Foto: Rafael Neddermeyer / Fotos Públicas

Prêmio de R$ 49 milhões vai para uma única aposta do Rio de Janeiro

Um apostador do Rio de Janeiro (RJ) acertou sozinho as seis dezenas da Mega-Sena e levou sozinho o prêmio de R$ 49.341.885,20 do concurso 2.348, que foi realizado neste sábado (27) em São Paulo.

O prêmio previsto para o próximo sorteio, que acontece na quarta-feira (3), é de R$ 2,5 milhões.

Os números sorteados foram: 02 – 03- 07 – 48 – 51 – 54.

Como apostar:    

A aposta mínima custa R$ 4,50, e pode ser feita em lotéricas ou também pela internet, no site da Caixa Econômica Federal – acessível por celular, computador ou outros dispositivos. É necessário fazer um cadastro, ser maior de idade (18 anos ou mais) e preencher o número do cartão de crédito.

Caso queira assistir o sorteio desta quarta-feira (3), acesse o Facebook das Loterias Caixa ou o canal oficial da Caixa no YouTube

Foto: Ministério da Ciência e Tecnologia

Satélite 100% brasileiro será lançado neste domingo

No próximo domingo (28), à 1h54, será colocado em órbita o primeiro satélite totalmente projetado, integrado, testado e operado pelo Brasil. O Amazonia-1, já está instalado sobre o foguete PSLV-C51, na Primeira Plataforma de Lançamento do Centro Espacial de Satish Dhawan em Sriharikota, na Índia.

Segundo a Organização Indiana de Pesquisa Espacial, o ensaio de lançamento da missão foi concluído com sucesso, na quinta-feira (25). Estará a bordo do veículo indiano, outros 18 satélites.

O equipamento vai gerar imagens do planeta a cada 5 dias. O satélite brasileiro será colocado numa altitude média de 752 km acima da superfície da Terra.

De acordo com a Agência Espacial Brasileira (AEB), o Amazonia-1 vai servir para fazer uma varredura da nossa superfície, dos biomas terrestres e marítimos. Ele será usado para monitorar o desmatamento, principalmente na região amazônica, a agricultura e poderá receber demandas para verificar situações ambientais específicas.

Foto: Clauber Cleber Caetano / PR

Bolsonaro questiona utilização de máscara e isolamento social

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) questionou em uma live, na sexta-feira (26), o uso de máscaras e o isolamento social para conter a disseminação da Covid-19, apesar das práticas serem comprovadamente eficazes e recomendadas por autoridades sanitárias.

A afirmação do presidente é realizada no mesmo dia que o país chega ao patamar mais alto desde o início da pandemia, e registra 1.582 novas mortes pela doença.

Bolsonaro afirmou que as máscaras são “prejudiciais” às crianças, causando irritabilidade, dor de cabeça e dificuldade de concentração, e ainda citou um suposto estudo feito na Alemanha, sem falar qual.

O presidente afirmou ter sua própria “opinião” sobre o equipamento de proteção e evitou entrar em detalhes, porque segundo ele, “tudo deságua em crítica sobre mim”.

O uso de máscaras só não é recomendado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e pela Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) para crianças abaixo de 5 anos.

Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

Mega-Sena sorteia cerca de R$ 50 milhões neste sábado

A Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 50 milhões para quem acertar as seis dezenas no concurso 2.348. O sorteio ocorre neste sábado (27), às 20h, no Espaço Loterias Caixa, no terminal Rodoviário Tietê, em São Paulo.

Como apostar:    

A aposta mínima custa R$ 4,50, e pode ser feita em lotéricas ou também pela internet, no site da Caixa Econômica Federal – acessível por celular, computador ou outros dispositivos. É necessário fazer um cadastro, ser maior de idade (18 anos ou mais) e preencher o número do cartão de crédito.

Caso queira assistir o sorteio deste sábado (27), acesse o Facebook das Loterias Caixa ou o canal oficial da Caixa no YouTube.

Foto: Divulgação / Sesab

Anvisa aprova o primeiro uso definitivo de vacina; o imunizante Pzifer poderá ser usado no Brasil

O pedido de registro definitivo da vacina contra a covid-19 produzida pela Pfizer foi autorizado nesta terça-feira (23) pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Esse é o primeiro registro definitivo que a Anvisa concede para uma vacina contra o novo coronavírus.

Até o momento, a Anvisa só havia aprovado o uso emergencial das vacinas CoronaVac e Oxford/AstraZeneca.

Por enquanto, o Ministério da Saúde ainda não assinou contrato de compra com o laboratório, mas com essa autorização, a vacina da Pfizer pode ser aplicada em toda a população brasileira.

O órgão regulador emitiu comunicado sobre a liberação, assinado pelo diretor-presidente da entidade, Antônio Barra Torres. “O imunizante do Laboratório Pfizer/Biontech teve sua segurança, qualidade e eficácia, aferidas e atestadas pela equipe técnica de servidores da Anvisa que prossegue no seu trabalho de proteger a saúde do cidadão brasileiro”.

Desde o ano passado, o governo federal negocia a compra da vacina com a Pfizer, mas tem reclamado das condições impostas pela empresa.

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

Petrobras tem mais um aumento de preço da gasolina e do diesel

Passa a valer, a partir de sexta-feira (19), mais um aumento de preços médios de venda às distribuidores da gasolina e do diesel, segundo comunicado da Petrobras nesta quinta-feira (18). Com os novos reajustes, o litro da gasolina nas refinarias acumula alta de 34,78% desde o início do ano. Já o diesel subiu 27,72% no mesmo período.

Esta é a quarta alta do ano nos preços da gasolina, que passará a ser de R$ 2,48 por litro nas refinarias, refletindo aumento médio de R$ 0,23 por litro. Já o diesel, passará a ser de R$ 2,58 por litro, com aumento médio de R$ 0,34 por litro, e sendo o seu terceiro valor de aumento do ano.

O litro da gasolina custava em média, em dezembro, R$ 1,84. Já o do diesel estava a R$ 2,02.

Segundo pesquisa semanal da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), nos postos, a gasolina está 5,8% mais cara desde a primeira semana do ano, vendida a R$ 4,833 na média. Já o diesel era vendido a um preço médio de R$ 3,875 o litro nas bombas.

Foto: Divulgação / Polícia Federal

Bahia e mais 3 estados têm mandados de buscas contra fraudes no pagamento do auxílio emergencial

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quinta-feira (18), a Operação Terceira Parcela em quatro estados do país. Minas Gerais, Bahia, Tocantins e Paraíba têm mandados de buscas contra fraudes no auxílio emergencial pago pelo governo federal durante a pandemia do novo coronavírus.

A maioria dos mandados (66) é cumprida em municípios mineiros. Duzentos policiais federais foram mobilizados para a operação. Segundo a PF, esta é a maior ação de combate a fraudes em benefícios emergenciais.

As apurações preliminares miram beneficiários de contas que teriam recebido dinheiro desviado do programa, e que atingem a parcela da população que necessita desses valores.

Ainda de acordo com a PF, a suspeita é que criminosos usavam dados de pessoas que não haviam solicitado o auxílio para fazer o cadastro no sistema da Caixa. O dinheiro recebido indevidamente seria usado para pagar boletos.

O programa do governo federal é destinado a trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados que perderam a principal fonte de renda diante da crise causada pela pandemia de covid-19. Um dos critérios para receber a ajuda de R$ 600 ou R$ 1,2 mil é ter renda familiar per capita de até meio salário-mínimo ou renda mensal total de até três salários mínimos.

Foto: Alan Santos / PR

Bolsonaro critica Facebook e imprensa e diz que o “certo seria tirar jornais de circulação”

O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar a imprensa nesta segunda-feira (15) e criticou bloqueio imposto pelo Facebook em publicação de imagens em páginas de conteúdo político.

“Agora deixa o povo se libertar, ter liberdade. Logicamente, se alguém extrapolar alguma coisa, tem a Justiça para recorrer. Agora o Facebook vir bloquear a mim e a população. É inacreditável que isso impere no Brasil. E não há reação da própria mídia”, disse o presidente.

Bolsonaro afirmou que a Advocacia-Geral da União (AGU) foi acionada para que investigue o suposto bloqueio pela rede social. Ele alega que o Facebook  impede que seus seguidores postem imagens nos comentários de sua página.

O presidente, que passa o carnaval no litoral catarinense, também voltou a criticar a imprensa. “O certo é tirar de circulação Globo, Folha de S.Paulo, Estadão, Antagonista. São fábricas de fake news”, ressaltou.

O Facebook não comentou as declarações do presidente Jair Bolsonaro.

Foto: Divulgação

Eugênio Spengler, ex-secretário do Meio Ambiente, morre aos 58 anos

O ex-secretário do Meio Ambiente Eugênio Spengler morreu no sábado (13), aos 58 anos, vítima de infarto, em Goiânia. Na manhã deste domingo, a informação foi divulgada pelo governador Rui Costa em suas redes sociais.

Entre os anos de 2010 e 2017, Spengler comandou a secretaria do Meio Ambiente nos governos Rui e Jaques Wagner. Atualmente atuava na pasta responsável pelo meio ambiente de Goiás.

Autoridades local e nacional lamentaram a perda de Spengler. “Com muita tristeza, recebi a notícia do falecimento de Eugênio Spengler, secretário estadual do meio ambiente entre os anos de 2010 e 2017. Eugênio se destacou pela intensidade e dedicação à luta pela preservação do nosso patrimônio natural. Meus sentimentos a familiares e amigos”, publicou o governador.

“Com muita tristeza recebi nesta manhã a notícia da morte de Eugênio Spengler, grande amigo, grande figura humana e que me ajudou muito como secretário estadual de meio ambiente durante os meus governos. Mando aqui meu abraço e a minha solidariedade aos familiares e amigos”, disse Wagner, pelo Twitter.

Em nota, a secretaria goiana destacou a atuação de Spengler na área do Meio Ambiente.

“A Semad está em luto completo. Perdemos, na noite deste sábado (13/2), uma das pessoas mais importantes neste duro e difícil trabalho de recuperação da Secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Estado de Goiás. Perdemos o grande Eugênio Spengler, amigo, assessor direto, mentor e conselheiro da secretária de Meio Ambiente, Andréa Vulcanis. Formado em Filosofia, Eugênio rompeu as barreiras da ciência original e se enveredou para o lado do Meio Ambiente bem cedo. Como profissional, ocupou diversos e importantes cargos, como professor secundarista e universitário; coordenador de ações ambientais e secretário de Meio Ambiente de diversos municípios da região sul do país; consultor técnico das secretarias de Meio Ambiente do Rio Grande do Sul e de Goiás; consultor da UNESCO e da ONU na área de gestão ambiental; assessor do Ministério do Meio Ambiente; presidente da Associação Brasileira de Entidades Estaduais do Meio Ambiente (Abema) e secretário de Estado do Meio Ambiente da Bahia. Nascido em 1 de dezembro de 1962, Eugênio completaria 59 anos neste ano. Deixa um legado imenso dentro do ambientalismo e do desenvolvimento sustentável, sendo reconhecido como um dos mais preparados profissionais dentro desta área de atuação em todo o Brasil. A Semad, repetimos, em luto, deseja força aos amigos e familiares por esta perda tão repentina e dolorosa e reconhece e agradece o papel de Eugênio na recuperação da secretaria em Goiás. Obrigado, amigo Eugênio”.

Foto: Alan Santos / PR

Bolsonaro afirma que novo auxílio pode começar em março e durar até quatro meses

O novo auxílio emergencial para os trabalhadores informais pode começar a ser pago em março e deve durar entre três e quatro meses. Foi o que afirmou o presidente Jair Bolsonaro na quinta-feira (11). Entretanto, segundo o chefe do executivo, o valor não está definido e o início dos repasses está em negociação com o Congresso Nacional, que precisa aprovar um projeto de lei instituindo novamente a medida.

“Tá quase certo, né? Não sabemos o valor. Com toda a certeza, pode não ser, né? A partir de março, por três, quatro meses, que está sendo acertado com o Executivo e com o Parlamento também”, afirmou em entrevista à imprensa em um evento em Alcântara (MA), para entrega de títulos de terra.

De acordo com o governo, o novo auxílio emergencial substituirá o auxílio pago ao longo ano passado, como forma de conter os efeitos da pandemia de covid-19, integrando os mais pobres e os trabalhadores informais.

Inicialmente, projetado para durar três meses, o auxílio emergencial contou com parcelas de R$ 600 ou R$ 1,2 mil (no caso das mães chefes de família), por mês, a cada beneficiário. Logo depois, o auxílio foi estendido para o total de cinco parcelas e, em setembro de 2020, foi liberado o Auxílio Emergencial Extensão de R$ 300 (R$ 600 para as mães chefes de família), com o máximo de quatro parcelas mensais.

O último pagamento do benefício ocorreu no final de janeiro, e cerca de 67 milhões de pessoas foram contempladas com o programa.

Foto: Reprodução / GOVSP

Novo lote de insumos para produção da vacina CoronaVac chega ao Instituto Butantan

Um carga de mais de 5,6 mil litros de insumos para a produção de 8,7 milhões de doses da CoronaVac, vacina contra a Covid-19 desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac, chegou ao Aeroporto de Guarulhos, na Grande São Paulo, por volta dàs 7h26, desta quarta-feira (10).

O voo vindo de Pequim, na China, já descarregou a carga e deve ser liberada pela alfândega. Segundo o instituto, as doses serão envasadas, embaladas e rotuladas para distribuição na sede do Butantan a partir do dia 23 de fevereiro.

Com o novo lote, o centro de pesquisa biológica totaliza 27 milhões de doses da vacina.

Nos testes conduzidos pelo Instituto Butantan, no país, apontaram uma eficácia de 50,38% da CoronaVac, e em casos leves, a vacina tem eficácia de 78%.  

Foto: Reprodução / Redes sociais

Cantor Zezinho Corrêa, do sucesso ‘Tic Tic Tac’, morre de Covid-19 no Amazonas

O cantor amazonense Zezinho Corrêa morreu neste sábado (6), por complicações da Covid-19. Ele estava internado em um hospital particular de Manaus, após testar positivo para a doença. Nos anos 90, o cantor ficou famoso com o hit ‘Tic Tic Tac’, do grupo Carrapicho.

Após agravamento da infecção ocasionada pela covid, o cantor chegou a ser intubado e também sofreu uma traqueostomia.

A morte do artista foi confirmada por familiares na manhã deste sábado. Ele estava internado desde o dia 5 de janeiro, após sentir febre e dores no corpo. No dia 7, foi transferido para um leito de UTI para dar continuidade ao tratamento.

Um comunicado foi publicado pela família nas redes sociais. “A família Corrêa vem a público comunicar o falecimento do nosso amado cantor Zezinho Corrêa. Deus quis o levar para a morada eterna, e hoje ele nos deixou. Agradecemos imensamente o carinho, todas as orações e todo amor que vínhamos recebendo dos fãs, familiares, amigos e admiradores dele. O céu ganhou mais uma estrela que com sua luz brilhará para a eternidade”, agradeceu a família.

O velório de Zezinho Corrêa foi realizado durante à tarde do sábado (6), na unidade Balneário do Sesc, onde ele trabalhava. O acesso não foi aberto ao público, devido aos protocolos de segurança contra a disseminação da Covid-19.

Foto: Divulgação / Instituto Butantan

MP que agiliza autorização emergencial para uso de novas vacinas no Brasil é aprovada pelo Senado

A medida provisória que estabelece prazo de até cinco dias para que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorize o uso emergencial no Brasil de vacinas contra a Covid-19 que já tenham aval internacional foi aprovado pelo Senado nesta quinta-feira (4).

Agora o texto segue para a sanção do presidente Jair Bolsonaro, que pode confirmar ou vetar mudanças feitas da MP.

A medida, de acordo com o relator da MP na Câmara, deputado Geninho Zuliani (DEM-SP), pode agilizar a importação, a distribuição e o uso, por exemplo, da vacina Sputnik V, desenvolvida pelo instituto russo de pesquisa Gamaleya.

Resultados preliminares publicados na ‘The Lancet’ apontam que a eficácia da vacina Sputnik V para Covid-19 é de 91,6%.

Ainda segundo o documento, a aquisição de vacinas pela iniciativa privada para enfrentamento da Covid-19 dependerá de prévia autorização da Anvisa e do Ministério da Saúde, desde que assegurados o monitoramento e a rastreabilidade.

A medida prevê que a Anvisa deverá conceder autorização temporária de uso emergencial, em até cinco dias, se

A medida prevê, no caso da vacina em análise já tiver sido autorizada por algumas autoridades internacionais (veja abaixo), a Anvisa deverá conceder autorização temporária de uso emergencial, em até cinco dias.

Autoridades internacionais:

Food and Drug Administration (FDA), dos Estados Unidos;

European Medicines Agency (EMA), da União Europeia;

Pharmaceuticals and Medical Devices Agency (PMDA), do Japão;

National Medical Products Administration (NMPA), da China;

Health Canada (HC), do Canadá;

The Medicines and Healthcare Products Regulatory Agency (MHRA), do Reino Unido;

Korea Disease Control And Prevention Agency (KDCA), da Coreia do Sul;

Ministério da Saúde da Rússia;

Administración Nacional De Medicamentos, Alimentos Y Tecnología Médica (ANMAT), da Argentina.

Foto: Arquivo / Agência Brasil

Dólar tem forte queda após eleições no Congresso

O dólar fechou no menor valor em uma semana, após o dia seguinte à escolha dos novos presidentes do Senado e da Câmara dos Deputados. O dólar comercial encerrou esta terça-feira (2) vendido a R$ 5,355, com queda de R$ 0,095 (-1,74%).

A cotação fechou no menor nível desde 26 de janeiro, quando encerrou a R$ 5,327. Já a bolsa chegou a encostar em 120 mil pontos, mas perdeu o fôlego e encerrou com pequena alta.

O mercado recebeu bem a vitória de Arthur Lira (PP-AL) para a presidência da Câmara e de Rodrigo Pacheco (DEM-MG) para comandar o Senado.

Nesta terça-feira (3), serão definidas as prioridades do governo, que incluem a votação do Orçamento de 2021 e a continuidade da reforma administrativa.

Foto: Jefferson Rudy / Agência Senado

Com apoio de dez partidos, Rodrigo Pacheco, do DEM, é eleito presidente do Senado

O senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG) com 57 votos, e o novo presidente do Senado e do Congresso Nacional eleito nesta segunda-feira (1º), em votação secreta, no primeiro turno pelos próximos dois anos.

Após Lasier Martins (Pode-RS), Major Olímpio (PSL-SP) e Jorge Kajuru (Cidadania-GO) terem desistido em favor de Tebet, os dois foram os únicos que restaram na disputa.

O presidente Jair Bolsonaro e dez partidos apoiaram a candidatura de Pacheco, entre os quais, siglas de oposição, como PT, Rede e PDT.

O anuncio do resultado da eleição do Senado foi pouco antes das 19h, e registrou:

Rodrigo Pacheco (DEM-MG): 57 votos

Simone Tebet (MDB-MS): 21 votos

Dos 81 parlamentares da casa, três não votaram. Jacques Wagner (PT-BA) e Jarbas Vasconcellos (MDB-PE), por razões médicas e Chico Rodrigues (DEM-RR) licenciado do mandato.

Rodrigo Pacheco, de 44 anos, é de Porto Velho (RO), mas se mudou na infância para Minas Gerais. É advogado criminalista, se formou em Direito pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-MG). Pacheco fez parte da defesa de um ex-diretor do Banco Rural no julgamento do mensalão. Também ocupou cargos na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

Única aposta de Fortaleza ganha prêmio de R$ 22 milhões na Mega-Sena

O concurso 2.337 da Mega Sena, teve uma única aposta ganhadora de Fortaleza, no Ceará, e levou o prêmio de R$ 21.898.260,37, no sorteio realizado às 20h, deste sábado (23), no Espaço Loterias Caixa, no terminal Rodoviário Tietê, em São Paulo. O prêmio estimado para o próximo sorteio na quarta-feira (27) é de R$ 2 milhões.

Confira as dezenas sorteadas: 02 – 09 – 34 – 49 – 51 – 55.

A quina teve 84 apostas ganhadoras e cada vai levar R$ 35.529,81. Enquanto a quadra teve 4.321 apostas acertadoras e cada uma vai receber R$ 986,71

Como apostar: 

A aposta mínima custa R$ 4,50, e pode ser feita em lotéricas ou também pela internet, no site da Caixa Econômica Federal – acessível por celular, computador ou outros dispositivos. É necessário fazer um cadastro, ser maior de idade (18 anos ou mais) e preencher o número do cartão de crédito.

Caso queira assistir o sorteio desta quarta-feira (27), acesse o Facebook das Loterias Caixa ou o canal oficial da Caixa no YouTube.

Foto: Marcos Corrêa / PR

Enfim, Bolsonaro cumprimenta Biden e diz ter relação “sólida” entre Brasil e EUA

Após o presidente Jair Bolsonaro, alinhado ao governo Trump, só reconhecer a vitória de Biden 38 dias depois, e sem provas, falar mais de uma vez, em “fraude” no processo eleitoral norte-americano, o presidente brasileiro enviou uma carta e publicou mensagem em rede social, nesta quarta-feira (20), para cumprimentar o novo presidente dos Estados Unidos.

O comunicado foi divulgado horas após Biden tomar posse no cargo. Bolsonaro citou a defesa da democracia e das liberdades individuais como elementos compartilhados entre os dois países. “Sigo empenhado e pronto para trabalhar pela prosperidade de nossas nações e o bem-estar de nossos cidadãos”, afirmou.

Vários líderes mundiais parabenizaram o democrata pela vitória, após institutos e meios de comunicação anunciarem a vitória de Biden, no dia 7 de novembro.

Na carta, Jair Bolsonaro diz ser “grande admirador dos Estados Unidos e que, desde que assumiu o poder no Brasil, passou a corrigir equívocos de governos brasileiros anteriores, que afastaram o Brasil dos EUA”.

Confira a carta na íntegra:

Foto: Carlos Prates / GOVBA

Governador da Bahia busca em Brasília nova indústria automobilística para Camaçari

Depois de iniciar a vacinação na Bahia, o governador Rui Costa esteve nesta terça-feira (19) em Brasília, onde participou de uma série de reuniões em busca de soluções para os impactos causados pelo fechamento da fábrica da Ford em Camaçari, na região metropolitana de Salvador.

“Fui a Brasília batalhar para atrair empresas para substituir o vazio deixado pela Ford em Camaçari. Nossa comitiva apresentou as oportunidades de investimento em nosso estado nas embaixadas da Índia, do Japão e da Coreia do Sul”, afirmou o governador.

Rui se reuniu com os embaixadores Suresh K. Reddy (Índia), Akira Yamada (Japão) e Kim Chan-Woo (Coreia do Sul). “Vamos fazer tudo que for possível para retomar essa importante cadeia produtiva na Bahia e recuperar os empregos perdidos”.

Também estiveram em Brasília o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari, Júlio Bonfim, o presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), Antônio Alban, e o diretor de Tecnologia e Inovação do Senai Cimatec, Leone Peter Andrade.

Rui Costa manteve encontros nas embaixadas da Índia, da Coreia do Sul e do Japão para destacar a presença do parque automobilístico disponível, a força de trabalho com experiência no setor e a garantia de o Estado contribuir para que uma nova indústria se instale na Bahia.

Foto: Fernando Frazão / Agência Brasil

Primeiro dia do Enem tem abstenção recorde de 51,5%

Em meio à alta de casos de coronavírus, a primeira prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, estudantes foram barrados em salas de aula e a abstenção teve o recorde de 51,5%, em 13 estados do país. A prova no estado do Amazonas foi suspensa por causa da crise na saúde.

Em Salvador, o horário de abertura dos portões foi antecipado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), em 15 minutos, e abriu às 11h15, a fim de evitar possíveis aglomerações. Como ocorreu com o Colégio Estadual Luiz Viana, no bairro de Brotas, e do Colégio Estadual Luiz Tarquínio, em Boa Viagem.

Neste primeiro dia, o exame foi sobre linguagens, ciências humanas e redação. Entre as perguntas, foi abordada a desigualdade salarial, escravização de chineses e uma proposta de redação sobre o estigma da saúde mental.

No próximo domingo (24) a segunda prova do ENEM terá questões sobre ciências da natureza e matemática.

Originalmente, a prova estava prevista para ocorrer em novembro de 2020, mas foi adiada para janeiro de 2021, devido à pandemia do coronavírus.

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, disse que a realização do Enem 2020 foi um sucesso. “No meio de uma crise, mobilizar milhões de pessoas, para mim foi um sucesso”, afirmou.

Foto: Alan Santos / PR

Pazuello diz que “prevê vacinação na quarta às 10h da manhã”

Numa entrevista coletiva no Instituto de Traumatologia e Ortopedia (Into) no Rio de Janeiro, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse neste domingo (17) que o governo federal começa nesta segunda, às 7h, a distribuição de vacinas contra a Covid-19 para todos os estados, e prevê o início da campanha para quarta-feira, às 10h.

De acordo com o ministro, a distribuição será feita pela FAB a locais determinados por cada estado e serão distribuídas quase 6 milhões de doses da vacina do Instituto Butantan, feita em parceira com o laboratório chinês Sinovac. “Está dado o primeiro passo para o início da maior campanha de vacinação do mundo contra o coronavírus”, afirmou.

Pazuello ainda disse que todas as vacinas produzidas pelo Butantan estão contratadas de forma integral e de forma exclusiva para o ministério e para o PNI. “O Ministério da Saúde vem trabalhando junto com o Butantan pelo desenvolvimento da vacina desde o início e tudo o que foi comprado no Butantan foi com recursos do SUS, não foi com nenhum centavo de São Paulo”.

Já o governador João Dória rebateu a afirmação de Pazuello sobre a vacina do Butantan numa entrevista coletiva, em São Paulo. “Eu estou atônito com as declarações do ministro da saúde do Brasil. Ministro, é inacreditável, como ministro do estado da saúde, sem o menor zelo com a saúde, sem ser médico, sem ter conhecimento nenhum da saúde, sem planejamento, um desastre completo na saúde, ainda mente ao dizer isso. A vacina do Butantan só está em São Paulo e no Brasil porque foi investimento do governo do Estado de São Paulo, ministro. Não há um centavo até agora, até agora, do governo federal, para a vacina, nem para o estudo, nem para a compra, nem para a pesquisa. Nada. Chega de mentira, ministro. Trabalhe pela saúde do seu povo, seja honesto”, afirmou.

Foto: Divulgação / Anvisa

Uso emergencial de vacina de Oxford e da Coronavac é liberado pela Anvisa

O uso emergencial das vacinas de Oxford/AstraZeneca e da Coronavac foi liberado, com algumas ressalvas, pela diretoria da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) neste domingo (17). Com a decisão unânime, as vacinas podem agora ser distribuídas para a população brasileira.

Para aprovação dos imunizantes eram necessários três votos dos cinco da diretoria da Anvisa, composta por Antônio Barra Torres, Cristiane Rose Jourdan Gomes, Alex Machado Campos, Romison Rodrigues Mota e Meiruze Freitas.

“Ressalvadas algumas incertezas pelo estágio das vacinas em desenvolvimento, os benefícios das duas candidatas superam os riscos e ambas atendem os critérios de eficácia e segurança”, disse o diretor-presidente da agência, Antônio Barra Torres.

Na área técnica da Anvisa, os diretores afirmam que aprovaram o uso, mas que será preciso acompanhar a evolução das duas vacinas.

“O uso das mesmas teria benefícios pelo estágio da pandemia no Brasil e ausência de uma alternativa terapêutica contra a Covid-19”, ressaltou Gustavo Mendes, gerente-geral de Medicamentos e Produtos Biológicos da Anvisa.

Segundo a agência, a vacina de Oxford/AstraZeneca tem eficácia geral de 70,42%, mas com duas doses, a eficácia no Brasil ficou em 62%, enquanto a Coronavac, a eficácia calculada é de 50,39%.

Diretores que participam da reunião. Foto: Divulgação / Anvisa

Anvisa decide o uso emergencial de vacinas contra a Covid-19 neste domingo

Os pedidos de uso emergencial de duas vacinas contra a Covid-19 no Brasil, a vacina de Oxford e a CoronaVac, vão ser analisados neste domingo (17), pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O órgão terá cinco integrantes da diretoria colegiada, responsáveis por tomar a decisão. Todos foram nomeados pelo presidente Jair Bolsonaro.

O encontro começa às 10h, deve durar cerca de cinco horas e terá transmissão ao vivo pelos canais digitais da Anvisa. De acordo com a agência, esta é a primeira vez que o colegiado se reúne em um domingo.

Diretores que participam da análise:

Antonio Barra Torres – Diretor-presidente: contra-almirante da Marinha, é formado em medicina pela Fundação Técnico-Educacional Souza Marques. Fez residência em cirurgia vascular no Hospital Naval Marcílio Dias. Está na presidência da Anvisa desde novembro do ano passado, com mandato até dezembro de 2024.

Meiruze Sousa Freitas – Segunda diretoria: servidora da Anvisa, atuou como adjunta de diretor, gerente geral de Toxicologia e gerente da área de medicamentos. Está na diretoria desde abril do ano passado.

Cristiane Rose Jourdan Gomes – Terceira diretoria: também formada pela Fundação Técnico-Educacional Souza Marques, a médica trabalhou com gestão no Ministério da Saúde e na Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Está no cargo desde novembro de 2020.

Romison Rodrigues Mota – Quarta diretoria: graduado em ciências econômicas pela Universidade Estadual de Goiás, o economista é servidor da Anvisa há 15 anos. É diretor substituto no órgão, com mandato desde abril de 2020.

Alex Machado Campos – Quinta diretoria: graduado em direito pela Universidade Católica de Pernambuco. É servidor de carreira da Câmara dos Deputados e assumiu o cargo na Anvisa em novembro de 2020.

Foto: Alan Santos / PR

Prefeitos afirmam que Pazuello marcou início da vacinação no país para o dia 20

A vacinação contra a Covid-19 começará em todo o país na quarta-feira (20) da semana que vem. Esta foi a informação de prefeitos que participaram de uma reunião com o Ministério da Saúde, Eduardo Pazuello, nesta quinta-feira (14).

O Ministério da Saúde ainda não confirmou a data, mas as mensagens dos prefeitos foram postadas em redes sociais.

“De acordo com @ministropazuelo, próxima segunda chegam as 2 milhões de doses da Astrazeneca para estados. Há também as 6 milhões da Coronavac. Anvisa liberando domingo, distribuem na terça para iniciar na quarta, dia 20. Ou seja: 8 milhões de doses para janeiro”, escreveu em uma rede social, o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (DEM).

Após a reunião, os prefeitos de Campinas, de Cuiabá e de Maringá também confirmaram que o governo marcou a data para o dia 20.

De acordo com a Frente Nacional dos Prefeitos, o ministro Pazuello fez uma  previsão de quantas doses de vacina o país terá nos próximos meses:

Janeiro: 8 milhões

Fevereiro: 30 milhões

Abril: 80 milhões

Foto: Alan Santos / PR

Pazuello diz que avião irá buscar 2 milhões de doses da vacina na Índia

O governo federal irá enviar avião à Índia para pegar 2 milhões de doses prontas que devem ser entregues pelo Serum Institute, um dos centros vinculados à AstraZeneca para produção da vacina de Oxford. Foi o que disse o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, nesta quarta-feira em Manaus (AM).

Pazuello afirmou, que assim que houver o aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o Brasil vai iniciar a vacinação contra a Covid-19. Segundo o ministro, o país está preparado para iniciar a vacinação e todos os estados receberão as doses ao mesmo tempo, inclusive Manaus.

“Nós temos duas vacinas para janeiro muito promissoras. São 8 milhões de doses já em janeiro. Quando a Anvisa concluir suas análise, três, quatro dias depois estaremos distribuindo a vacina”, explicou o ministro.

A decisão da Anvisa sobre a autorização de uso emergencial das vacinas submetidas à agência será no domingo (17). Segundo o órgão, a data é o penúltimo dia do prazo estabelecido para avaliação dos pedidos.

Foto: Divulgação / Ford Camaçari

Ford anuncia o encerramento de produção de veículos no país

A Ford anunciou na segunda (11), que encerrará a produção de veículos em suas fábricas no Brasil. Desde 1919, a montadora mantinha fábricas em Camaçari (BA) e Taubaté (SP), para carros da Ford, e Horizonte (CE), para jipes da Troller.

De acordo com a montadora serão mantidos apenas o Centro de Desenvolvimento de Produtos, em Camaçari, o Campo de Provas e sua sede regional, ambos em São Paulo.

Já os veículos comercializados no mercado brasileiro passam a ser produzidos na Argentina e Uruguai, além de importações de outras regiões.

Em comunicado, a empresa anunciou o encerramento de produção no país. “A Ford está presente há mais de um século na América do Sul e no Brasil e sabemos que essas são ações muito difíceis, mas necessárias, para a criação de um negócio saudável e sustentável. Mudando para um modelo de negócios ágil e enxuto ao encerrar a produção no Brasil, atendendo nossos consumidores com alguns dos produtos mais empolgantes do nosso portfólio global”, disse Jim Farley, presidente e CEO da Ford.

A montadora disse ainda que atenderá a região com seu portfólio global de produtos. Entre os veículos estão a nova picape Ranger produzida na Argentina, a nova Transit, o Bronco, o Mustang Mach 1.

“A Ford mantém assistência total ao consumidor com operações de vendas, serviços, peças de reposição e garantia para seus clientes no Brasil e na América do Sul. A empresa também manterá o Centro de Desenvolvimento de Produto, na Bahia, o Campo de Provas, em Tatuí (SP), e sua sede regional em São Paulo”.

Na manhã desta terça-feira (12), trabalhadores da Ford protestaram contra o fechamento da fábrica da montadora em Camaçari, e logo depois, o grupo seguiu em carreata para o Centro Administrativo da cidade.