Imagem: Fotomontagem / Band Notícias Bahia

Covid-19: Bahia contabiliza o total de 340.665 casos confirmados e 7.407 mortes

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registradas 23 mortes, 1.450 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,4%) e 1.266 recuperados (+0,4%). Dos 340.665 casos confirmados desde o início da pandemia, 326.400 já são considerados sem sintomas e 6.858 encontram-se ativos. No estado, 28.162 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

Os casos confirmados ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (26,59%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (7.987,20), Almadina (6.551,98), Itabuna (6.406,44), Madre de Deus (6.343,34)), Apuarema (6.002,73).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 691.022 casos descartados e 80.027 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quinta-feira (22).

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 7.407, representando uma letalidade de 2,17%. Dentre os óbitos, 55,99% ocorreram no sexo masculino e 44,01% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 54,27% corresponderam a parda, seguidos por branca com 17,63%, preta com 15,12%, amarela com 0,77%, indígena com 0,11% e não há informação em 12,10% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 72,09%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (75,15%).

Foto: Leopoldo Silva / Agência Senado

Presidente da Anvisa diz que liberação de vacina de covid-19 será no “menor tempo possível”

O diretor-presidente interino da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antônio Barra Torres, afirmou nesta segunda-feira (19) que a vacina contra a covid-19 será liberada “no menor tempo possível”.

Segundo o presidente da agência, ninguém pediu registro de vacina nenhuma até o presente momento, embora haja quatro protocolos vacinais em desenvolvimento.

“Esta agência dará a resposta no melhor tempo, o menor possível, é claro. Porque nós temos, todos nós, familiares, parentes que já faleceram por causa dessa doença. Então, o nosso interesse é institucional e, é claro, também pessoal, como cidadãos”, ressaltou Barra Torres.

Os ensaios clínicos que já foram autorizados pela Anvisa são das vacinas da Universidade de Oxford/AstraZeneca (Reino Unido), da Johnson & Johnson (EUA/Bélgica), da Sinovac Biotech (China) e da Pfizer/BioNTech (EUA/Alemanha).

Desde dezembro do ano passado, Antonio Barra Torres está no comando da Anvisa, logo após o fim do mandato de William Dib. Em janeiro deste ano, Bolsonaro indicou Barra Torres para ser efetivado na presidência da agência.

Imagem: Fotomontagem / Band Notícias Bahia

Bahia registra 28 mortes e 654 casos de covid-19 em 24 horas

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registradas 28 mortes, 654 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,2%) e 829 curados (+0,3%). Dos 335.351 casos confirmados desde o início da pandemia, 321.266 já são considerados curados e 6.769 encontram-se ativos. No estado, 27.815 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19, de acordo com o boletim deste domingo (18) da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab).

Os casos confirmados ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (26,80%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia ((7.823,93), Almadina (6.551,98), Itabuna (6.344,06), Madre de Deus (6.314,89), Apuarema (5.893,59).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 680.406 casos descartados e 77.139 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas deste domingo (18).

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 7.316, representando uma letalidade de 2,18%. Dentre os óbitos, 55,90% ocorreram no sexo masculino e 44,10% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 54,17% corresponderam a parda, seguidos por branca com 17,59%, preta com 15,13%, amarela com 0,78%, indígena com 0,11% e não há informação em 12,22% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 72,16%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (75,18%).

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

Salvador tem “Dia D” da vacinação contra pólio, sarampo e multivacinação no sábado

A Campanha de vacinação contra pólio, sarampo e multivacinação acontece neste sábado (17), das 8h às 17h, em Salvador. Estarão disponíveis 151 pontos de imunização espalhados por toda a cidade entre 138 postos fixos e 13 volantes.

Segundo a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), no “DIA D”, terão também dois drive-thru, na Arena Fonte Nova e no Atakarejo de Fazenda Coutos, onde será possível ter acesso às doses sem a necessidade de descer dos veículos.

A estratégia contra paralisia infantil começou no último dia (5), e já imunizou pouco mais de 3,5 mil crianças entre um e menores de cinco anos de idade. O Dia D também será mais uma oportunidade para que os pais levem os filhos, crianças e adolescentes até 15 anos, para analisar a situação vacinal e completar os esquemas, caso necessário.

Entre as vacinas disponíveis estão a contra hepatite A, VIP, Meningocócica C e ACWY, rotavírus, HPV, Pneumo 10, febre amarela, varicela, pentavalente, tetraviral, dupla adulto, DTP e tríplice viral. Jovens e adultos de 20 a 49 anos também devem buscar os pontos de imunização para se protegerem contra o sarampo.

Imagem: Fotomontagem / Band Notícias Bahia

Covid-19: Bahia registra 29 mortes e 1.575 casos nas últimas 24h

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registradas 29 mortes, 1.575 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,5%) e 1.434 curados (+0,5%). Dos 331.362 casos confirmados desde o início da pandemia, 317.297 já são considerados curados e 6.822 encontram-se ativos. No estado, 27.489 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19, de acordo com o boletim desta quinta-feira (15) da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab).

Os casos confirmados ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (27,01%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (7.438,61), Almadina (6.551,98), Itabuna (6.307,01), Madre de Deus (6.239,04), Apuarema (5.716,23).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 671.204 casos descartados e 76.967 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quinta-feira (15).

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 7.243, representando uma letalidade de 2,19%. Dentre os óbitos, 55,93% ocorreram no sexo masculino e 44,07% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 54,16% corresponderam a parda, seguidos por branca com 17,47%, preta com 15,13%, amarela com 0,79%, indígena com 0,11% e não há informação em 12,39% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 72,12%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (75,27%).

Foto: Mateus Pereira / GOVBA

Hospital de Campanha da Arena Fonte Nova será desativado por causa de pouca demanda

Em função da ampla queda na demanda de pacientes, o Hospital de Campanha instalado pelo estado, na Arena Fonte Nova, será desativado até esta sexta-feira (16). Aberta em junho, para tratar exclusivamente de pacientes com sintomas graves da Covid-19, a unidade registrou mais de 480 altas.

A unidade contava, até o início da tarde desta quarta-feira (14), com apenas três pacientes internados. “Realmente, estamos na fase final de desmobilização. Desde o dia 30 de setembro, deixamos de receber pacientes regulados e passamos a cuidar apenas dos que já estavam internados, que pouco a pouco foram tendo alta. Permanecemos apenas com alguns leitos de UTI e de enfermaria que serão desativados até a próxima sexta”, explica a diretora da unidade, a médica infectologista Ledívia Espinheira.

Implantado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), o centro de tratamento chegou a contar com 240 leitos no momento de maior atividade registrada. Apenas a rede de gases será mantida, a fim de facilitar a montagem da estrutura, em uma eventual necessidade.

Foto: Fernando Vivas / GOVBA

Governo da Bahia vai abrir novo edital para gerir Hospital Espanhol

O governador Rui Costa anunciou nesta quarta-feira (14) que o estado vai abrir novo edital para selecionar outra empresa para administrar o Hospital Espanhol, em Salvador. O hospital está sendo gerido pelo Instituto Nacional de Amparo à Pesquisa, Tecnologia e Inovação na Gestão Pública (INTS), que tem contrato válido até este mês.

Após passar mais de cinco anos fechado, a unidade foi reaberta em abril deste ano, para funcionar como hospital de campanha, exclusivo para tratamento de pacientes com Covid-19.

O pedido do MPE e MPF para impedir a prorrogação do contrato de gestão do Hospital Espanhol, foi negado pelo juiz Federal da 10ª Vara da Seção Judiciária do Estado da Bahia, Dr. Iran Esmeraldo Leite. Segundo o magistrado, a prorrogação do contrato é admitida enquanto persistir os efeitos do Decreto Legislativo que reconheceu o estado de emergência decorrente da Covid-19.

Entretanto, o MPF e o MPE interpuseram agravo de instrumento contra a decisão proferida pelo juízo federal, questionando a regularidade da prorrogação do contrato celebrado entre o Estado da Bahia e o INTS para fins de gestão, operacionalização e execução das ações e serviços de saúde no Hospital Espanhol.

Já o Desembargador Federal Antônio Souza Prudente, ao apreciar o recurso interposto pelo MPE e MPF, explicou que, considerada ainda presente situação de emergência pública, não seria recomendada, em princípio, a concessão da tutela recursal na extensão pretendida, sob pena de solução de continuidade dos serviços contratados, com reflexos negativos no exercício do direito à vida e à saúde pública, atendimento à saúde, como garantias fundamentais asseguradas na Carta Magna.

Imagem: Fotomontagem / Band Notícias Bahia

Bahia contabiliza 29 mortes e 993 casos de covid-19 em 24h

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registradas 29 mortes, 993 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,3%) e 1.015 curados (+0,3%). Dos 325.957 casos confirmados desde o início da pandemia, 312.069 já são considerados curados e 6.760 encontram-se ativos. No estado, 27.063 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19, de acordo com o boletim deste domingo (11) da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab).

Os casos confirmados ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (27,19%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (7.170,85), Almadina (6.551,98), Itabuna (6.240,88, Madre de Deus (6.210,59), Apuarema (5.648,02).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 657.777 casos descartados e 78.750 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas deste domingo (11).

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 7.128, representando uma letalidade de 2,19%. Dentre os óbitos, 55,81% ocorreram no sexo masculino e 44,19% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 54,04% corresponderam a parda, seguidos por branca com 17,42%, preta com 15,11%, amarela com 0,80%, indígena com 0,11% e não há informação em 12,51% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade de 72,21%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (75,33%).

Imagem: Fotomontagem / Band Notícias Bahia

Covid-19: Bahia registra nas últimas 24 h, 28 mortes e 1.817 novos casos

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registradas 28 mortes, 1.817 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,6%) e 1.504 curados (+0,5%). Dos 321.798 casos confirmados desde o início da pandemia, 307.869 já são considerados curados e 6.880 encontram-se ativos. No estado, 26.775 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19, de acordo com o boletim desta quinta-feira (8) da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab).

Os casos confirmados ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (27,40%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (7.007,58), Almadina (6.551,98), Itabuna (6.195,39), Madre de Deus (6.186,89), São José da Vitória (5.568,32).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 646.048 casos descartados e 78.916 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quinta-feira (8).

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 7.049, representando uma letalidade de 2,19%. Dentre os óbitos, 55,84% ocorreram no sexo masculino e 44,16% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 53,92% corresponderam a parda, seguidos por branca com 17,39%, preta com 15,18%, amarela com 0,78%, indígena com 0,11% e não há informação em 12,61% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 72,14%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (75,36%).

Foto: Divulgação / Hemoba

Hemoba faz coleta itinerante nos bairros do Imbuí e Cabula a partir desta terça

A partir desta terça-feira (6) os atendimentos da Hemoba estarão estacionadas com o Hemóvel no Shopping Imbui Plaza e no Hiper GBarbosa do Cabula, e vão até o dia 9 de outubro, das 12h às 19h. Já no Cabula, durante os mesmos dias, o ônibus funcionará das 8h às 17h.

Em ambos os locais, as doações e cadastros de doadores de medula serão realizadas por ordem de chegada, respeitando o limite de dois doadores por ônibus e as barreiras sanitárias de distanciamento social, uso de máscara e higienização das áreas comuns.

O roteiro do Hemóvel foi retomado no início de setembro, mas por conta da pandemia, ainda se mantêm as restrições no número de pessoas por ônibus e a necessidade de sala anexa para realização da triagem.

Recomendações:

Para doar sangue, o voluntário deve estar em boas condições de saúde, sem sintomas virais, pesar mais de 50 quilos, estar bem alimentado e ter entre 16 e 69 anos incompletos. Menores de 18 anos precisam estar acompanhados de um responsável legal, e apresentar documento original com foto, emitido por órgão oficial e válido em todo o território nacional.

Imagem: Fotomontagem / Band Notícias Bahia

Covid-19: Bahia contabiliza 28 mortes e 565 casos em 24h

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registradas 28 mortes, 565 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,2%) e 994 curados (+0,3%). Dos 316.005 casos confirmados desde o início da pandemia, 302.916 já são considerados curados e 6.136 encontram-se ativos. No estado, 26.408 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19, de acordo com o boletim desta segunda-feira (5) da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab).

Os casos confirmados ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (27,65%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (6.792,06), Almadina (6.515,37), Madre de Deus (6.144,22), Itabuna (6.105,81), São José da Vitória (5.497,61).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 631.411 casos descartados e 75.947em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta segunda-feira (5).

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 6.953, representando uma letalidade de 2,20%. Dentre os óbitos, 55,75% ocorreram no sexo masculino e 44,25% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 53,76% corresponderam a parda, seguidos por branca com 17,32%, preta com 15,27%, amarela com 0,79%, indígena com 0,12% e não há informação em 12,74% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 72,07%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (75,57%).

Foto: Divulgação / Sesab

Secretaria da Saúde oferta dez mil mamografias com horário marcado para evitar aglomeração

Com o objetivo de alertar a população para a detecção precoce da doença, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), oferecerá durante o mês de outubro, cerca de 10 mil mamografias em unidades móveis que ficarão estacionadas em diversos pontos da capital baiana. Além disso, no interior do estado, ações serão desenvolvidas em 16 Policlínicas Regionais de Saúde.

A iniciativa faz parte da programação da Sesab para o Outubro Rosa, movimento internacional que estimula empresas, população e entidades a trabalhar na detecção precoce e tratamento do câncer de mama. Estimativas do Instituto Nacional do Câncer (Inca) apontam que, em 2020, serão 3.460 novos casos de câncer de mama na Bahia. Destes, 1.180 em Salvador.

Nas unidades móveis que estarão na capital, as mamografias serão feitas exclusivamente com horário agendado previamente, para evitar aglomeração. As mulheres de 40 a 69 anos poderão marcar os exames pelo Sesab Atende, que funciona de 8h às 18h, pelo telefone 0800-071-4000As pacientes que não fizerem o agendamento prévio, não serão atendidas. A partir da próxima semana também será possível fazer o agendamento pela internet.

Os atendimentos começarão na próxima segunda-feira (5) e prosseguirão até o dia 31 de outubro. Para o local do atendimento, com o agendamento feito, a mulher deve levar cópias de RG, CPF, Cartão do SUS e comprovante de residência. Além da mamografia, será garantido todo o tratamento em caso de suspeita e confirmação do câncer de mama. Serão feitos exames complementares e, caso seja necessário, a mulher será encaminhada para a rede de atenção.

De acordo com o secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, desde 2011 a Sesab intensifica as ações referentes ao rastreamento do câncer de mama no mês de outubro. “São milhares de exames de mamografia neste período, cujo público são mulheres de 40 a 69 anos, faixa etária preconizada pela Sociedade Brasileira de Mastologia como a mais propícia ao aparecimento da doença”, pontua o secretário.

Ações nas Policlínicas

Referência nacional no atendimento à saúde da mulher, o Hospital da Mulher, em parceria com Policlínicas Regionais de Saúde, realizará punções de mama guiadas por ultrassonografia para diagnóstico do câncer de mama. Os procedimentos serão realizados pelas equipes multiprofissionais do hospital, em cada uma das 16 Policlínicas. A Policlínica de Santo Antônio de Jesus será a primeira a participar da ação, nos dias 2 e 3 de outubro. Ao todo, cerca de mil mulheres serão beneficiadas durante toda a Campanha.

Desde a inauguração da unidade, em 2017, o Hospital da Mulher realizou mais de 880 mil exames e procedimentos como punções, mamografias e estereotaxia, além de mais de 30 mil cirurgias.

Cada Policlínica classificou as pacientes com perfil necessário à participação na ação. Em seguida, foram agendadas e disponibilizadas às pacientes as datas dos procedimentos com especialista do Hospital da Mulher.

A realização dos procedimentos seguirá durante os meses de outubro e novembro. Após a realização, identificada a necessidade de tratamento, a paciente será encaminhada para Hospital da Mulher.

O câncer de mama

O Inca explica que o câncer de mama é uma doença causada pela multiplicação desordenada de células da mama. Esse processo gera células anormais que se multiplicam, formando um tumor. Há vários tipos de câncer de mama. Por isso, a doença pode evoluir de diferentes formas. Alguns tipos têm desenvolvimento rápido, enquanto outros crescem mais lentamente. Esses comportamentos distintos se devem a características próprias de cada tumor.

Múltiplos fatores estão envolvidos na etiologia do câncer de mama, assim explicam os especialistas do Inca, entre eles estão: idade da primeira menstruação (menor do que 12 anos); menopausa após os 55 anos; mulheres que nunca engravidaram ou nunca tiveram filhos (nuliparidade); primeira gravidez após os 30 anos; uso de alguns anticoncepcionais e terapia de reposição hormonal (TRH) na menopausa, especialmente se por tempo prolongado; exposição à radiação ionizante; consumo de bebidas alcoólicas; dietas hipercalóricas; sedentarismo e predisposição genética.

Hoje os médicos recomendam a identificação da doença em estágios iniciais por intermédio das estratégias de detecção precoce, pautadas nas ações de rastreamento e diagnóstico precoce. A mamografia bienal para as mulheres na faixa etária estabelecida é a estratégia de rastreio indicada, enquanto o diagnóstico precoce é formado pelo tripé: população alerta para os sinais e sintomas suspeitos; profissionais de saúde capacitados para avaliar os casos suspeitos; e sistemas e serviços de saúde preparados para garantir a confirmação diagnóstica oportuna e com qualidade.

O tratamento do câncer de mama depende da fase em que a doença se encontra e do tipo do tumor. Pode incluir cirurgia, radioterapia, quimioterapia, hormonioterapia e terapia biológica (terapia alvo).

Quando a doença é diagnosticada no início, o tratamento tem maior potencial curativo. No caso de a doença já possuir metástases (quando o câncer se espalhou para outros órgãos), o tratamento busca prolongar a sobrevida e melhorar a qualidade de vida.

Programação das unidades móveis

De 05 a 24/10, a Unidade Móvel da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia estará no Estacionamento Externo do Salvador Norte Shopping e atenderá gratuitamente mulheres de 40 a 69 anos para realização de exames de mamografia. O atendimento será das 8h às 18h, exclusivamente mediante agendamento prévio feito pelo Sesab, para que não haja aglomerações. A meta é atender 120 mulheres, por dia.

Outras unidades estarão das 7h às 17h nos seguintes pontos:

  • Uneb (Rua Silveira Martins, 2555 – Cabula). Período: 05/10 a 31/10
  • Vila Militar dos Dendezeiros (Av. Dendezeiros, s/n – Bonfim). Período: 05/10 a 31/10
  • Mansão do Caminho (Rua Jayme Vieira Lima, 104 – Pau da Lima). Período: 06/10 a 31/10
  • Lar Harmonia (Rua Dep Paulo Jackson, 560 – Piatã). Período: 29/10 a 31/10
Foto: Official White House / Tia Dufour

Boletim médico diz que Trump tem melhora substancial, mas ainda não está fora de perigo

A equipe que cuida do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, divulgou na noite deste sábado (3) um novo boletim sobre a sua saúde. Trump foi internado em um hospital militar desde sexta-feira (2) após ser infectado pela Covid-19.

Segundo nota escrita pelo líder da equipe de médicos da Casa Branca, Sean Conley, Trump teve “uma melhora substancial, embora ainda não esteja fora de perigo”.

No comunicado ainda diz que o presidente tomou uma nova dose do antiviral remdesivir e continua sem febre e sem oxigênio suplementar, com um nível de saturação entre 96% e 98% o dia todo.

De acordo ainda com a nota, o presidente passou a parte da tarde trabalhando, levantou e se movimentou pela suíte sem dificuldade, mas o médico alerta que a equipe continua “cautelosamente otimista”.

Imagem: Fotomontagem / Band Notícias Bahia

Covid-19: nas últimas 24h, a Bahia registra 46 mortes e 1.307 novos casos

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registradas 46 mortes, 1.307 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,4%) e 1.444 curados (+0,5%). Dos 314.711 casos confirmados desde o início da pandemia, 301.080 já são considerados curados e 6.741 encontram-se ativos. No estado, 26.331 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19, de acordo com o boletim deste sábado (3) da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab).

Os casos confirmados ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (27,75%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (6.733,28), Almadina (6.497,07), Madre de Deus (6.120,51), Itabuna (6.082,83), São José da Vitória (5.338,52).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 627.589 casos descartados e 78.729 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas deste sábado (3).

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 6.890, representando uma letalidade de 2,19%. Dentre os óbitos, 55,72% ocorreram no sexo masculino e 44,28% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 53,74% corresponderam a parda, seguidos por branca com 17,26%, preta com 15,27%, amarela com 0,80%, indígena com 0,12% e não há informação em 12,82% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 72,03%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (75,70%).

Foto: Official White House / Tia Dufour

Donald Trump é internado em hospital após diagnóstico de covid-19

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, após receber diagnóstico de Covid-19, foi levado a um hospital nesta sexta-feira (2). Segundo a Casa Branca, a decisão pela entrada na unidade de saúde foi tomada como medida de precaução.

Em um comunicado, a porta-voz também disse que Trump trabalhou ao longo do dia, tem sintomas leves e “permanece animado”. Em uma nota divulgada anteriormente pela Casa Branca dizia que o presidente sentia fadiga e que ele recebeu uma dose de oito gramas de um coquetel antiviral ainda em fase de testes nos EUA.

Trump disse em um vídeo publicado nas redes sociais, que “acha que está muito bem”. “Mas vamos ter certeza de que as coisas vão dar certo”, afirmou o presidente sobre a ida ao hospital.

A primeira-dama Melania Trump, também foi diagnosticada com o novo coronavírus, e segundo Trump, ela passa bem. Segundo o governo americano ela teve tosse e dor de cabeça, mas não deu entrada no hospital.

Imagem: Fotomontagem / Band Notícias Bahia

Covid-19: Bahia registra 47 mortes e 2.274 novos casos em 24h

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registradas 47 mortes, 2.274 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,7%) e 1.317 curados (+0,4%). Dos 310.526 casos confirmados desde o início da pandemia, 296.207 já são considerados curados e 6.744 encontram-se ativos. No estado, 26.105 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19, de acordo com o boletim desta quarta-feira (30) da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab).

06:

Os casos confirmados ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (28,01%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (6.622,26), Almadina (6.387,26), Madre de Deus (6.049,40), Itabuna (6.025,62), São José da Vitória (5.151,75).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 616.533 casos descartados e 73.826 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quarta-feira (30).

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 6.744, representando uma letalidade de 2,17%. Dentre os óbitos, 55,87% ocorreram no sexo masculino e 44,13% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 53,65% corresponderam a parda, seguidos por branca com 17,05%, preta com 15,30%, amarela com 0,82%, indígena com 0,12% e não há informação em 13,06% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 72,08%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (75,62%).

Foto: Bruno Concha / Secom

Vacinação contra sarampo vai até 31 de outubro nos postos de saúde de Salvador

A vacinação contra sarampo em Salvador vai até o dia 31 de outubro para adultos de 20 a 49 anos. A campanha deste ano visa imunizar este público, já que foi alvo da maior taxa de contágio da doença viral em 2019.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), apesar de avançar em várias capitais do Brasil, não há casos recentes registrados de sarampo na cidade, graças ao trabalho preventivo realizado.

Desde o dia 13 de julho até hoje, 157 mil pessoas foram vacinadas. As doses estão disponíveis das 8h às 17h, em todas as 143 salas de imunização nas unidades básicas da rede municipal. 

Segundo a coordenadora de Iimunização da SMS, Doiane Lemos, quem já recebeu a vacina na infância deve ir aos postos para uma dose de reforço e corrigir possíveis falhas. “Essa dose corrige possíveis falhas vacinais, já que existem indivíduos que são vacinados mas não têm a proteção esperada. Numa campanha como essa, temos a oportunidade de corrigir estas situações”, explicou.

O sarampo é uma doença infectocontagiosa provocada por um Morbilivirus e transmitida por secreções das vias respiratórias, como gotículas eliminadas pelo espirro ou pela tosse. O período de incubação, ou seja, o tempo entre o contágio e o aparecimento dos sintomas, é de cerca de 12 dias, mas a transmissão pode ocorrer antes do aparecimento dos sintomas e estender-se até o quarto dia depois que surgiram placas avermelhadas na pele.  

Os sintomas iniciais apresentados pelos doentes são: febre acompanhada de tosse persistente, irritação ocular, coriza e congestão nasal e mal-estar intenso. Após estes sintomas, há o aparecimento de manchas avermelhadas no rosto, que progridem em direção aos pés, com duração mínima de três dias. É comum ocorrer lesões dolorosas na boca.

A doença pode ser potencialmente grave, com acometimento do sistema nervoso central, complicando o quadro com infecções secundárias, a exemplo de pneumonia, resultado até em morte. Em gestantes, pode provocar aborto ou parto prematuro.

Imagem: Fotomontagem / Band Notícias Bahia

Covid-19: Bahia registra 49 mortes e 593 casos em 24h

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registradas 49 mortes, 593 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,2%) e 789 curados (+0,3%). Dos 306.629 casos confirmados desde o início da pandemia, 293.225 já são considerados curados e 6.756 encontram-se ativos. No estado, 25.861 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19, de acordo com o boletim desta segunda-feira (28) da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab).

Os casos confirmados ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (28,17%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (6.537,36), Almadina (6.350,66), Madre de Deus (5.973,55), Itabuna (5.971,68), Dário Meira (5.144,72).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 607.761 casos descartados e 72.647 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta segunda-feira (28).

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 6.648, representando uma letalidade de 2,17%. Dentre os óbitos, 55,97% ocorreram no sexo masculino e 44,03% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 53,55% corresponderam a parda, seguidos por branca com 17,04%, preta com 15,25%, amarela com 0,83%, indígena com 0,12% e não há informação em 13,21% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 72,16%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (75,53%).

Imagem: Fotomontagem / Band Notícias Bahia

Bahia registra 47 mortes e 850 casos de covid-19 em 24h

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registradas 47 mortes, 850 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,3%) e 1.074 curados (+0,4%). Dos 306.036 casos confirmados desde o início da pandemia, 292.436 já são considerados curados e 7.001 encontram-se ativos. No estado, 25.810 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19, de acordo com o boletim deste domingo (27) da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab).

Os casos confirmados ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (28,20%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (6.537,36), Almadina (6.350,66), Madre de Deus (5.973,55), Itabuna (5.946,36), Dário Meira (5.144,72).

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 6.599, representando uma letalidade de 2,16%. Dentre os óbitos, 55,84% ocorreram no sexo masculino e 44,16% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 53,55% corresponderam a parda, seguidos por branca com 17,05%, preta com 15,18%, amarela com 0,80%, indígena com 0,12% e não há informação em 13,29% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 72,19%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (75,65%).

Foto: Divulgação / PMS

Prefeitura de Salvador abre vagas para pediatras, ginecologistas e médicos clínicos

A prefeitura de Salvador publicou nesta sexta-feira (25) a abertura de vagas para pediatras, ginecologistas e médicos clínicos com contratação imediata e atuação na rede básica do município. A remuneração pode chegar a R$ 15 mil.

O edital com todas as informações estão no site da Secretaria Municipal de Saúde. O objetivo é a recomposição do quadro de servidores nos postos de saúde de Salvador.

A gestão municipal informa que os profissionais das áreas de saúde precisam ter registro de Pessoa Jurídica. Pediatras e ginecologistas e clínicos serão contratados em regime de 20 horas.

Imagem: Fotomontagem / Band Notícias Bahia

Bahia registra 49 mortes e 2.128 casos de covid-19 em 24h (taxa de crescimento de +0,7%)

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registradas 49 mortes, 2.128 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,7%) e 1.977 curados (+0,7%). Dos 305.186 casos confirmados desde o início da pandemia, 291.362 já são considerados curados e 7.272 encontram-se ativos. No estado, 25.746 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19, de acordo com o boletim deste sábado (26) da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab).

Os casos confirmados ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (28,32%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (6.517,76), Almadina (6.350,66), Madre de Deus (5.940,36), Itabuna (5.917,75), São José da Vitória (5.108,71).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 604.757 casos descartados e 74.451 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas deste sábado (26).

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 6.552, representando uma letalidade de 2,15%. Dentre os óbitos, 55,77% ocorreram no sexo masculino e 44,23% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 53,45% corresponderam a parda, seguidos por branca com 17,03%, preta com 15,23%, amarela com 0,81%, indígena com 0,11% e não há informação em 13,37% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 72,59%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (75,72%).

Imagem: Fotomontagem / Band Notícias Bahia

Covid-19: Bahia registra 47 mortes e 1.833 novos casos em 24h

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registradas 47 mortes, 1.833 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de (+0,6%) e 1.857 curados (+0,7%). Dos 301.248 casos confirmados desde o início da pandemia, 287.486 já são considerados curados e 7.307 encontram-se ativos. No estado, 25.507 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19, de acordo com o boletim desta quinta-feira (24) da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab).

Os casos confirmados ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (28,38%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (6.432,86), Almadina (6.314,06), Madre de Deus (5.892,95), Itabuna (5.860,06), Dário Meira (5.088,70).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 596.056 casos descartados e 74.522 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quinta-feira (24).

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 6.455, representando uma letalidade de 2,14%. Dentre os óbitos, 55,85% ocorreram no sexo masculino e 44,15% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 53,46% corresponderam a parda, seguidos por branca com 16,93%, preta com 15,21%, amarela com 0,82%, indígena com 0,11% e não há informação em 13,46% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 73,35%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (75,76%).

Imagem: Fotomontagem / Band Notícias Bahia

Bahia registra 46 mortes e 1.809 novos casos de covid-19 em 24h

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registradas 46 mortes, 1.809 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,6%) e 1.507 curados (+0,5%). Dos 297.805 casos confirmados desde o início da pandemia, 282.229 já são considerados curados e 7.710 encontram-se ativos. No estado, 24.918 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19, de acordo com o boletim desta terça-feira (22) da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab).

Os casos confirmados ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (28,46%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (6.387,15), Almadina (6.204,25, Itabuna (5.808,47), Madre de Deus (5.798,13), Dário Meira (5.060,69).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 587.382 casos descartados e 71.690 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta terçafeira (22).

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 6.359, representando uma letalidade de 2,14%. Dentre os óbitos, 55,97% ocorreram no sexo masculino e 44,03% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 53,26% corresponderam a parda, seguidos por branca com 16,91%, preta com 15,30%, amarela com 0,83%, indígena com 0,09% e não há informação em 13,60% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 73,91%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (75,70%).

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

INSS retoma as perícias médicas em 4 agências de Salvador e no interior

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) voltou a realizar as perícias médicas em quatro agências em Salvador, nesta terça-feira (22). O órgão estará realizando o serviço também em outras quatro unidades, nas cidades de Teixeira de Freitas, Ipiaú, Itamaraju e Ilhéus. Na cidade de Barreiras, as perícias já tinham voltado na segunda (21).

Na capital baiana, não foi autorizada a funcionar apenas a agência do Comércio, por ser considerada inapta ao atendimento, por causa da pandemia da covid-19. Na segunda, todas as unidades passaram por vistoria. No interior do estado, Dias D’Ávila também não pôde retomar serviço.

Veja as agências do INSS com perícia retomada na Bahia:

Em Salvador:  

Bonfim – sim

Itapuã – sim com restrição

Mercês – sim com restrição

Odilon Dórea (Brotas) – sim com restrição

Interior:

Barreiras – sim

Ilhéus – sim

Ipiaú – sim

Itamaraju – sim

Teixeira de Freitas – sim

Imagem: Fotomontagem / Band Notícias Bahia

Em 24h, foram registradas 44 mortes e 1.093 novos casos de covid-19 na Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registradas 44 mortes, 1.093 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,4%) e 1.094 curados (+0,4%). Dos 295.303 casos confirmados desde o início da pandemia, 281.445 já são considerados curados e 7.593 encontram-se ativos. No estado, 25.147 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19, de acordo com o boletim deste domingo (20) da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab).

Os casos confirmados ocorreram em 416 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (28,53%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (6.367,55), Almadina (6.131,04), Madre de Deus (5.793,39), Itabuna (5.767,67), Dário Meira (5.051,35).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 581.840 casos descartados e 69.596 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas deste domingo (20).

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 6.265, representando uma letalidade de 2,12%. Dentre os óbitos, 55,90% ocorreram no sexo masculino e 44,10% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 53,18% corresponderam a parda, seguidos por branca com 16,76%, preta com 15,34%, amarela com 0,85%, indígena com 0,10% e não há informação em 13,77% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 74,16%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (75,94%).