhaeconversa no Instagram, onde compartilha imagens de comer com os olhos.

Na primeira prova, Lucas preparou um arroz de hauçá, sugerido pela cantora Margareth Menezes. O prato impressionou a chef Paola Carosella, que disse que foi uma das melhores receitas que ela experimentou durante a sétima temporada do talent show. A vitória veio depois de apresentar um filet au poivre perfeito.

Após o resultado, o participante sonha em unir engenharia e culinária. “Pretendo investir o que ganhei em melhoria de processos e redução de desperdícios na cozinha. Quero abrir um negócio meu de consultoria. No MasterChef, aprendi que nunca é tarde para começar alguma coisa”, concluiu.

Além de conquistar o 14º troféu do talent show, o competidor levou para casa R$ 5 mil do PicPay e doou a mesma para a Ação Moradia, uma instituição que promove educação e cultura para famílias em situação de vulnerabilidade social em Uberlândia (MG). O cozinheiro amador ainda foi premiado com uma bolsa de estudos integral para graduação ou pós-graduação da Universidade Estácio, um dispositivo Echo e R$ 5 mil em compras no site amazon.com.br. A Brastemp também deu ao campeão um forno da linha Gourmand, digno de um chef, e a Tramontina ofereceu um jogo de panelas profissional e um Kit Chef de facas.

MasterChef Brasil é um formato da Endemol Shine Group. O programa é uma produção Endemol Shine Brasil para a Band e para o Discovery Home & Health. O talent show vai ao ar às terças-feiras, às 22h45, com transmissão simultânea no Portal da Band e no aplicativo da emissora. A atração também é exibida toda sexta-feira, às 20h30, no Discovery Home & Health.

Foto: Carlos Reinis / Band

Participante que serviu porco cru em 2016 leva o 13º troféu do MasterChef Brasil

Nessa quarta-feira (7), Adriana, de 50 anos, levou para casa o 13º troféu MasterChef 2020. A catarinense já havia participado do programa em 2016, mas foi eliminada depois de servir um porco cru aos jurados. Dessa vez, ela chegou cheia de determinação e deu a volta por cima ao vencer as duas provas da noite.

Em entrevista ao Portal da Band, a dona de casa revelou que sua participação no talent show foi um desafio pessoal e repleto de significados. “Nunca acreditei em mim mesma, cresci sem autoestima e, quando cheguei aqui pela primeira vez, minha falta de confiança era nítida. Nesta segunda chance, me preparei e tinha completa certeza de que venceria. Não é soberba, mas me senti merecedora. De agora em diante, vou lutar e buscar tudo aquilo que quero e acredito”, afirmou.

No primeiro desafio, a competidora preparou um cação com creme de espinafre que foi muito elogiado pelos chefs Erick JacquinPaola Carosella e Henrique Fogaça. Já na segunda prova, o nhoque com molho de três queijos e shitake conquistou definitivamente o paladar do trio.

Prestes a se tornar avó, ela pretende investir no ramo da gastronomia e garante que a idade, que já a assombrou um dia, hoje é só um detalhe. “Vivemos em um mundo muito competitivo, mas tenho, sim, condições de entrar no mercado de trabalho. Penso em um negócio que me permita levar o alimento do produtor ao consumidor com um bom preço e que, de alguma forma, transforme a relação das pessoas com a comida. É importante entender o que você está comendo e como isso afeta o seu corpo”.

Para a cozinheira amadora, a vitória foi a realização da primeira de uma lista de metas que traçou nos últimos meses. “Depois de me mudar de São Paulo, estou morando em Joinville (SC) e ainda não tenho casa. Durmo no sofá do meu irmão, mas costumo dizer que não preciso ficar confortável. É o meu desconforto que me faz correr atrás”, garantiu ela, que começou a se interessar pela culinária aos 5 anos de idade, grudada na barra da saia da tia diante do fogão. Mais de quatro décadas depois, Adriana revive seus sonhos e consegue enxergar um futuro promissor. “Eu tive medo, mas me joguei. Cozinhar, para mim, é me doar em um ato de amor”, concluiu.

Além de conquistar o 13º troféu do talent show, a catarinense levou para casa R$ 5 mil do PicPay e doou a mesma para a Valorizar Centro de Socialização, uma instituição que atende crianças e adolescentes e fomenta diversas atividades esportivas para o bairro da Vila Conceição, em São Luís do Maranhão. A participante ainda foi premiada com uma bolsa de estudos integral para graduação ou pós-graduação da Universidade Estácio, um dispositivo Echo e R$ 5 mil em compras no site amazon.com.br. A Brastemp também deu à campeã um forno da linha Gourmand, digno de um chef, e a Tramontina ofereceu um jogo de panelas profissional e um Kit Chef de facas.

MasterChef Brasil é um formato da Endemol Shine Group. O programa é uma produção Endemol Shine Brasil para a Band e para o Discovery Home & Health. O talent show vai ao ar às terças-feiras, às 22h45, com transmissão simultânea no Portal da Band e no aplicativo da emissora. A atração também é exibida toda sexta-feira, às 20h30, no Discovery Home & Health.

Foto: Divulgação / Band

Em disputa acirrada Fernanda conquista o 12º troféu do MasterChef 2020

Na noite dessa terça-feira (29), Fernanda levou para casa o 12º troféu MasterChef 2020. Em uma disputa acirrada, ela desbancou outros sete concorrentes e conquistou o paladar dos jurados com um frango indiano com especiarias e arroz basmati. Na primeira prova, a cozinheira fez o pavê de chocolate pedido pelo cantor Dilsinho na Caixa Misteriosa dos Famosos. Apesar de chamarem a atenção para alguns detalhes, todos os chefs elogiaram a sobremesa.

Em entrevista ao Portal da Band, a participante admitiu que passou a vida abrindo mão dos próprios planos pela vontade dos outros. “É a primeira vez nesses 37 anos que as minhas escolhas foram totalmente livres, inclusive quebrando até meu próprio preconceito. Porque para alguém que estudou Direito e tinha a ambição de se tornar juíza, ter que assumir que quer ser cozinheira era um preconceito, mas agora eu me orgulho muito”, disse.

Nascida em São Paulo, a competidora sempre sonhou em estudar Educação Física, mas acabou optando pelo Direto por vontade do pai. Aos 20 anos, se apaixonou pelo marido – 14 anos mais velho – e teve dois filhos, o que fez com que novamente deixasse de lado suas vontades para se dedicar ao papel de mãe e esposa. “O MasterChef é um aliado nessa história de alguém que começou tarde, mas agora consegue ser vista e mostrar a que veio. Estar aqui é um ato de empoderamento”, comemorou.

Em 2017, Fernanda se tornou atleta amadora de tênis federada pelo Corinthians e passou a dividir a paixão pelas quadras com a gastronomia. No ano seguinte, se inscreveu no MasterChef pela primeira vez e não desistiu até conquistar o título de campeã. “Sei que tenho que aprender muito, vou ter que lavar muito prato. Eu reconheço quão valioso é ganhar esse troféu, mas sei também o meu lugar nesse universo. Ainda estou engatinhando, mas a minha sede é de aprender. Vou usar todas as oportunidades que surgirem”, concluiu.

Além de conquistar o 11º troféu do talent show, a competidora levou para casa R$ 5 mil do PicPay e doou a mesma quantia para o Instituto Caça-Fome, uma organização voluntária de São Paulo que monta e distribui cestas básicas e máscaras para famílias em situação de vulnerabilidade. A cozinheira ainda foi premiada com uma bolsa de estudos integral para graduação ou pós-graduação da Universidade Estácio, um dispositivo Echo e R$ 5 mil em compras no site amazon.com.br. A Brastemp também deu à campeã um forno da linha Gourmand, digno de um chef, e a Tramontina ofereceu um jogo de panelas profissional e um Kit Chef de facas.

MasterChef Brasil é um formato da Endemol Shine Group. O programa é uma produção Endemol Shine Brasil para a Band e para o Discovery Home & Health. O talent show vai ao ar às terças-feiras, às 22h45, com transmissão simultânea no Portal da Band e no aplicativo da emissora. A atração também é exibida toda sexta-feira, às 20h30, no Discovery Home & Health.

Foto: Divulgação / Band

Nesta terça mais um desafio com as caixas misteriosas no MasterChef Brasil

Band exibe nesta terça-feira (29), a partir das 22h45, o novo episódio da 7º temporada do MasterChef, o maior talent show gastronômico do Brasil. A apresentação fica por conta de Ana Paula Padrão e os jurados são os chefes Erick Jacquin, Paola Carosella e Henrique Fogaça.

Neste episódio tem a volta da Caixa Misteriosa dos Famosos. Os famosos que estão no episódio farão os competidores quebrarem a cabeça. O eterno Didi, o artista Renato Aragão vem com uma receita muito regional de feijão verde com características bem nordestinas. A atriz Juliana Silveira, nossa eterna Floribella da novela da Band, trouxe um prato de família, carne assada, arroz e batatas coradas. Já a cantora Elza Soares gosta de um prato que remete suas origens, um belo bobó de camarão. Ficou a cargo do cantor Dilsinho que gosta de um doce que está presente na mesa de todas festas de família, o pavê de chocolate, repleto de camadas e decorado com chocolate. O tempo de prova vai ser muito apertado e a sorte vai definir com qual prato cada um dos competidores irão lutar para garantir um lugar na prova decisiva da noite.

A segunda prova já começa assustando os competidores, quando o chef Fogaça retira um frango inteiro debaixo do cloche. Os jurados explicam que o frango é a proteína mais consumida no Brasil e está presente tanto no dia a dia quanto em grandes clássicos da alta gastronomia. Os jurados exigem um prato MasterChef completo, com acompanhamentos e molho, onde o frango seja o grande protagonista. Mas não é qualquer parte. Fogaça dá uma aula e mostra toda técnica necessária para dividir o frango perfeito em algumas partes, como peito, coxa, sobrecoxa e asa. Fica a cargo de cada cozinheiro ter criatividade e saber tirar o coelho da cartola, ou no caso, o frango. O ganhador da prova anterior tem uma vantagem que pode mudar todo o rumo da competição.

O Instituto Caça-Fome, uma organização voluntária de São Paulo que monta e distribui cestas básicas e máscaras para famílias em situação de vulnerabilidade, vai receber 5.000 reais do MasterChef.

Foto: Divulgação / Band

Desafio do MasterChef de hoje é uma massa que exige técnica e experiência

Band exibe nesta terça (1º), a partir das 22h45, o oitavo episódio da 7º temporada do MasterChef, o maior talent show gastronômico do Brasil. A apresentação fica por conta de Ana Paula Padrão e os jurados são os chefes Erick Jacquin, Paola Carosella e Henrique Fogaça.

A nova temporada do maior talent show culinário do Brasil está de volta. Com um novo formato, o MasterChef Brasil vem sendo sucesso. A primeira edição consagrou Hailton como o primeiro vencedor de 2020, seguido por Anna Paula, Alessandra, Paulo Henrique, Thiago, Heitor e quem levou o troféu MasterChef para casa na semana passada foi Danielle.

Nesta semana mais oito novos talentos vão disputar o troféu e a chance de tornar-se um verdadeiro MasterChef.

O primeiro desafio que os cozinheiros dessa semana irão enfrentar é a massa à carbonara. Para seu preparo é necessário o uso de gema de ovo, pasta, queijo parmesão e pimenta do reino, pode parecer simples por ter poucos ingredientes, porém a receita exige muita técnica e bagagem de cada participante. Aquele que errar no ponto ou trouxer um molho na textura errada já vai embora direto para casa.

A segunda etapa da noite será marcada por uma prova que vai dar a volta ao mundo! Os participantes serão apresentados a seis caixas de ingredientes, cada uma representando uma gastronomia distinta, e terão o objetivo de trazer no paladar o verdadeiro sabor da culinária dessas culturas que estão representando. Porém, como no MasterChef é tudo mais complicado, o vencedor da prova anterior tem o direito de escolher qual caixa cada competidor receberá. O competidor que, mesmo se deparando com ingredientes que nunca trabalhou na vida, impressionar e conquistar o paladar do exigente trio de jurados leva o grande prêmio da noite.

Além de todos os prêmios da temporada, o grande vencedor ainda ajuda uma instituição de caridade. E a beneficiada desta edição é a Casa Vincular, uma organização voluntária de Recife que tem como missão atender moradores de rua e pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Conheça os novos concorrentes:

Formada em Direito, Karoline é capitã da PM. Para ela, seu trabalho na polícia é o mesmo que na cozinha: se doar para as outra pessoas. De família armênia, cresceu vendo as mulheres da casa cozinhando para família as delícias da culinária daquele país. Confiante e destemida, Karoline não vê a hora de trocar a farda pelo avental do MasterChef.

Amanda é designer de biojóias e sua culinária reflete o mesmo cuidado do seu trabalho com as artes. Sua maior ambição é viajar pelo Brasil estudando sobre a cultura afro-brasileira e toda sua manifestação culinária. Aposta na apresentação e nas cores dos seus pratos para vencer a disputa culinária mais difícil do mundo.

Soteropolitana, Teresa é figurinista há mais de 20 anos e aprendeu a cozinhar com sua avó, usando o fogão de lenha. Carregada de tradições e ancestralidade, ela traz uma cozinha rica em influências africanas e indígenas, fruto da sua criação entre Salvador e a Chapada Diamantina. Seus temperos regionais prometem apimentar a competição.

O Sidney é pastor, mora com a esposa e a filha e tem uma ONG para a formação e capacitação profissional de jovens carentes. Filho de uma família que sempre se reunia para comer, despertou para a gastronomia por influência da mãe. A partir daí desenvolveu seu estilo, que ele define como “cozinha brasileira bem temperada”.

Inteligente e inquieto, Gabriel estuda odontologia e vem de uma família de médicos e dentistas, mas garante que a Gastronomia é a sua verdadeira paixão. É bastante estudioso e vem se debruçando nos livros de cozinha clássica e contemporânea. Promete aplicar todo seu conhecimento para ser o melhor na cozinha do MasterChef.

O Keff é do Espírito Santo e estuda design de interiores. Apesar de gostar de cozinha regional, também conhece muito da culinária francesa e italiana. Estrategista e bastante competitivo, promete analisar os competidores e o jogo para vencer. O programa é o seu desafio pessoal e está disposto a testar todos os seus limites.

Formado em Publicidade, o cearense André já teve agência e hoje trabalha com importação de móveis. Sua paixão pela cozinha começou aos 8 anos vendo sua tia cozinhar, e quando ela ficou doente, assumiu a cozinha dos almoços de família e expandiu seus conhecimentos. Descreve seu estilo de cozinha como casual, afetiva, rica em sabores e com muita história para contar.

Simpática, a ilustradora Ana cresceu assistindo programas de culinária com o irmão e começou a cozinhar ainda criança com a avó. Não é de se abalar fácil e quando coloca algo na cabeça, não para até conseguir ser a melhor. Seu sonho é conseguir unir suas duas paixões: Arte e Gastronomia.  Promete trazer toda sua criatividade para se destacar nas bancadas do MasterChef.

Foto: Divulgação / Band

Cozinheiros encaram a Caixa Misteriosa dos famosos no próximo “MasterChef”

Nesta terça-feira (18), às 22h45, os oito novos participantes encaram a Caixa Misteriosa escolhida por famosos. Dessa vez, Pabllo Vittar desafia os cozinheiros a prepararem uma maniçoba, prato de origem indígena feito com a maniva, a folha da mandioca. O pedido promete deixar os competidores em pânico.

Já Péricles escolhe uma suculenta rabada com agrião e polenta. Por mais irresistível que seja, chegar ao ponto perfeito desse difícil corte do boi não será uma tarefa fácil. Direto de São Luiz do Maranhão, Alcione pede um arroz de cuxá com uma torta de caranguejo, receitas famosas de sua terra natal.

E, por último, Wesley Safadão sugere uma carne de sol com pirão de queijo e cebola caramelizada, um prato cheio de técnicas e muito famoso no norte do Brasil. Cada pedido dos cantores deverá ser replicado por dois participantes em uma disputa acirradíssima que vai eliminar alguns concorrentes logo de cara. 

Na segunda e decisiva prova da noite, quem sobreviver vai ter de encantar o exigente trio de jurados com um prato onde o grande protagonista seja o camarão. Qualquer erro de limpeza ou de ponto pode ser fatal. 

Erick JaquinPaola Carosella e Henrique Fogaça apresentam aos cozinheiros os diversos tipos desse alimento, com cores, tamanhos e sabores únicos: VG, Rosa, 7 Barbas, Cinza e Branco estão entre alguns deles. Transformar um camarão em um prato MasterChef promete deixar o ambiente bem tenso, ainda mais em uma prova tão rápida com apenas 45 minutos de duração. E, para botar mais fogo nessa cozinha, o vencedor do desafio anterior ainda terá a vantagem de tirar 5, 10 e 15 minutos de seus concorrentes. 

O autor do melhor prato conquistará o sexto troféu do MasterChef 2020, além de ganhar R$ 5 mil do PicPay e doar a mesma quantia para a instituição Mães de Maria, da comunidade de Paraisópolis, em São Paulo. A entidade tem como objetivo capacitar profissionalmente mulheres vítimas de violência através do trabalho gastronômico.

O vencedor do episódio ainda será premiado com uma bolsa de estudos integral para graduação ou pós-graduação da Universidade Estácio, um dispositivo Echo e R$ 5 mil em compras no site amazon.com.br. A Brastemp também dará ao campeão um forno da linha Gourmand, digno de um chef, e a Tramontina oferecerá um jogo de panelas profissional e um Kit Chef de facas.

Foto: Reprodução / Band

Hoje tem o segundo episódio da 7º temporada do MasterChef

A Band exibe nesta terça-feira (21), a partir das 22h45, o segundo episódio da 7º temporada do MasterChef, o maior talent show gastronômico do Brasil. A apresentação fica por conta de Ana Paula Padrão e os jurados são os chefes Erick Jacquin, Paola Carosella e Henrique Fogaça.

A nova temporada do maior talento show culinário do Brasil está de volta. Com um novo formato, o Masterchef Brasil foi um sucesso em seu programa de estreia na última terça-feira, 14, que consagrou Hailton como o primeiro vencedor de 2020.

Neste episódio, oito novos talentos vão disputar o troféu para se tornar um verdadeiro MasterChef.

No primeiro desafio do dia os participantes terão que mostrar muito talento, técnica e criatividade para continuar na competição. Eles deverão reproduzir um clássico francês, o tarte tatin, uma torta de frutas. O grande professor para os participantes é o mestre Jacquin, que dá uma aula de como preparar esta receita. O vencedor desta prova terá uma grande vantagem na etapa seguinte.

Quem sobreviveu a esse difícil clássico francês, enfrenta uma prova que aparentemente parece fácil, mas claramente não é. Cada participante deverá fazer um hambúrguer perfeito, digno do MasterChef para se tornar o grande campeão do dia. Eles deverão fazer o blend da carne, o molho, toda seleção e preparo dos ingredientes e ainda preparar e assar o pão. Além de tudo isso, o sanduiche ainda deve ser servido com algum acompanhamento. Quem vencer está prova será o segundo Masterchef Brasil 2020.

Além de todos prêmios da temporada, o grande vencedor ainda ajuda uma instituição de caridade. E a instituição desta edição é a Casa do Zezinho, que cuida do desenvolvimento de crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social. A casa do Zezinho hoje vai receber do programa o valor de 5 mil reais.

Conheça os oito novos participantes do episódio:

Fernanda faz parte de uma família bem gastronômica, já que sua mãe e seu avô são donos de restaurantes. Trabalha com marketing digital e dá dicas nas redes sociais para mulheres empreendedoras. Ambiciosa, essa jovem de 22 anos quer mostrar no programa suas influências orientais, além de surpreender os chefs com sua gastronomia inovadora.

Wesley, 27 anos, é formado em Jornalismo, trabalha como designer e também como DJ. Além disso, é organizador de uma famosa festa voltada para os o público negro e LGBT. Inquieto, esse baiano criado em Salvador, traz no sangue a comida regional nordestina. Super confiante nos seus dotes culinários, Wesley promete agitar a cozinha do MasterChef. 

Anna Paula é arquiteta e mora em São Bernardo do Campo, em São Paulo. Percebeu que estava pronta para o MasterChef pelos elogios dos amigos e vê no programa a grande chance de se reinventar aos seus quase 50 anos. Séria e reservada, diz que não entra em uma competição para fazer amigos e promete dar trabalho para os seus concorrentes.

Crescido na roça, Leonardo, 26 anos, ainda carrega suas raízes caipira com muito orgulho. Representante da comida rústica e caipira, ele promete surpreender os chefs com simplicidade e muito sabor. Hoje trabalha como segurança na cidade de Campos do Jordão, mas sonha mesmo em ter seu próprio restaurante na fazenda.

Descendente de negros e indígenas, Paloma, 33 anos, é professora de pole dance e sente que chegou a hora de investir na sua segunda paixão: a gastronomia. Adora desafios e diz estar pronta para enfrentar todos as provas na competição. Dona de uma cozinha afetiva, quer vencer o programa para homenagear a avó, sua grande inspiração na cozinha.

Rubens, 52 anos, deixou para trás o trabalho como gerente de contas para cair de cabeça na Gastronomia. Já está com a estratégia pronta para a competição e acredita que vence o MasterChef quem joga melhor. Neto de russo e filho de baiana, promete mostrar autenticidade em seus pratos e em suas atitudes. Para ele o programa é apenas o início de sua odisseia culinária.

Jordana, 36, foi bailarina por muitos anos e precisou aposentar as sapatilhas após um problema de saúde, mas foi a partir daí que se descobriu na gastronomia. Mineira, adora relembrar sua infância quando cozinhava no fogão a lenha as riquezas da gastronomia da roça. Está no MasterChef para mostrar suas raízes e as delícias da culinária caipira.

O carioca Eduardo, 28 anos, adora uma aventura na natureza e não perde a oportunidade de praticar esportes ao ar livre. Empresário, é dono de uma aceleradora de startups e sonha em poder conciliar seu trabalho atual com a gastronomia. Seu ponto forte é a culinária italiana e acredita que o MasterChef será mais um desafio a ser vencido. 

Foto: Reprodução / Band

Nova temporada do MasterChef Brasil estreia em 14 de julho

Está com saudades da cozinha mais famosa do país? Uma nova temporada do MasterChef Brasil está prestes a ir ao ar na tela da Band. O talent show culinário, que já revelou grandes talentos da gastronomia em 11 temporadas eletrizantes, volta à grade da emissora no dia 14 de julho.

Também estão de volta os jurados Henrique Fogaça, Paola Carosella e Erick Jacquin, juntamente com a apresentadora Ana Paula Padrão. A Band e a Endemol Shine Brasil fizeram adaptações do novo formato do programa para atender os protocolos de segurança devido a pandemia global.

As gravações seguem rigorosamente todas as orientações de segurança da OMS (Organização Mundial da Saúde), Ministério da Saúde e Governo do Estado de São Paulo, prezando sempre em primeiro lugar pela segurança e bem-estar de todos os envolvidos.

Desde o início da quarentena, a produção do MasterChef Brasil conta com uma comissão multidisciplinar formada por médicos do trabalho, médicos infectologistas e profissionais da área atuando na implementação e orientações das normas de saúde e prevenção que serão aplicadas em todos os estágios da produção.

Entre os protocolos que foram adotados estão a aferição de temperatura diária dos colaboradores, restrição de pessoas dentro do estúdio e switcher identificadas com crachás com cores diferentes para cada acesso, estação de higienização exigida para a entrada no estúdio, distância segura entre funcionários e elenco, uso obrigatório de máscaras e processos de higiene ostensivos no estúdio e locais de trabalho.

Além disso, todos os colaboradores do MasterChef Brasil receberam da Endemol Shine Brasil kits individuais com 20 (vinte) máscaras de algodão duplo, álcool em gel 70% e copos de silicone reutilizáveis, que seguem as diretrizes de segurança global da produtora, com apoio da Band.

Foto: Reprodução / Band

“Obra de arte gastronômica” é o desafio do MasterChef Profissionais de hoje na Band

A Band transmite na próxima terça-feira (2), a partir das 22h45, uma edição especial do programa MasterChef Profissionais, que irá fazer o aquecimento para a nova temporada.

Com apresentação de Ana Paula Padrão e avaliação do trio de sucesso, Eric Jacquin, Paola Carossela e Henrique Fogaça, o programa volta para a tela da Band, trazendo emoção e boa culinária.

Nesta semana, direto do MAC, Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, os chefs terão que fazer algo nunca antes visto: uma obra de arte com a comida, sem prato.

Os competidores formarão quatro duplas para criar as “obras gastronômicas”. Os autores das melhores criações vencem o desafio e os piores preparam-se para a prova eliminatória.

De volta para a cozinha mais vigiada do Brasil, a dupla vencedora e a que foi salva, vão para o mezanino. As duas duplas perdedoras terão que competir no desafio eliminatório que vai exigir muito sabor e criatividade com o ingrediente obrigatório.

Foto: Reprodução / Band

Saiba fazer as 4 receitas da live do MasterChef Brasil

Na noite desta quarta-feira (20), Henrique Fogaça, Erick Jacquin e até Ana Paula Padrão cozinharam na segunda live do MasterChef Brasil, a ‘Caixa Misteriosa, o Desafio dos Chefs’.

Desta vez, quem escolheu os ingredientes foi Paola Carosella, que montou uma ‘caixa do abraço’ com itens que fazem, ou fizeram, parte da vida da chef de forma carinhosa e afetuosa. O resultado foi visto, ao vivo, por mais de 23 mil fãs simultâneos no YouTube.

Ana Paula Padrão arrasou cozinhando ovos no purgatório (clique no nome do prato para ver a receita), enquanto Jacquin brilhou na cozinha do seu restaurante ao preparar velouté de frango e espinafre, um clássico da gastronomia francesa.

Fogaça, que na última live havia preparado três pratos, desta vez fez uma entrada de polenta cremosa com espinafre e espaguete com molho de espinafre como prato principal.

“Caixa Misteriosa, o Desafio dos Chefs” é uma live semanal que acontece no canal do YouTube do MasterChef Brasil toda quarta-feira, às 21h. A próxima live está marcada para o próximo dia 27 de maio e o chef Fogaça montará uma Caixa Misteriosa para desafiar os demais. A iniciativa é um projeto Vibra, empresa digital do Grupo Bandeirantes de Comunicação, com a Endemol Shine Brasil.

Foto: Reprodução / Band

Top 5: Pratos incríveis sem carne no MasterChef

Sabores equilibrados, apresentações elegantes e muito sabor em pratos sem proteína.

Na cozinha do MasterChef Brasil, muitos competidores já conquistaram o paladar dos jurados com receitas de dar água na boca; como por exemplo sopa de cogumelos, quibebe de mandioca e palmito, curry de ervilha com especiarias, sopa cremosa de lentilha, ragu de cogumelos.

Foto: Band / Masterchef Brasil

MasterChef Brasil: relembre os pratos desastrosos da competição

A nova temporada do MasterChef Brasil ainda não chegou nas telas da Band. Vamos relembrar e se divertir com o top 5 pratos mais desastrosos da competição que causaram verdadeiro terror no paladar dos jurados?

“Hambúrguer mineiro (nada) gourmet, coxinha sem recheio, petit gateau com sal”, disseram os jurados.

Veja o vídeo: