Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

Petrobras tem mais um aumento de preço da gasolina e do diesel

Passa a valer, a partir de sexta-feira (19), mais um aumento de preços médios de venda às distribuidores da gasolina e do diesel, segundo comunicado da Petrobras nesta quinta-feira (18). Com os novos reajustes, o litro da gasolina nas refinarias acumula alta de 34,78% desde o início do ano. Já o diesel subiu 27,72% no mesmo período.

Esta é a quarta alta do ano nos preços da gasolina, que passará a ser de R$ 2,48 por litro nas refinarias, refletindo aumento médio de R$ 0,23 por litro. Já o diesel, passará a ser de R$ 2,58 por litro, com aumento médio de R$ 0,34 por litro, e sendo o seu terceiro valor de aumento do ano.

O litro da gasolina custava em média, em dezembro, R$ 1,84. Já o do diesel estava a R$ 2,02.

Segundo pesquisa semanal da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), nos postos, a gasolina está 5,8% mais cara desde a primeira semana do ano, vendida a R$ 4,833 na média. Já o diesel era vendido a um preço médio de R$ 3,875 o litro nas bombas.

Imagem: Reprodução / Sedur

Governo abre mais de 2 mil vagas de emprego para obras do VLT

Os interessados em uma das 2.249 vagas de emprego nas obras do VLT, no subúrbio de Salvador, devem fazer o cadastro pela internet no site da Secretaria de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) até 28 deste mês.

São 48 funções no setor da construção civil, que vão de pedreiro, carpinteiro, eletricista, montador de andaime, operador de empilhadeira, servente de obra, operador de guindaste dentre outras. O processo seletivo deve transcorrer entre março e abril e as contratações em maio.

O secretário de Desenvolvimento Urbano (Sedur), Nelson Pelegrino destaca o efeito em cadeia de uma obra grande. “O desenvolvimento de uma cidade gera oportunidades de emprego. É um novo horizonte para a população de Salvador, que tem pressa de chegar, que trabalha duro e em breve terá mais uma opção de transporte ágil, moderno e seguro”.

O Veículo Leve de Transporte (VLT) terá capacidade de transportar 172 mil pessoas de Ilha de São João, em Simões Filho, passando por todo o Subúrbio, até o Comércio, integrando a estação do metrô Acesso Norte.  A implantação do VLT é uma obra do Governo do Estado gerenciada pela Sedur por meio de parceria público privada com a empresa Metrogreen Skyrail. “É um investimento de R$ 2,5 bilhões e que vai beneficiar 600 mil moradores da região”, declarou Pelegrino.

Movido à propulsão elétrica, sem emissão de agentes poluentes que prejudicam o meio ambiente, o VLT do Subúrbio, fará da Calçada à Paripe em 25 minutos. Para ter uma noção da redução do tempo de viagem, o trem faz a mesma viagem de 40 a 50 minutos.

A Fase 1 compreende 19,2 km, com 21 estações e vai ligar o bairro do Comércio, na Cidade Baixa da capital, até a Ilha de São João, em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador. Na fase 2, que liga a região de São Joaquim até o Acesso Norte (integração com o metrô) estão previstas mais 5 estações.

Foto: SDE

Governo assina memorando de entendimentos para atrair investimentos da Korea

O Governo do Estado assinou memorando de entendimentos com a Câmara do Comércio e Indústria Brasil-Korea (CCIBK Brasil) nesta quarta-feira (10), com objetivo de promover esforços para solucionar a questão da Ford, e atrair outros investimentos.  

Além do segmento automotivo, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), pretende buscar investimentos no setor químico e petroquímico, farmacêutico, de tecnologia da informação e comunicação, agro industrialização, infraestrutura, saneamento, energias renováveis, educação, cultura, esportes e turismo.

“Acabamos de assinar um memorando de entendimentos com a Coreia do Sul, um dos países mais desenvolvidos do mundo, que tem uma educação de primeira. Queremos que a Coreia venha investir na Bahia. Nós temos na área de turismo coisas fenomenais. Estamos passando por essa situação com a saída da Ford e precisamos de empresas grandes, como as coreanas para se instalarem aqui”, declara o vice-governador João Leão, secretário da pasta.

De acordo com o diretor geral da CCIBK Brasil, Pablo Palhano, a câmara tem um papel significativo na aproximação das empesas brasileiras com as coreanas.

“Quando as empresas coreanas pensam em investir no Brasil, elas fazem uma consulta às Câmaras de Comércio. Checam os potenciais que cada estado, cada município dispõe para esses investimentos. Nós acreditamos que o estado da Bahia é muito promissor para as empresas coreanas, para desenvolver trabalhos de ciência, tecnologia e inovação, e com certeza, aliar todo o desenvolvimento econômico com educação”.

Segundo a SDE, o memorando de entendimentos tem como objetivo o compartilhamento de informações técnicas, econômicas e jurídicas entre as partes, com apoio institucional, de mercado, engenharia, tributação e licenças e ou autorizações necessárias à realização de estudos e atração de investidores coreanos visando a futura implantação de projetos na Bahia.

Foto: Manu Dias / GOVBA

Sem carnaval, deixará de circular cerca de R$ 1,7 bilhão em gastos de foliões na capital baiana

Dados divulgados nesta segunda-feira (8), pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), apontam que a estimativa é que cerca de R$1,7 bilhão, advindos dos gastos dos foliões, deixarão de circular pela capital baiana, devido à suspensão do carnaval de Salvador neste mês de fevereiro, por causa da pandemia de Covid-19.

Sem expectativa de carnaval em 2021, o segmento já demonstra prejuízos e perda de postos de trabalho. Segundo a SEI, no período do carnaval, em torno de 60 mil trabalhadores ficarão sem opção de trabalho, o que deve gerar uma perda de R$ 90 milhões de rendimentos. Já a suspensão de investimento público, será de R$ 133 milhões.

Por causa da pandemia do coronavírus, como forma de evitar aglomeração e disseminação da doença, o ex-prefeito de Salvador, ACM Neto, suspendeu o evento ainda em 2020. O atual gestor municipal, Bruno Reis, manteve a suspensão, no entanto, ainda não definiu se haverá adiamento da folia.

Ainda de acordo com a SEI, com a suspensão do carnaval, 1,2 milhão de pessoas vão deixar de circular pelos circuitos da festa momesca, na capital baiana, e acarretará na queda de 18,2% na taxa de ocupação dos hotéis em Salvador, neste mês de fevereiro.

Foto: Divulgação / Petrobras

Refinaria Landulpho Alves está sendo vendida por US$ 1,65 bilhão nesta segunda

A Refinaria Landulpho Alves (Rlam), na cidade de São Francisco do Conde, região metropolitana de Salvador, está sendo vendida por US$ 1,65 bilhão pela Petrobras nesta segunda-feira (8). Criada em setembro de 1950, ela é a primeira refinaria nacional de petróleo.

Segundo a Petrobras, uma empresa de investimentos, a Mubadala Capital, venceu a disputa por US$ 1,65 bilhão. A assinatura do contrato de compra e venda está sob aprovação dos órgãos competentes.

A Rlam possibilitou o desenvolvimento do primeiro complexo petroquímico do país, o de Camaçari, e teve origem impulsionada pela descoberta do petróleo no estado baiano.

Hoje, o complexo possui 26 unidades de processamento, e 201 tanques de armazenamento, e refina mais de 30 tipos de produtos, entre eles, gasolina, diesel, lubrificantes, querosene de aviação, entre outros.

Em nota, a Petrobras informou ainda que também recebeu propostas para a venda da refinaria Presidente Getúlio Vargas (REPAR), no Paraná, mas decidiu pelo encerramento do processo. Segundo a estatal, as propostas apresentadas ficaram aquém da avaliação econômico-financeira da estatal.

Foto: SDE

Grupos de investidores têm interesse no Polo Agroindustrial no Médio São Francisco

Um projeto que busca tornar o Médio São Francisco baiano uma nova fronteira agrícola do estado, teve a presença de três grupos investidores nesta sexta-feira (5), para conhecer o avanço do Polo Agroindustrial e Bioenergético. A comitiva de negócios foi composta por executivos do Grupo Campo, Vision Brazil Investiments e Marfrig, e conduzida pelo vice-governador João Leão, secretário de Desenvolvimento Econômico.

“Os investidores se encantaram com o que viram. Essa região é promissora. O Governo fez o planejamento de ação, está viabilizando a infraestrutura necessária para o desenvolvimento das agroindústrias, como a ponte Barra-Xique-Xique, atraindo novos investimentos e incentivando os empresários que já estão se instalando. Já temos uma usina de cana de açúcar em implantação, outros seis projetos de grãos e pecuária, assinamos protocolo com outra usina sucroalcooleira e temos certeza que essa região vai crescer”, disse João Leão.

No roteiro da comitiva, o primeiro local foi na Fazenda Serpasa, do Grupo Paranhos, em Muquém do São Francisco, que já gera 900 empregos diretos e 3 mil indiretos e estima iniciar a moagem de cana até o final do primeiro semestre. Depois, seguiu para Barra, onde visitou a Euroeste, empreendimento agropecuário de 4,8 mil hectares, a implantação da Fazenda Escola Modelo e as obras da ponte sobre o Rio São Francisco.

Foto: Arquivo / Agência Brasil

Dólar tem forte queda após eleições no Congresso

O dólar fechou no menor valor em uma semana, após o dia seguinte à escolha dos novos presidentes do Senado e da Câmara dos Deputados. O dólar comercial encerrou esta terça-feira (2) vendido a R$ 5,355, com queda de R$ 0,095 (-1,74%).

A cotação fechou no menor nível desde 26 de janeiro, quando encerrou a R$ 5,327. Já a bolsa chegou a encostar em 120 mil pontos, mas perdeu o fôlego e encerrou com pequena alta.

O mercado recebeu bem a vitória de Arthur Lira (PP-AL) para a presidência da Câmara e de Rodrigo Pacheco (DEM-MG) para comandar o Senado.

Nesta terça-feira (3), serão definidas as prioridades do governo, que incluem a votação do Orçamento de 2021 e a continuidade da reforma administrativa.

Foto: Arquivo pessoal

Funcionários do BB em Salvador protestam contra fechamento de agências e plano de demissões

Um protesto de funcionários do Banco do Brasil (BB) deu início na manhã desta sexta-feira (29), em frente à agência do bairro do Comércio, em Salvador, por volta das 7h20. A manifestação é contra a decisão do banco de fechar agências e promover plano de demissão voluntária de funcionários.

No início da manhã, os funcionários já exibiam cartazes e se revezavam em discursos na escadaria da agência. Segundo a Transalvador, o trânsito não foi afetado pelo protesto no local.

Em 11 de janeiro, o BB anunciou o plano de demissão e fechamento de agências com previsão de adesão de cerca de 5 mil funcionários.

Para o primeiro semestre deste ano, foi anunciado ainda o fechamento de 361 unidades, 112 agências, 7 escritórios e 242 postos de atendimento.  

O banco informa que o número final de adesões, assim como o impacto financeiro, serão informados ao mercado após o encerramento dos períodos de adesão, que ocorrerá até 5 de fevereiro.

De acordo com último balanço de resultados, em setembro de 2020, o Banco do Brasil tinha 92.106 funcionários, queda de 1,9% em relação a setembro de 2019 (93.872).

Foto: Reprodução / Alba

Assembleia Legislativa aprova orçamento da Bahia para 2021

A Lei Orçamentária Anual (LOA) do Estado da Bahia para o ano de 2021 foi aprovada pela Assembleia Legislativa do Estado (Alba) nesta segunda-feira (18). A LOA estima a receita e fixa a despesa do Estado para o exercício de 2021, apresentada sob a forma de orçamento-programa. O Orçamento está projetado em R$ 49,3 bilhões.

“Agradecemos ao presidente da Alba, Nelson Leal, ao líder do Governo, Rosemberg Pinto, ao relator Diego Coronel, e a todos os deputados e deputadas que aprovaram o Orçamento para 2021”, agradeceu às deputadas e deputados pela aprovação do Orçamento, o secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro.

A Área Social está contemplada com R$ 30,1 bilhões, 62,4% do total de recursos orçados para 2021. Têm participação destacada na LOA as funções Saúde (15,7%), Educação (13,1%) e Segurança Pública (10,2%). A expectativa para 2021 é que a retomada gradativa da atividade econômica no Estado impulsione a recuperação dos setores da Indústria e dos Serviços, os mais atingidos pelos impactos causados pela pandemia do coronavírus.

“Mesmo com todas as restrições fiscais e incertezas macroeconômicas, estamos focados na manutenção do nível de investimentos públicos, já que a Bahia é o segundo Estado que mais realiza investimentos, ficando atrás apenas do Estado de São Paulo. Por isso estamos apontando na perspectiva de ampliar nosso investimento com recursos do Estado, para alcançar o nível de R$ 3 bilhões”, ressaltou o secretário quando entregou a proposta orçamentária ao presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Nelson Leal, em 30 de setembro.

O secretário também citou projetos estruturantes como vetores de desenvolvimento e integração regional, a exemplo da Ponte Salvador-Ilha de Itaparica, dos projetos de mobilidade urbana e interurbana, manutenção e construção de novas estradas, ações nas áreas de infraestrutura hídrica e esgotamento sanitário, de incentivo à produção da agropecuária com ênfase na agricultura familiar, assim como na recuperação de setores mais afetados pela pandemia, como o turismo, “setor este que estamos com vários projetos de atração de investimentos na Bahia”, completou.

“A área de energia também é preponderante para fazer a economia da Bahia girar, com projetos que já temos consagrados em leilão e que terão início em janeiro de 2021”, disse Pinheiro, ao explicar ainda que o governo espera que o setor da agropecuária mantenha-se vigoroso, embalado pelo bom desempenho da produção de grãos, pela demanda crescente por alimentos e preços mais competitivos no mercado externo.

Foto: Divulgação / Ford Camaçari

Ford anuncia o encerramento de produção de veículos no país

A Ford anunciou na segunda (11), que encerrará a produção de veículos em suas fábricas no Brasil. Desde 1919, a montadora mantinha fábricas em Camaçari (BA) e Taubaté (SP), para carros da Ford, e Horizonte (CE), para jipes da Troller.

De acordo com a montadora serão mantidos apenas o Centro de Desenvolvimento de Produtos, em Camaçari, o Campo de Provas e sua sede regional, ambos em São Paulo.

Já os veículos comercializados no mercado brasileiro passam a ser produzidos na Argentina e Uruguai, além de importações de outras regiões.

Em comunicado, a empresa anunciou o encerramento de produção no país. “A Ford está presente há mais de um século na América do Sul e no Brasil e sabemos que essas são ações muito difíceis, mas necessárias, para a criação de um negócio saudável e sustentável. Mudando para um modelo de negócios ágil e enxuto ao encerrar a produção no Brasil, atendendo nossos consumidores com alguns dos produtos mais empolgantes do nosso portfólio global”, disse Jim Farley, presidente e CEO da Ford.

A montadora disse ainda que atenderá a região com seu portfólio global de produtos. Entre os veículos estão a nova picape Ranger produzida na Argentina, a nova Transit, o Bronco, o Mustang Mach 1.

“A Ford mantém assistência total ao consumidor com operações de vendas, serviços, peças de reposição e garantia para seus clientes no Brasil e na América do Sul. A empresa também manterá o Centro de Desenvolvimento de Produto, na Bahia, o Campo de Provas, em Tatuí (SP), e sua sede regional em São Paulo”.

Na manhã desta terça-feira (12), trabalhadores da Ford protestaram contra o fechamento da fábrica da montadora em Camaçari, e logo depois, o grupo seguiu em carreata para o Centro Administrativo da cidade.

Foto: Paula Fróes / GOVBA

Bahia lidera geração de energia eólica e solar no país pelo segundo ano

Pelo segundo ano consecutivo, o território baiano ocupa a primeira posição do ranking nacional na produção em ambas as fontes renováveis, e se manteve líder na geração de energia elétrica a partir das fontes eólica e solar no país em 2020.

O trabalho de atração de investimentos que contribui na consolidação do resultado vem sendo desenvolvido pelo Governo do Estado, através das Secretarias de Infraestrutura (Seinfra) e de Desenvolvimento Econômico (SDE).

De janeiro a setembro de 2020, na fonte eólica, o estado gerou 12.590,21 GWh, segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). O inicio das atividades de 17 novos parques neste ano ajudaram na permanência do primeiro lugar na produção energética a partir da fonte dos ventos no Brasil.

Os empreendimentos que entraram em funcionamento foram Caititu 2 e 3, Carcará, Casa Nova A, Corrupião 3, Serra do Fogo, Serra do Vento e Ventos de São Januário 01, 03, 04, 05, 06, 13, 14, 20, 21 e 22 localizados em Pindaí, Casa Nova, Sento Sé e Campo Formoso, respectivamente. Chegando a um total de 182 parques em operação comercial distribuídos por 20 municípios.

A liderança na geração solar nacional também continua com a Bahia. A produção estadual de energia elétrica a partir da fonte fotovoltaica foi de 1.376,72 GWh entre os meses de janeiro e setembro deste ano, de acordo com o ONS.

Atualmente, 32 empreendimentos fotovoltaicos se encontram em funcionamento divididos entre oito cidades e colaborando para a manutenção do estado como líder na classificação. Em 2020, a usina solar do Aeroporto de Salvador entrou em atividade no mês de agosto e com a capacidade instalada de 3,3 MW.

Juntas, a energia elétrica produzida a partir das fontes eólica e solar no estado tem a capacidade de atendimento para 13,5 milhões de residências.

Foto: Fernando Frazão / Agência Brasil

Petrobras assina contrato para exploração e produção em 12 campos terrestres da Bahia

Um contrato para a cessão de exploração e produção em 12 campos terrestres, denominados Polo Remanso, foi assinado pela Petrobras com a PetroRecôncavo S.A., na Bahia, na quarta-feira (23).

O polo incluso no contrato abrange os campos terrestres de Remanso, Rio dos Ovos, Rio Subaúma, São Pedro, Sesmaria, Brejinho, Canabrava, Cassarongongo, Fazenda Belém, Gomo, Mata de São João e Norte Fazenda Caruaçu.

Segundo a Petrobras, a transação concede os direitos de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo, gás natural e outros hidrocarbonetos fluidos. O valor da venda é de US$ 30 milhões.

De acordo com a direção da Petrobras, a operação está alinhada à estratégia de otimização de portfólio e à melhoria de alocação do capital da companhia. Sendo assim, passa a concentrar mais os recursos em ativos de classe mundial em águas profundas e ultraprofundas.

A participação das concessões é operada 100% pela Petrobras, que contrata a Petrorecôncavo desde 2000 para prestação de serviço das operações de produção e implantação de projetos na maior parte dos campos deste Polo.

O Polo Remanso teve uma produção média de janeiro a novembro de 2020 de aproximadamente 3,9 mil barris de óleo por dia (bpd) e 75 mil m³/dia de gás natural.

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

Caixa Econômica abre sessenta agências na Bahia neste sábado

A Caixa Econômica Federal vai abrir sessenta agências em diversas cidades da Bahia neste sábado (19), com atendimento das 8h às 12h, exclusivamente para beneficiários do auxílio emergencial do governo e quem têm direito ao saque do FGTS emergencial.

A Caixa ressalta que todos que forem até os bancos serão atendidos, e por isso, não é necessário chegar antes do horário de abertura. Também reforça que é possível transferir os valores, via aplicativo CAIXA Tem, para outra conta, da CAIXA ou de outras instituições financeiras.

Veja a lista:

  1. ALAGOINHAS ALAGOINHAS VELHA AG PORTICO DE OURO, BA RUA DANTAS BIAO NUM 360
  2. ALAGOINHAS CENTRO AG ALAGOINHAS, BA RUA MILTON ORNELAS NUM 78
  3. BARREIRAS CENTRO AG BARREIRAS, BA RUA CUSTODIA ROCHA DE CARVALHO Q A LOTE 8 E 9 N 265
  4. BARREIRAS CENTRO “AG RIO DE ONDAS, BA AVENIDA CLERISTON ANDRADE NUM 921 ANDAR TERREO”
  5. BOM JESUS DA LAPA CENTRO “AG BOM JESUS DA LAPA, BA AVENIDA DUQUE DE CAXIAS NUM 556”
  6. BRUMADO CENTRO AG BRUMADO, BA AVENIDA CEL. TIBERIO MEIRA NUM 215
  7. CACHOEIRA CENTRO AG CACHOEIRA, BA AV ANTONIO CARLOS MAGALHAES, 16
  8. CAETITÉCENTROAG ANISIO TEIXEIRA, BA AVENIDA SANTANA NUM 408
  9. CAMAÇARI CENTRO AG CAMACARI, BA AVENIDA AV DOUTOR MANOEL MERCES 136 NUM 136
  10. CANDEIAS CENTRO AG CANDEIAS, BA PRACA DOUTOR GUALBERTO DANTAS FONTES NUM 238/244
  11. CRUZ DAS ALMASCENTROAG CRUZ DAS ALMAS, BA PRACA SENADOR TEMISTOCLES NUM 688
  12. EUCLIDES DA CUNHA CENTRO AG EUCLIDES DA CUNHA, BA R CASTRO ALVES, 57
  13. EUNÁPOLIS CENTRO AG EUNAPOLIS, BA RUA DOM PEDRO II NUM 538
  14. FEIRA DE SANTANA CENTRO “AG FEIRA DE SANTANA, BA RUA MONSENHOR TERTULIANO CARNEIRO NUM 34 A 36”
  15. FEIRA DE SANTANA CENTRO “AG PRINCESA DO SERTAO, BA AVENIDA GETULIO VARGAS NUM 303”
  16. FEIRA DE SANTANA CENTRO AG SUBAE, BA RUA ARISTIDES NOVIS NUM 93
  17. FEIRA DE SANTANA SANTA MONICAAG SANTA MONICA, BA AV GETULIO VARGAS, 3233 TERREO
  18. GUANAMBI CENTRO AG GUANAMBI, BA PRACA GERSINO COELHO NUM 34
  19. IBOTIRAMA CENTRO AG IBOTIRAMA, BA AV TIRADENTES, S/N
  20. ILHÉUS CENTRO AG ILHEUS, BA RUA MARQUES DE PARANAGUA NUM 291
  21. ILHÉUS CENTRO “AG JORGE AMADO, BA PRACA EUSTAQUIO BASTOS NUM 170”
  22. IPIAÚ CENTRO AG IPIAU, BA RUA DOIS DE JULHO NUM 12
  23. IRECÊ CENTRO AG IRECE, BA PRACA DR. MARIO DOURADO SOBRINHO NUM 135
  24. ITABERABA CENTRO AG ITABERABA, BA PRACA FLAVIO SILVANI NUM 130
  25. ITABUNA CENTROAG GRAPIUNA, BA AVENIDA CINQUENTENARIO NUM 531
  26. ITABUNA CENTROAG ITABUNA, BA AVENIDA DO CINQUENTENARIO NUM 1163
  27. ITABUNA SAO CAETANO AG RIO CACHOEIRA, BA AV PRINCESA ISABEL, 755
  28. ITAMARAJU CENTRO AG ITAMARAJU, BA PRACA DAS NACOES UNIDAS NUM 00 – SHOPPING CENTER
  29. ITAPETINGA CENTRO AG ITAPETINGA, BA RUA BARAO DO RIO BRANCO NUM 25
  30. JACOBINA CENTRO AG JACOBINA, BA RUA SENADOR PEDRO LAGO NUM 142
  31. JEQUIÉ CENTRO AG JEQUIE, BA RUA R COLOMBO DE NOVAES 15 NUM 15
  32. JUAZEIRO CENTRO AG JUAZEIRO, BA PRACA BARAO DO RIO BRANCO NUM 13 17
  33. LAURO DE FREITAS CENTRO AG LAURO DE FREITAS, BA AVENIDA SANTOS DUMONT NUM 5 KM 2
  34. LIVRAMENTO DE NOSSA SENHORA CENTRO AG LIVRAMENTO NOSSA SENHORA, BA AVENIDA DR. EDILSON PONTES NUM 138
  35. LUÍS EDUARDO MAGALHÃES CENTRO AG LUIS EDUARDO MAGALHAES, BA RUA PERNAMBUCO Q 43 LT 24 – LOTEAMENTO MIMOSO DO OESTE
  36. NAZARE CENTRO AG NAZARE, BA PC ALEXANDRE BITENCOURT, 64
  37. PAULO AFONSO GENERAL DUTRA AG PAULO AFONSO, BA RUA DAS MANGUEIRAS NUM 104
  38. PORTO SEGURO CENTROAG PORTO SEGURO, BA AVENIDA GETULIO VARGAS NUM 16
  39. RIBEIRA DO POMBAL CENTROG RIBEIRA DO POMBAL, BA AVENIDA OLIVEIRA BRITO NUM 135
  40. SALVADOR CAMINHO DAS ARVORES AG SHOPPING DA BAHIA, BA AVENIDA TANCREDO NEVES NUM 148 SHOPPING CENTER IGUATEMI
  41. SALVADOR CENTRO AG DAS MERCES, BA AVENIDA SETE DE SETEMBRO NUM 955
  42. SALVADOR FAZENDA GRANDE I AG NOVA CAJAZEIRAS, BA AVENIDA ENGENHEIRO RAYMUNDO CARLOS NERY NUM 347
  43. SALVADOR ITAPUA AG ITAPUA, BA AVENIDA DORIVAL CAYMMI NUM 14359
  44. SALVADOR LIBERDADE AG LIBERDADE, BA EST DA LIBERDADE, 81
  45. SALVADOR MARES AG CALCADA, BA RUA BARAO DE COTEGIPE NUM 119
  46. SALVADOR PERIPERI AG PRACA DA REVOLUCAO, BA PRACA DA REVOLUCAO NUM 09
  47. SANTA MARIA DA VITÓRIA CENTRO 47640 000 3546 AG SANTA MARIA DA VITORIA, BA PRACA ARGEMIRO FILARDES NUM S/N
  48. SANTO AMARO CENTRO AG SANTO AMARO, BA PC BATISTA MARQUES, 10
  49. SANTO ANTONIO DE JESUS CENTRO AG RECONCAVO, BA R SETE DE SETEMBRO, 24
  50. SANTO ANTÔNIO DE JESUS ERNESTO MELO AG SANTO ANTONIO DE JESUS, BA AVENIDA AV DOIS DE JULHO 96 NUM .
  51. SENHOR DO BONFIM CENTRO AG SENHOR DO BONFIM, BA AV RUI BARBOSA, 22
  52. SERRINHA CENTRO AG SERRINHA, BA RUA MACARIO FERREIRA NUM 448
  53. SIMÕES FILHO CENTRO AG SIMOES FILHO, BA AVENIDA LUIS EDUARDO
  54. MAGALHAES NUM 224 QD. A – LOTE 04
  55. TEIXEIRA DE FREITAS CENTRO AG TEIXEIRA DE FREITAS, BA RUA MASSANORI NAGAO NUM 150
  56. VALENÇA CENTRO AG NOSSA SENHORA DO AMPARO, BA RUA GOVERNADOR GONCALVES NUM 24
  57. VITÓRIA DA CONQUISTA BRASIL AG BAIRRO BRASIL, BA AVENIDA FREI BENJAMIM NUM 2306
  58. VITÓRIA DA CONQUISTA CENTRO AG MONGOIOS, BA AVENIDA CRESCENCIO SILVEIRA NUM 430
  59. VITÓRIA DA CONQUISTA CENTRO G VITORIA DA CONQUISTA, BA PRACA PC DO BARAO RIO 30 NUM 30
  60. XIQUE-XIQUE CENTRO AG XIQUE-XIQUE, BA RUA JOSE PEREGRINO NUM 121
Foto: Reprodução / SEI

IBGE aponta recorde de produção de grãos na Bahia; safra chega a 10 milhões de toneladas

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revisou a produção baiana de cereais, oleaginosas e leguminosas, relativo ao mês de novembro, e realizou o décimo primeiro Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), que aponta 10 milhões de toneladas em 2020, o que representa uma expansão de 21,5% na comparação com 2019. O melhor resultado da série histórica da pesquisa.

O LSPA, divulgado nesta sexta-feira (11), é analisado pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria do Planejamento.

As áreas plantada e colhida ficaram projetadas em 3,1 milhões de hectares (ha), o que corresponde, nas projeções do IBGE, a uma ligeira retração de 0,4% na comparação interanual. Dessa forma, a produtividade média dos grãos estimada é de 3,2 toneladas por hectare, cerca de 21,9% superior à do ano passado.

“Este é um resultado animador, ainda mais se tratando de um ano em que enfrentamos esta terrível pandemia do coronavírus, com este setor contribuindo para o abastecimento das famílias e para o aquecimento da nossa economia. Portanto é a maior expansão da nossa produção agrícola desde o início da série histórica do IBGE, o que notadamente comprova a eficiência das políticas públicas do Governo do Estado de estímulo à produção agrícola”, destaca o secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro.

A soja ficou estimada em cerca 6,1 milhões de toneladas, a segunda maior da série histórica do levantamento – inferior apenas à de 2018 (6,2 milhões de ton.). Com isso, houve expansão de 14,3% em relação ao volume produzido em 2019, com área colhida de 1,6 milhão de ha (2,6% acima da safra anterior) e rendimento médio de 3,8 ton./ha (11,5% maior que 2019).

A safra de milho foi revisada mais uma vez, projetada em 2,6 milhões de ton., alta de 49,3% em relação a 2019, em 624 mil ha plantados. A primeira safra do cereal foi responsável por 1,8 milhão de ton. (31,8% acima de 2019) em 363,5 mil ha. Por sua vez, a estimativa da segunda safra foi ampliada de 650 mil para 800 mil ton. com expressiva alta interanual (135,5%) em 260 mil hectares colhidos.

A produção de algodão (caroço e pluma) ficou mantida em torno de 1,48 milhão de ton., um patamar próximo ao da safra anterior (1,5 milhão de ton.). A área colhida de 315 mil ha teve recuo de 5,1% na mesma base de comparação.

A produção total de feijão ficou mantida em 290 mil ton., mesmo patamar de 2019. A área colhida totalizou 424 mil ha (8,8% inferior a 2019). A primeira safra de 135,9 mil ton. teve recuo de 21,4% em relação ao ano anterior. A contribuição da segunda safra foi mantida em 154,2 mil ton., alta de 31,1% na comparação anual.

Para a lavoura da cana-de-açúcar, o IBGE manteve projeção de 5,1 milhões de ton., alta de 22,4% em relação à safra anterior. A estimativa de cacau ficou mantida em 118 mil ton., alta de 12,4% na comparação com 2019.

A produção total de café ficou estimada em 246 mil ton. este ano, um crescimento de 36,3% na comparação anual. A safra do tipo arábica ficou projetada em 120,5 mil ton., variação anual de 66,4%; e a do canéfora, em 125,5 mil ton., correspondendo a uma expansão de 16,1% na comparação com 2019. Por sua vez, as lavouras de banana, laranja e uva mantiveram, respectivamente, recuo de 18,3%, 0,7% e 38,8% em relação à safra anterior.

As projeções ainda indicam uma produção de 963 mil ton. de mandioca, mantendo-se estável em relação à safra anterior. A previsão para cebola é de alta de 3,9% em relação à colheita anterior, totalizando 302,4 mil toneladas. A estimativa para o tomate, no entanto, ficou em 241,2 mil ton., que corresponde a uma retração de 12,5% sobre a safra 2019.

Foto: Elói Corrêa / GOVBA

Apesar de ano atípico, atividade econômica baiana registra crescimento de 4,7% no 3º trimestre

Em comparação ao trimestre anterior, o nível de atividade econômica na Bahia, em referência ao produto interno bruto, cresceu 4,7% no 3º trimestre de 2020. Segundo dados da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI) nesta sexta-feira (4), quando comparado ao trimestre de igual período do ano anterior, o PIB da Bahia apresentou retração de 4,1%.

“O crescimento do PIB de 4,7% neste terceiro trimestre indica processo de recuperação da atividade econômica baiana, ainda em um contexto sanitário mundial atípico, da pandemia do Covid-19. Vale ressaltar que a Bahia liderou o Nordeste na geração de emprego formal em outubro, com saldo positivo de 16.437 postos de trabalho com carteira assinada”, ressalta o secretário estadual do planejamento, Walter Pinheiro.

Em relação ao PIB, no 3º trimestre de 2020, totalizou R$ 74 bilhões, sendo R$ 64,4 bilhões referentes ao Valor Adicionado (VA) a preços básicos – o que representa 87% do PIB – e R$ 9,6 bilhões aos Impostos sobre Produtos líquidos de Subsídios. No que diz respeito aos grandes setores, a Agropecuária apresentou Valor Adicionado de R$ 6,3 bilhões; a Indústria, R$ 13,4 bilhões; e os Serviços, R$ 44,7 bilhões. A estimativa da SEI para a taxa de crescimento do PIB baiano para o final do ano é de -3,7%.

A agropecuária ficou com um dos destaques positivos no terceiro trimestre do ano com +9,0%, seguido pela indústria, com taxa positiva de 2,9%, em comparação com o mesmo período do ano anterior. A agricultura apresentou crescimento em quase todas as culturas relevantes, segundo o calendário agrícola do estado. Mesmo com o advento da Covid-19 e seus impactos (restrição de colheitas, redução da mão de obra), o setor continua em plena expansão em sua produção física e a produção de grãos poderá ter uma estimativa de safra recorde no estado, de acordo com o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola do mês de outubro.

A taxa positiva do setor industrial deve-se ao bom comportamento das atividades de eletricidade e água (+10,1%) – geração de energia hidrelétrica – e da construção civil (+9,9%), crescimento este associado também à produção familiar (pequenas obras). Também na comparação com o mesmo período do ano imediatamente anterior, o Valor Adicionado apresentou variação negativa (-3,8%) e os Impostos sobre Produtos Líquidos de Subsídios caíram 5,8%.

O setor de serviços apresentou recuo de 7,0% quando comparado com o igual período do ano anterior. Este foi o terceiro trimestre consecutivo com retração neste setor, entretanto já sinaliza uma leve desaceleração com relação ao segundo trimestre, quando apresentou queda de aproximadamente 10%.

Dolar-Moeda estrangeira

Moeda norte-americana está no seu menor valor em quatro meses e fecha em R$ 5,12

Depois de passar a maior parte do dia em alta, durante a tarde, beneficiada pela entrada de fluxo internacional, o dólar fechou em queda nesta sexta-feira (4). A moeda norte-americana está no seu menor valor em quatro meses.

Nesta semana, o dólar caiu 3,79%. Na parcial de dezembro, passou a acumular um recuo de 4,17%. No ano, porém, o avanço ainda é de 27,78%.

Este é o menor patamar de fechamento desde 22 de julho. A moeda teve uma queda de 0,32%, e chegou a R$ 5,1236. Na mínima da sessão, chegou a R$ 5,1171 e, na máxima, bateu R$ 5,1839.

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

Caixa abre sessenta agências neste sábado para pagamento de auxílio emergencial

A Caixa Econômica Federal vai abrir sessenta agências na Bahia, neste sábado (5), para pagamento do auxílio emergencial e do auxílio emergencial extensão, com atendimento das 8h às 12h. Os beneficiários poderão conferir a lista completa das agências que vão funcionar no site da Caixa.

Receberão o benefício os nascidos em novembro e dezembro. Nesta etapa, a previsão é que 7 milhões de pessoas recebam o auxílio. Ao todo, foram creditados R$ 5,6 bilhões para esse público.

De acordo com a Caixa, a quantia de R$ 2,4 bilhões é referente às parcelas do auxílio emergencial e o restante, R$ 3,2 bilhões, às parcelas do auxílio emergencial extensão.

A Caixa informou ainda que não é necessário chegar antes do horário de abertura da agência, porque todas as pessoas que procurarem atendimento durante o funcionamento serão atendidas.

Uso digital dos recursos

A Caixa informou, ainda, que continua disponível aos beneficiários do auxílio e aos trabalhadores com direito ao Saque Emergencial FGTS as opções de utilização dos recursos creditados na Poupança Social Digital para a realização de compras, por meio do cartão de débito virtual e QR Code, pagamento de boletos, contas de água, luz, telefone, entre outros serviços.

Com o aplicativo CAIXA Tem, também está disponível a funcionalidade para pagamentos sem cartão nas cerca de 13 mil unidades lotéricas do banco.

Foto: Reprodução / SDE

Municípios baianos devem receber mais três unidades industriais com investimentos de R$ 10 milhões

Três empresas devem implantar unidades industriais nos municípios baianos e investir cerca de R$ 10,1 milhões nas instalações e gerar, aproximadamente, 75 novos postos de trabalho diretos e mais 140 indiretos. Os protocolos de intenções foram assinados com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), na quarta-feira (2).

Segundo o governo, a Arlabras será instalada em São Gonçalo dos Campos; a Acque Tubos e Perfis do Nordeste, em Dias D’Ávila; e a Reciclo Meio Ambiente em Camaçari.

“A ideia é descentralizar a arrecadação do Estado e interiorizar os investimentos é uma das metas do Governo. Temos conseguido. Esse ano já assinamos 61 protocolos de intenções que, juntos, vão investir cerca de R$ 22,9 bilhões, e os empreendimentos, como estes que assinamos agora, estão em cidades da Região Metropolitana (RMS) e do interior da Bahia”, destaca o vice-governador João Leão, secretário de Desenvolvimento Econômico.

Em São Gonçalo dos Campos, a Arlabras deve investir por volta de R$ 7,6 milhões na implantação de uma unidade industrial destinada a fabricação de Arla 32, aditivo automotivo, fertilizantes, bombonas plásticas e tanques de armazenamento. A previsão é que sejam gerados até 23 novos postos de trabalho e 10 empregos indiretos. A capacidade de produção é de 4,9 mil toneladas por mês de fertilizantes, 1,6 mil litros/mês de aditivos automotivos e Arla 32 e 200 mil unidades por ano de bombonas e tanques de armazenagem.

“É um projeto que alia o pioneirismo na produção de modernos aditivos para veículos automotores, repercutindo na melhoria da qualidade do ar e do meio ambiente e, em paralelo vai fortalecer a oferta de fertilizantes para atender o pujante mercado do agro negócio baiano. Além de contribuir a geração de empregos e oportunidades”, destaca a diretoria por meio de nota.

Já em Dias D’Ávila, a Acque Tubos e Perfis do Nordeste deve investir cerca de R$ 1,5 milhão na implantação de sua unidade industrial destinada à fabricação de tubos, painéis e revestimentos, estacas prancha de PVC com tecnologia BROLOC. A previsão é que sejam gerados até 22 empregos diretos e terá a capacidade da produção de até 540 toneladas/ano. Em Camaçari, a Reciclo Meio Ambiente pretende destinar até R$ 1 milhão na implantação de sua fábrica voltada a produção de granalhas e microesferas, terá a capacidade de produção de até 6 toneladas por hora e deve gerar 30 empregos diretos e 130 indiretos.

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

Aneel volta atrás e decide cobrar taxa extra a partir desta terça-feira

Os consumidores terão cobrança extra na conta de luz a partir desta terça (1º). A decisão é da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que em reunião extraordinária, resolveu cobrar a bandeira vermelha patamar 2, cujo valor é o maior no sistema de bandeiras da agência.  

Segundo a agência, a cobrança extra será de R$ 6,24 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos.

A Aneel havia anunciado, em 26 de maio, que não haveria cobrança extra na conta de luz até 31 de dezembro deste ano, em razão da pandemia do novo coronavírus, mas a agência decidiu revogar a decisão e aplicar a bandeira vermelha patamar 2 nesta segunda-feira.

O motivo da cobrança, segundo o relator da proposta, Efrain Pereira da Cruz, o despacho de maio foi revogado porque o Brasil voltou aos patamares de consumo anteriores ao início da pandemia. “Essa condição de oferta adversa, somada à tendência de recuperação de carga da energia aos patamares pré-crise, são indícios concretos de que o mecanismo das bandeiras já merece ser restabelecido e a curto prazo”, disse o relator.

Foto: Ascom / SDE

Cônsul geral da Bélgica vê oportunidades de negócios na Bahia com benefício mútuo

Com o objetivo de preparar o período pós pandemia e identificar setores específicos para motivar uma missão econômica na Bahia, o novo cônsul geral da Bélgica no Brasil, Daniel Dargent e o cônsul honorário, Stéphane Pérée, fizeram uma visita de cortesia ao vice-governador João Leão, secretário de Desenvolvimento Econômico (SDE), na última quinta-feira (26).

“Já demos um primeiro passo na parceria com essa visita. Apresentamos as oportunidades de investimentos do estado, falamos das potencialidades da região do São Francisco e destacamos nossa produção de frutas local, como pera, maçã, uva e cacau. O vale do São Francisco é o maior exportador de frutas brasileiro”, disse Leão.

O cônsul pontua que vê oportunidades no estado, com casos de sucesso. “Já identificamos alguns setores e vamos aproveitar este momento, que não se pode viajar, para preparar essa missão. A ideia é reagir rapidamente após a pandemia. Escolhemos a Bahia porque temos alguns casos de sucesso aqui, porém pouco trabalhado até agora. Vemos oportunidades no estado que gostaríamos de explorar para um benefício mútuo”, afirmou Stéphane Pérée.

Foto: Paula Fróes / GOVBA

Governador visita início da primeira etapa das obras do Porto Sul em Ilhéus

O governador Rui Costa (PT) esteve em Ilhéus nesta quarta-feira (25), para visitar o canteiro de obras do Porto Sul, que marca o início da primeira fase, que correspondente à construção de vias, instalação de sinalização, pontes, implantação de redes elétrica e de água.

“Hoje visitei o canteiro de obras do Porto Sul, em Ilhéus. Estamos na etapa inicial da obra, em uma fase importante para o avanço do empreendimento. O Porto Sul significa a integração das regiões sul e oeste da Bahia, trazendo mais oportunidades para os baianos”, disse Rui.

A primeira etapa viabiliza a etapa seguinte de construção e desenvolvimento da estrutura do empreendimento. O investimento total nas obras do Porto Sul é de R$ 2,5 bilhões. Esta fase vai criar 400 empregos diretos no pico da implantação, com a expectativa de geração de outros 1,2 mil empregos indiretos.

O novo terminal portuário, Porto Sul, vai ampliar o corredor logístico do estado. A realização é do Governo da Bahia e da Bahia Mineração (Bamin). Diretores e representantes da Bamin e empresas parceiras estiveram presentes na visita.

Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

Maracás terá implantação de Indústria de Café com investimentos privados de até R$ 2 milhões

O município baiano de Maracás deve receber a implantação de uma unidade industrial na região destinada à fabricação de café torrado e moído, leite em pó, milho moído e óleo. A previsão da Vale Bahia Indústria e Comércio de Alimentos é gerar cerca de 60 empregos diretos, com investimentos privados de até R$ 2 milhões.

A capacidade de produção prevista é de um 1,152 milhões de toneladas por ano. O protocolo de intenções foi assinado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), nessa terça-feira (24).

Segundo a Associação Brasileira da Indústria do Café (ABIC), o estado da Bahia é o 4º maior produtor de café do Brasil. Recentemente, o café da agricultura familiar, produzido na Chapada Diamantina, pela Cooperativa de Cafés Especiais e Agropecuária de Piatã (Coopiatã) foi premiado e está entre os cinco melhores do país. “A implantação dessa unidade só tem a agregar a economia local e, em consequência, para o estado”, destaca o vice-governador João Leão, titular da SDE.

Conforme o gerente geral da Vale Bahia, Ednaldo Almeida, inicialmente serão gerados 60 novos postos de trabalho, podendo chegar até 120 empregos diretos e mais 50 a 70 indiretos.

“Fazer a torrefação do café na região vai promover o desenvolvimento econômico local. Teremos um produto totalmente baiano, pois vamos adquirir boa parte ou 100% da matéria prima do café dos agricultores daqui. Sendo assim, vamos incentivar a agricultura familiar e regional, teremos preço competitivo e um produto de qualidade para o consumidor”, disse Ednaldo.  

Vice-governador João Leão, assinando o protocolo de intenções pelo Governo do Estado – SDE

 

Foto: Divulgação

Shoppings ampliam horário de funcionamento por causa da Black Friday

A Prefeitura de Salvador autorizou hoje (25), por decreto e de forma excepcional, o funcionamento dos shoppings em horário ampliado, de 7h às 23h, nesta sexta-feira (27), data da “Black Friday”. O objetivo é estimular o movimento do comércio com as compras de final de ano e ajudar a reaver as perdas do período em que os shoppings permaneceram fechados durante a pandemia.

Segundo a prefeitura, a medida de ampliação do horário levou em consideração o fato da importância da data para as vendas do varejo. Essa mudança excepcional poderá contribuir para a redução das filas e aglomerações, em consonância com as premissas adotadas na elaboração dos protocolos sanitários. 

Vale lembrar, que conforme o protocolo, a capacidade máxima nos shopping centers é de uma pessoa a cada nove metros quadrados em áreas comuns e de uma pessoa a cada cinco metros quadrados de área em cada loja. O distanciamento de 1,5 metro deve ser observado em todas as áreas de circulação desses estabelecimentos, inclusive nas escadas rolantes cujos corrimões devem ser higienizados constantemente.

No Decreto nº 32.589, de 18 de julho de 2020, o horário de funcionamento para tais estabelecimentos foi fixado entre 12h às 20h. Já no dia 5 de outubro, a Prefeitura permitiu a ampliação do funcionamento por mais uma hora, das 11h às 21h, todos os dias da semana.

Foto: Divulgação / SDE

Fábrica de embalagens de Lauro de Freitas deve investir R$ 2,2 milhões no município

Uma empresa de fabricação de embalagens deve investir cerca de R$ 2,2 milhões na ampliação de sua unidade industrial, no município de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). A fábrica produz sacos valvulados, sacos convencionais, sacos industriais, filmes e bobinas.

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), assinou o protocolo de intenções na quinta-feira (19). Com o novo investimento, a previsão é de que sejam gerados até 18 novos postos de trabalho e mais 72 empregos indiretos, além de manter os 38 já existentes.

“Os sacos convencionais produzidos pela empresa servem para cereais, grãos e diversos. Já as bobinas técnicas são utilizadas em produtos industriais, cereais, tintas, leite, dentre outros. Esses produtos atendem os mercados de gelo, argamassa, minerais, fertilizantes, petroquímicos e outros mercados menores e fortalecem toda a cadeia produtiva do estado”, ressalta o vice-governador João Leão, titular da SDE.

A capacidade de produção atual é de 900 mil kg por ano e, com a ampliação, a empresa terá o incremento de até 500 mil kg/ano. Segundo o sócio da Central das Embalagens, Nelson Cursino, as novas instalações próprias, mais amplas e mais eficazes, fazem parte do projeto de ampliação.

“Temos a certeza que vamos contribuir fortemente para o desenvolvimento local da região de Caji, Itinga e Parque São Paulo, com a geração de novos empregos e renda para o município de Lauro de Freitas e, consequentemente, para o Estado da Bahia. Atualmente, nossos principais clientes são a Braskem, Unigel, Ipcnor, Eteno, Deil Fertilizantes, Fortlev e Produmaster”, diz o empresário.

Foto: Rovena Rosa / Agência Brasil

Empresas aéreas devem recuperar 80% das atividades em dezembro no Brasil

O secretário nacional de Aviação Civil, Ronei Glanzmann, em debate sobre as perspectivas do setor no 2º Seminário de Competitividade do Setor de Infraestrutura, prevê que o setor aéreo deve operar em dezembro com 80% da capacidade registrada no mesmo mês do ano passado, em um cenário pré-pandemia do coronavírus.

Segundo o secretário, a projeção para voos domésticos de retomada de 80% da capacidade do setor aéreo em dezembro é uma estimativa importante. “São números impressionantes comparado com outros países da América do Sul”, disse.

Por causa da pandemia, durante o período de isolamento social, as companhias aéreas tiveram redução de 93% em suas atividades, chegando a 99% nos meses de pico de circulação do vírus e das medidas de isolamento social. A média de 2,5 mil voos diários caiu para cerca de 200 por dia.

Em relação aos voos internacionais, em dezembro as linhas aéreas deverão operar com cerca de 45% do nível registrado em dezembro do ano passado.

De acordo com Glanzmann, o país deve atingir os níveis de antes da pandemia, em voos domésticos, em torno de março ou abril do ano que vem, e em 2022 no mercado internacional.